Arquivo da Tag: hamburgueria

Quem comanda a chapa são elas: mulheres brilham na linha de frente de hamburguerias

oferecimento

O mercado de hamburguerias tornou-se um dos mais competitivos e crescentes Brasil afora, tanto é que, por ano, diversos estabelecimentos abrem suas portas com o propósito de “se destacar entre o público que curte um bom burger” – ou melhor, aqueles que não negam um blend escolhido a dedo, combinado com bons complementos e um pão de qualidade.

Todos sabemos que apesar daquele velho ditado “lugar de mulher é na cozinha”, os homens ainda dominam e ocupam as linhas de frente das chapas por aí, sem considerar todo o universo American Barbecue ainda, infelizmente, tomado pelos altos níveis de testosterona.

Fragilidade? Fraqueza? Delicadeza? Esses adjetivos que um dia foram usados para inviabilizar a competência das mulheres, não combinam mais com o empoderamento feminino adquirido ao longo dos anos. Graças a luta e a discursos de igualdade, elas estão cada vez mais ocupando posições de destaque nos mais diversos nichos profissionais.

Sabendo disso, para comemorar o Dia Mundial do Hambúrguer (28/05), resolvemos contar histórias inspiradoras de mulheres que transformaram e transformam esse universo “hamburgueiro” e provam diariamente que para se fazer um bom burger não é preciso deixar a barba crescer.

Há cinco anos, três irmãs resolveram se aventurar por aí e seguir o sonho de abrir uma hamburgueria. Foi depois de uma viagem enriquecedora, que o Texas Prime Burger abriu suas portas e tornou-se a primeira casa especializada em hambúrguer do Espírito Santo totalmente comandada por mulheres. Batemos um papo com a Daniela, Júlia e Mariana, proprietárias do Texas e trouxemos na íntegra para você, seguidor do Guia, essa entrevista inspiradora:

1- Como surgiu a ideia de abrir uma hamburgueria e qual a história do Texas?

R: Eu (Dani) e minhas irmãs sempre fomos muito apaixonadas por hambúrgueres e sempre gostei dessa área de gastronomia. Assim que me formei em administração, pude contar com a ajuda delas e do meu pai, que sempre deu todo suporte necessário nessa aventura. A partir daí surgiu a ideia de fazermos algo temático e como meu pai viajava bastante para o Texas, ficamos com essa coisa do faroeste na cabeça! Além de adotarmos o nome, viajamos para o estado americano também para absorvermos o máximo de conhecimento.

 

2- Vocês já tinham na família alguma essência que fizeram vocês se interessarem pela culinária ou pelo nicho de hamburgueiro?

R: Nossa família é italiana e temos como tradição sempre nos reunir para comer e beber muito bem. Temos como exemplo nossas avós e nossa mãe que também são apaixonadas por gastronomia. Sempre foi muito comum nos reunirmos para fazer alguma receita diferente tanto de massa, frutos do mar, carne ou hambúrguer antes mesmo de abrimos o Texas.

3- Como foi a viagem para o Texas, o que vocês aprenderam, o que mais gostaram, o que menos gostaram etc.

R: Fomos com o intuito de conhecer a cidade e a cultura, mas com o foco maior na culinária. Logo nos encantamos pelo clima da cidade e organização, sem falar da fartura e o tempero inigualável.

Naquele momento sabíamos que queríamos levar para o nosso Texas tudo aquilo que vivenciamos e que nossos clientes tivessem essa mesma sensação.

Nos inspiramos em 2 restaurantes: Texas RoadHouse e Longhorn Steakhouse. Visitamos suas cozinhas, conhecemos os processos, cortes de carnes, temperos e tudo foi de extrema importância. Levamos o conhecimento para testar no Brasil até que a adaptação estivesse perfeita.

4- Como funciona a dinâmica no Texas sendo comandada só por mulheres? Na sua opinião, o que muda no trabalho, na forma de tratar o cliente ou no carinho com os ingredientes?

R: Pertencemos a mesma família, mas possuímos características bem diferentes, além do fato de que cada uma de nós se especializou em uma área distinta.

A Mari, por ser uma pessoa mais extrovertida e comunicativa lida com os clientes e está sempre nos feedbacks. A Jú já é mais introvertida, então ela toma conta da parte administrativa. Eu (Dani) sou responsável por tudo que envolve a cozinha, que chamo de coração do Texas. Participo do processo de escolha e compra de cada ingrediente, cada fornecedor, cada foto e cada cardápio novo elaborado.

5- Apesar de ainda existir aquela velha frase “lugar de mulher é na cozinha”, o mundo do hambúrguer e american bbq ainda é bem machista. Como vocês encaram isso?

R: Sempre soubemos como mulheres que abrir uma hamburgueria seria um desafio e tanto, mas sempre acreditamos na nossa proposta, garra, vontade de ser melhor, trazer o melhor produto e a melhor experiência para o nosso cliente. O toque feminino faz toda a diferença sim. É o que nos motiva!

6- Em meio essa pandemia, o que vocês têm feito para driblar a situação? Como acha que o mercado vai reagir daqui para frente?

R: Quando abrimos o Texas, nossa ideia era fazer com que o cliente tivesse a mesma experiência que tivemos nos Estados Unidos, já que tudo aqui remete a uma temática de faroeste, por isso fomos tão prejudicadas em tempos de isolamento social.

Nosso maior desafio foi nos reinventarmos para fazer com que o nosso cliente ao receber em casa o seu pedido relembrasse os bons momentos que teve aqui.

Refizemos planilhas de custos, prazos com fornecedores, negociamos com empresas de delivery e tivemos que fazer uma readequação ao cardápio a essa nova ordem, mas tudo se encaixou.

Esperamos um futuro bastante desafiador e com muitas incertezas, porém acreditamos que novas oportunidades vão surgir por acreditar na força de trabalho da nossa equipe.

 

Endereço: Rua Quinze de Novembro, 371 – Centro, Vila Velha – ES

Telefone: (27) 3077-3131 ou iFood

Podemos citar mais alguns grandes exemplos de hamburguerias comandadas por mulheres ao redor do Brasil, como por exemplo:

Comarella Pizza e Burger

A casa existe desde 1994 e sempre trabalhou com pizza e burguer. Em 2015 a hamburgueria surgiu em um local separado e mais gourmetizada, com propostas criativas e legais de hambúrguer e petiscos.

Gabriela Comarella, proprietária, é formada em direito e, além de gerenciar a empresa, atua também como advogada na área trabalhista. A empresa foi criada pelo seu pai Ademir e pela mãe Martha e desde novinha a Gabriela vivia a rotina da Comarela. Em 2012 assumiu os negócios e começou ativamente a se envolver no processo criativo dos hambúrgueres!

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Comarella Pizza & Burger (@comarellapizzaeburger) em

Endereço: Rua Santa Terezinha, 850 – Cristóvão Colombo, Vila Velha – ES

Telefone: (27) 3340-5600, Uber Eats ou iFood

Matilda Lanches

Quem é Matilda? Essa é a frase que dá as boas-vindas aos clientes que visitam o pequeno endereço no bairro dos Jardins. Comandado por Renata Vanzetto, o empreendimento é o quarto da renomada chefe, que está a frente do Ema, Marakuthai e MeGusta Bar.

A proposta do Matilda Lanches é levar um cardápio gostoso, descomplicado e diferenciado, fugindo do modelo fast-food gorduroso. Com opções veganas e vegetarianas, a casa conquista por seu charme e qualidade dos produtos.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Matilda Lanches (@matildalanches) em

Endereço: Rua Bela Cintra, 1541 – Cerqueira César, São Paulo – SP

Telefone: (11) 3064-9161

RECEITA: O que é e como fazer Ultra Smashed Burger ou Ultra Smash Burger?

oferecimento

Depois da febre dos smash burgers que invadiu a capital paulista e ditou tendência no mundo do hambúrguer brasileiro, a nova moda que surgiu tem nome ultra smashed burger.

Mas o que é o ultra smashed burger ou ultra smash como muitos dizem por aí? São uma versão dos smash burgers extremamente finos, pesando em média 40 a 60g. Mais uma vez, não existe uma regra de ouro, o objetivo agora é uma carne ultra fina com o máximo de crosta possível – reação de Maillard.

Para os ultra smashed burgers podemos afirmar que não é possível escolhermos o ponto, diferente da versão mais popular, pois a carne fica tão fina que é impossível até sentir qualquer suculência. Esse é o motivo que os ultra smashed burgers são servidos com American Cheese ou um creme de queijo e molhos, pois acrescentam umidade e sabor no conjunto.

Para você saber como preparar os ultra smashed burgers na sua casa ou hamburgeuria, assista o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Ingredientes:

  • Blend escolhido sempre respeitando a porcentagem de 80% de carne, 20% de gordura. No ultra smash recomendamos uma quantidade de 40 a 60g.
  • Pão de hambúrguer da sua preferência
  • Queijo cremoso/processado ou que tenha um bom derretimento.
  • Manteiga clarificada
  • Sal e pimenta do reino
  • Espátula ou raspador
  • Utensílio para prensar a carne na chapa

Modo de fazer:

  • Com a chapa bem quente, coloque um pouco de manteiga onde o hambúrguer vai entrar em contato. Não é obrigatório, porque o blend já vem com uma porcentagem de gordura legal, mas isso agrega um pouco mais de sabor.

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - com a chapa bem quente

  • Antes de esmagar o burger, despeje mais um pouquinho de manteiga sobre a carne, isso vai ajudar com que não grude no utensílio.

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - antes de esmagar o burger

 

  • Para esmagar você pode usar tanto uma prensa própria para smash ou uma espátula. Prense e deslize o utensílio sobre a carne. A ideia aqui é que o burger fique bem fininho mesmo, como se fosse uma folha de papel. O resultado que queremos é só a crostinha com uma bela reação de Mailard.

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - para esmagar você pode usar tanto

  • Com a espátula, faça pequenas marcas na carne para evitar que o hambúrguer encolha.

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - com a espatula

  • Tempere com sal e pimenta a gosto apenas de um lado do burger.

Tempere com sal e pimenta a gosto apenas de um lado do burger - tempere com sal e pimenta a gosto

  • Observe que a carne fica tão fina, que pequenos orifícios abrem dentro do disco de carne.Use uma espátula ou raspador para virar o burger, mas preste atenção para não perder aquela valiosa crosta de sabor.

Use uma espátula ou raspador para virar o burger, mas preste atenção para não perder aquela valiosa crosta de sabor - use a espatula

  • Coloque o queijo de sua preferência e enquanto ele derrete, sele seu pão na chapa.

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - coloque o queijo da sua preferencia

  • Use novamente sua espátula ou raspador, tomando cuidado para não perder a crosta da parte de baixo do seu burger.

 

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - Use novamente sua espátula ou raspador, tomando cuidado para não perder a crosta da parte de baixo do seu burger.

  • Agora é só montar e comer, divirta-se com os acompanhamentos de sua preferência!

RECEITA: Como fazer Ultra Smashed Burgers - agora é só montar

Mas afinal, qual o segredo dos ultra smashed burgers e o que eles têm que conquistam tanta gente por aí? Além baixo preço e da agilidade no preparo, ideal para quem está com muita fome e não quer esperar, o segredo está na crostinha que dá sabor ao hambúrguer, que é prensado na chapa quente até virar um disco fininho e tostado de pouquíssimos gramas. Para turbinar seu hambúrguer e não ficar muito pão, costuma-se empilhar 2, 3 e até mais carnes.

Agora que você já sabe tudo sobre os ultra smashed burger, hora de arriscar na sua hamburgueria ou hamburgada para amigos/família. Marque a hashtag #guianabocadopovo e seu burger será divulgado pela gente!

EUA registra escassez de carne mas empresas produtoras de hambúrguer vegetal se animam com o cenário

oferecimento

Ultrapassando a marca de mais de dois meses e meio de confinamento, o mundo enfrenta um dos períodos mais complexos da história e é nesse cenário que o hambúrguer vegetal quer entrar em cena. Até o momento, contabilizamos mais de 5 milhões de casos e 350 mil mortes provocadas mundialmente pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Apesar de necessárias, as medidas de restrições para o combate da pandemia têm impactado diversos setores da economia, incluindo o alimentício. No último mês, dezenas de frigoríficos nos Estados Unidos fecharam suas portas para evitar qualquer tipo de contaminação. A prova disso é que o número de bovinos abatidos por lá registrou queda de 35% pela quarta semana consecutiva.

Consequentemente o movimento de crise é sentido nas prateleiras também. Embora muitas redes famosas de supermercados americanos, como Kroger e Costco, não reconheçam publicamente que estão com pouca carne, elas têm limitado a venda da quantidade do produto por cliente.

EUA registra escassez de carne mas empresas produtoras de proteína vegetal se animam com o cenário

O cenário nos restaurantes e redes de fast-food também não é diferente. Na semana passada, a Wendy´s anunciou que seu estoque de carne está esgotado em um quinto de suas unidades e que o fato de trabalharem com o produto fresco só dificulta a operação. Executivos da Shake Shack, sinalizaram esta semana uma preocupação diante ao cenário, já que o preço da carne bovina aumentou significamente.

Mesmo com o novo coronavírus colocando a demanda das carnes bovina e suína em cheque, a oferta menor desses produtos deve acabar beneficiando as exportadoras brasileiras. Por outro lado, algumas empresas de proteína vegetal que tentam cativar o mercado há anos, enxergam no momento uma oportunidade para traçar novos objetivos e conquistar mais espaço.

A foodtech Behind the Foods já divulgou que houve um aumento na demanda por produtos plant-based nos EUA e China. Depois que parte do food service fechou no Brasil por conta da pandemia, a empresa decidiu elevar a aposta em sua linha de hambúrguer vegetal, cujo o foco é o consumidor final, em sua maioria jovem.

EUA registra escassez de carne mas empresas produtoras de proteína vegetal se animam com o cenário

Em estudo publicado em março, o banco holandês Rabobank apontou que os millenials são os principais consumidores dos produtos plant-based. Segundo a consultoria Euromonitor, apenas no varejo chinês as vendas de carnes vegetais movimentaram US$ 10 bilhões em 2019.

Com capacidade produtiva de 50 toneladas por mês à disposição, a Behind prevê atingir sua capacidade máxima ao longo do ano. O faturamento previsto é de cerca de R$ 6 milhões em 2020.

Bullguer presenteará com 2.500 burgers em ação especial para o Dia Internacional do Hambúrguer

oferecimento

Finalmente a data mais esperada do ano por nós está chegando! Estamos falando do Dia Internacional do Hambúrguer que acontece 28/5. Para comemorar, a Bullguer, hamburgueria especializada em smash burger, preparou algumas ações especiais que rolam durante essa semana.

Para aquecer os motores, a rede começou a promover dia 20/5 o Cheeseburguer Part Day, em que o hambúrguer Standard (pão, carne e queijo) sai por R$ 10, de segunda a quinta-feira, das 15h às 18h. Já a partir do dia 25/5, essa mesma promoção começa a valer para o dia todo.

Bullguer dará 2.500 burgers em ação especial para o Dia Internacional do Hambúrguer

No tão esperado 28 de maio, a Bullguer vai presentear seus clientes que utilizarem o app da Rappi ou aqueles que usarem a retirada para viagem com 2.500 tickets. Esse voucher dará direito ao hambúrguer que leva o nome da rede: Bullguer (R$ 20), que inclui pão, carne, queijo, picles e molho.

Por conta do coronavírus Covid-19, algumas lojas estão temporariamente fechadas, mas a rede junto com a Rappi conseguiu expandir seu alcance de entrega para realizar a ação.

As unidades disponíveis para os pedidos em São Paulo são: Anália Franco, Berrini, Centro, Cerro Corá, Eldorado, Granja Viana, Jardim Sul, Jardins, Paraíso, Perdizes, Santana, Santo André, Santos, Higienópolis, São José dos Campos, Tamboré, Vila Mariana, Vila Nova Conceição, além de Rio de Janeiro (Ipanema), Belo Horizonte/MG e Brasília/DF.

Lembrando que esse ticket é para uso nas lojas (retirada para viagem e salão, quando a situação de quarentena normalizar, seguindo as orientações de segurança) e é valido até 27 de dezembro de 2020.

Para fazer seu pedido no Dia Internacional do Hambúrguer, basta baixar o Rappi e localizar Bullguer na opção “Restaurantes”. A hamburgueria passa por todas as medidas preventivas de higienização dos funcionários e das embalagens na hora do preparo. A marca recomenda que, antes de comer, descarte a embalagem corretamente e higienize as mãos.

Bullguer presenteará com 2.500 burgers em ação especial para o Dia Internacional do Hambúrguer

Sobre a Bullguer

Criado em 2015 pelos sócios Alberto Abbondanza, Ricardo Santini e Thiago Koch, chef responsável pela concepção do cardápio, a Bullguer é a primeira rede a popularizar o conceito do smash burger no Brasil. A marca conta com 25 unidades na capital, interior e litoral de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.
www.bullguer.com.br

Receita: Como fazer smash burger (hambúrguer prensado)

oferecimento

Alguém aí conhece o smash burger ? Se você nunca comeu, com certeza já ouviu falar e ficou morrendo de vontade de experimentar. Uma coisa nós garantimos, são muito deliciosos e extremamente saborosos.

Se você traduzir o termo “ smash burger “ou “smashed burger” para o português, saberá que significa hambúrguer esmagado.

Como o smash burger surgiu no Brasil?

Essa nova tendência hamburgueira que nasceu lá nos Estados Unidos, a terra do hambúrguer, quase ninguém conhecia no Brasil até 2014. Foi popularizada aqui com a abertura da Bullguer, hamburgueria que se auto-intitula a “primeira hamburgueria especializada smash burgers no Brasil”.

A grande verdade é que a Bullguer não foi a primeira a fazer, mas foi a responsável por disseminar a técnica e tornar o smash burger popular em nosso país.

Um pouquinho de ciência

Essa técnica é pura ciência: pressione sua bolinha de carne resfriada contra a chapa ou frigideira quente, aguarde a famosa “reação de Maillard” acontecer. Ao virar a carne, você vai observar uma crosta marrom, “caramelizada”em seu hambúrguer.

A reação de Maillard é o que se busca num verdadeiro smash burger , porque ela agrega cor e sabor aos alimentos, inclusive na carne.

Existem regras para fazer um smash burger ?

Dizem as más línguas que existem algumas regras para se fazer um smash burger , por exemplo, que a bolinha de carne deve ter no máximo 120g ou que não se pode dar ponto em um smash burger .

Pura fake news, os 120g são uma herança do sistema métrico norte-americano, pois equivale a aproximadamente um quarto de libra (113g) em inglês “a quarter pound“. Mesmo motivo que o Quarteirão com Queijo do Mc’Donald’s é batizado lá de Quarter Pounder. E realmente a maioria das hamburguerias usam carnes mais finas porque ficam prontas mais rápido e podem cobrar um valor mais barato.

Outra lenda que vemos muitos repetindo é que smash burger não tem ponto. Já visitamos várias vezes os Estados Unidos e em todas nós comemos hambúrgueres de todos os tipos.

Em uma de nossas andanças, visitamos uma hamburgueria chamada Fatburger em Beverly Hills. Eles servem hambúrgueres esmagados na chapa e com carne sempre fresca e nunca congelada desde 1952.

O hambúrguer mais leve do cardápio pesa 1/3 de libra (150g) e o mais pesado 1/2 libra (220g). Todos amassados na chapa quente para formarem a crosta que tanto buscamos.

Já sobre o ponto ou não do smash, é uma escolha de quem vai comer. A Bullguer e o Cabana Burger – especializados em smash burger , perguntam o ponto da carne desde que abriram as portas.

Receita: como fazer o verdadeiro smash burger ?

Como nós somos fãs de carteirinha de hambúrguer e qualquer novidade ou tendência fazemos questão explicar ao nosso público, se liga nessa receita de um passo a passo sobre como fazer um smash original tanto para sua hamburgueria ou até para família/amigos:

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em



Ingredientes

  • Blend escolhido: acém com 25% de gordura (funciona bem entre 20 a 25% de gordura)
  • Pão de hambúrguer, dê preferência aos mais leves e não muito altos
  • Queijo que tenha um bom derretimento, queijos processados, american cheese ou até um molho de queijo
  • Manteiga clarificada
  • Sal e pimenta do reino
  • Espátula ou raspador
  • Utensílio para prensar a carne na chapa, você pode usar até um prato pra isso

Modo de fazer

  • Com a chapa bem quente, coloque um pouco de manteiga onde o hambúrguer vai entrar em contato. Não é obrigatório, porque o blend já vem com uma porcentagem de gordura legal, mas isso agrega um pouco mais de sabor.

Receita: Como fazer smash burger original - com a chapa bem quente

  • Antes de esmagar o burger, despeje mais um pouquinho de manteiga sobre a carne, isso vai ajudar com que não grude no utensílio.

Receita: Como fazer smash burger original - antes de esmagar o burger

  • Para esmagar você pode usar tanto uma prensa própria para smash ou uma espátula. Prense e deslize o utensílio sobre a carne.

Receita: Como fazer smash burger original - para esmagar voce pode

  • Tempere com sal e pimenta a gosto apenas de um lado do burger.

Receita: Como fazer smash burger original - tempere com sal e pimenta a gosto

  • Use uma espátula ou raspador para virar o burger, mas preste atenção para não perder aquela valiosa crosta de sabor.

Receita: Como fazer smash burger original - use uma espátula ou raspador

  • Coloque o queijo de sua preferência e enquanto ele derrete, sele seu pão na chapa.

Receita: Como fazer smash burger original - coloque o queijo

 

  • Use novamente sua espátula ou raspador, tomando cuidado para não perder a crosta da parte de baixo do seu burger.

Receita: Como fazer smash burger original - use novamente

  • Agora é só montar e comer! Divirta-se com os acompanhamentos de sua preferência.

Receita: Como fazer smash burger original - agora é só

Dispara procura por hambúrguer em aplicativos e supermercados durante a pandemia

oferecimento

O novo coronavírus (Sars-Cov-2), que assola o país desde março, afetou a rotina e mudou os hábitos de consumo de toda a população brasileira. Se de um lado alguns setores da economia sofrem em razão da queda da circulação de pessoas, de outro, plataformas on-line e até supermercados conseguiram se reinventar e vêm se saindo muito bem.

De acordo com a pesquisa “Alimentação na pandemia – como a Covid-19 impacta os consumidores e os negócios em alimentação”, realizada pela consultoria especializada em food service, Galunion, em parceria com o Instituto Qualibest, 90% da população brasileira está evitando ao máximo sair para comer.

As preocupações com higiene, saúde, segurança e solidariedade são as grandes razões para tais mudanças de comportamento, dessa forma, estabelecimentos do setor alimentício promovem ações, a fim de ampliar o nível de confiança do consumidor, além de manterem seus negócios aquecidos.

Diante da atual situação, o prato que se tornou o queridinho dos quarenteners, tanto para preparo próprio, quanto para pedidos on-line, foi o hambúrguer. Aplicativos como iFood, Uber Eats e Rappi contabilizaram um aumento de 47% nas buscas pelo produto, com destaque para sua vertente artesanal.

Já entre os artigos de supermercado, segundo o relatório, os mais procurados durante o período de confinamento foram também os hambúrgueres, registrando alta de 283%, seguido de petiscos e empanados (173%), conservas e enlatados (166%), patês e antepastos (141%), macarrão instantâneo (68%) e salgadinhos (58%).

Apesar do momento turbulento na economia, podemos considerar que as hamburguerias vivem um momento de autoconhecimento importante e até uma considerada expansão. O segmento, que registrou crescimento de 575% na última década, mostrou-se capaz de rápida adaptação, porque muitos empreendedores apostaram mais na qualidade e diversidade dos produtos, como diferentes combinações entre pães, queijos, molhos e até blends.

Como vimos no decorrer desta matéria, o mundo hamburgueiro costuma ter uma ótima aceitação no mercado, e, apesar do aumento do interesse pelo produto, as empresas precisam ter uma visão a longo prazo para se manterem lado a lado com as grandes redes de fast food, principalmente em tempos de coronavírus (Sars-Cov-2).

Apostar em ações solidárias e divulgações é uma ótima pedida, além disso, os empreendedores precisam sempre se manter antenados em novas receitas para oferecer ao público a grande diversidade que o segmento propõe. Os consumidores estão cada vez mais exigentes em questões relacionadas a sabor, saudabilidade, variedade e apresentação, fato que mantém o mercado aquecido.

Se você que está procurando novas receitas para incrementar o cardápio da sua hamburgueria ou é do tipo que gosta de se aventurar na cozinha, temos várias receitas disponíveis no Instagram do Guia do Hambúrguer na aba IGTV. Confira a seguir 10 dicas para um cheese burger perfeito.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em

Hamburguerias priorizam delivery e tomam medidas de segurança contra propagação do vírus em tempos de Covid-19

oferecimento

Saiba como se proteger e adequar seu estabelecimento de acordo com as normas de higiene estipuladas pelo Ministério da Saúde

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 13h10 desta sexta-feira (20), 654 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 23 estados. São sete mortes contabilizadas até o momento, duas no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo. O setor alimentício vem apresentando um impacto negativo durante a pandemia.

Em tempos de isolamento social, foi perceptível a queda do movimento em bares e restaurantes, mas todos eles souberam se adaptar bem à crise. Podemos notar que as hamburguerias se prepararam para o aumento do número de pedidos delivery, seja adotando medidas preventivas entre seus funcionários, novas ofertas, deixando de cobrar taxa de entrega ou até improvisando postos de drive thru.

Algumas casas acabaram se destacando com suas estratégias e, por enquanto, conseguem driblar a queda nas vendas. Apesar do estreito espaço em seu salão, a Burger Happens, por exemplo, optou por manter suas mesas com um metro de distância umas das outras, além de reforçar o uso do álcool em gel entre a equipe e clientes e de aumentar a interação com o público através das redes sociais.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Rua Alcindo Guanabara nº 27 (@burgerhappens) on


Com uma filosofia orgânica e sustentável, o MUDA Burger mantém-se ativo passando por cima dos percalços. Depois de alguns problemas enfrentados com aplicativos de entrega, a casa acabou adotando o frete grátis e até um esquema de drive thru improvisado, embalando com plástico até suas maquininhas de cartão.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Burger Orgânico e Sustentável (@mudaburger) on


A conceituada Lanchonete da Cidade agora passou a comercializar no delivery combos que antes só estavam disponíveis em suas lojas físicas. Com hambúrguer, batata e bebida, seja no almoço ou no jantar a preços mais acessíveis.

View this post on Instagram

 

A post shared by LANCHONETE DA CIDADE (@lanchonetedacidade) on


Toda ação é válida e não há motivos para pânico. Se você é dono de uma lanchonete ou hamburgueria não é obrigado a fechar seu estabelecimento, apenas tome as medidas sanitárias essenciais para manter suas portas abertas e aposte em uma boa divulgação.

O Guia do Hambúrguer, por ser uma plataforma que acompanha as tendências do mundo hamburgueiro, prontifica-se a prestar apoio, esclarecimento e qualquer tipo de ajuda, tanto para os estabelecimentos quanto para os clientes. Por essa razão, deixamos aqui nossa contribuição com algumas das medidas de higiene e proteção estipuladas pelo Ministério da Saúde, para que você possa adequar sua hamburgueria aos serviços de delivery de maneira correta e segura. Leia, execute e cole no seu estabelecimento. Informação nunca é demais, leia, siga e imprima para colocar em sua hamburgueria:

Quintal deBetti Dry Aged & Special Meat – Cidade Jardim, São Paulo – SP

oferecimento

O consagrado Quintal do Debetti é um dos lugares mais badalados para se comer churrasco em São Paulo.

01-interior-debetti-sao-paulo

Uma das especialidades da casa é o hambúrguer dry aged. Esse termo designa um processo de se preparar carne que agrega maciez e sabor diferenciados.

Basicamente são peças de carne com osso, o mais comum é o lombo do boi (parte das “costas”) onde está localizado o contra-filé (ou bife Ancho e Chorizo).

Ela fica sob temperatura, umidade e ventilação controladas sem qualquer tipo de embalagem. Nesse processo, a carne vai “secando” por fora, concentrando sabor e sofrendo a maturação que quebra suas fibras e a deixa mais macia.

Toda a gordura que sobra do produto no processo do dry aged, o Debetti usa para fazer os burgers e agregar um sabor a mais no blend da carne do burger.

Por ser um lugar bem “famosinho” na capital paulista, as filas durante o final de semana são bem grandes, então resolvemos visitar em uma quarta-feira, no horário do almoço, para descobrir o potencial da casa numa condição normal de movimento.

Logo na entrada, não há outra opção de estacionamento, você precisa pagar R$ 25 que é preço único.

O ambiente é muito legal, um grande quintal, churrasqueiras ao centro, fachadas de casas antigas ao redor constroem um ambiente peculiar, charmoso e muito agradável.

02-interior-debetti-sao-paulo

03-churrasqueira-debetti-sao-paulo

Parece que estamos realmente comendo um churrasco no fundo de uma grande casa.

O cardápio oferece opções de churrasco com carnes, pão de alho, linguiças e até mesmo salada.

04-cardapio-debetti-sao-paulo

05-cardapio-debetti-sao-paulo

De entrada, pedimos um cone de batatas fritas da casa por R$ 16 e se quiser em dobro custa R$ 29.

06-batata-debetti-sao-paulo

Não demorou muito para chegar, elas eram artesanais, corte grosso e muito crocantes. Temperadas com sal, agradaram bastante.

Em seguida pedimos uma tábua com o steak com osso, ao ponto para mal, para uma pessoa, por R$ 99.

O ponto veio perfeito, muito macio e saboroso.

Apesar de ser uma técnica que gera sabor bem acentuado, que nem todo mundo curte, o deBetti sabe trabalhar com dry aged com menos tempo de maturação que acaba por deixar o sabor da carne bem agradável. A aceitação do público é ótima.

07-carne-debetti-sao-paulo

Sem mais delongas fomos ao nosso objetivo principal. Pedimos o burger dry aged por R$ 35.

Você pode incluir alguns acompanhamentos como alface e tomate por mais R$ 4, Cebola caramelizada por R$ 5, bacon por R$ 4 e cheddar por R$ 5.

Escolhemos o bom e velho pão, carne de 180g e queijo, só.

Pelo padrão da casa, o hambúrguer vem servido em duas metades, é assim que ele chega ao ponto para malpassado.

Depois de selado, a face da carne leva a última grelhada e dá o acabamento final. Esse processo evidencia mais a crosta de Maillard e maximiza o sabor do burger, além de ficar charmoso.

08-burger-debetti-sao-paulo

09-burger-debetti-sao-paulo

Logo na primeira mordida já notamos um produto incrível, consistência excelente, quentinho, ponto correto e queijo derretido.

A combinação parece que foi feita sob medida, tudo com execução perfeita.

Era impressionante a qualidade de carne, textura, sabor, suculência e o toque sutil de dry aged.

11-burger-debetti-sao-paulo

Para terminar, pedimos a sobremesa típica das churrascadas: panqueca com doce de leite tostada com ferro quente deixando o açúcar cristalizado.

Só para constar, não dá para pedir menos que duas por pessoa. Elas são absolutamente deliciosas.

12-sobremesa-debetti-sao-paulo

O deBetti provou que além de manjar muito de carne, sabe preparar hambúrgueres como ninguém.

Sem nenhum erro de execução e com insumos de primeira qualidade, entregou um hambúrguer beirando à perfeição e preparado na churrasqueira.

Se quer comer um hambúrguer de verdade com sabor de grelhado em uma atmosfera peculiar, está no lugar certo.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer5 estrelas
  • MaioneseNão Avaliado
  • Porção3 estrelas
  • Atendimento3 estrelas
  • Espera 15
  • Cheese BurgerR$ 25
  •        

  • Hambúrguer VegetarianoNão
  • Preçode R$ 40 a R$ 50 (de R$ 40 a R$ 50)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

deBetti Dry Aged & Special Meat

R. Curumins, 11 – Cidade Jardim
São Paulo – SP
(11) 4949-0199
Delivery: Sim