Arquivo da Tag: mc donalds

Piscininha de Cheddar, loja conceito do BK e burger do Gordon Ramsay que custa R$ 600

oferecimento

Terça-feira é dia de Burger News aqui no Guia e isso significa que é dia de saber de todas notícias e novidades que movimentaram o mundo hambúrguer. Confira:

Mc Donald’s e seu Pote de Cheddar

Depois do tão procurado molho do Big Mac e da Almofadeja, o Mc Donald’s anunciou hoje o lançamento da “Piscininha de Cheddar”.

Os clientes poderão comprar um pote de 100g do Molho Cheddar para acompanhar seus burgers ou porções pelo preço sugerido de R$ 5,90 com qualquer McOferta, ou separadamente, por R$ 14,90.

A novidade chegará aos restaurantes de todo o Brasil entre hoje e 15 de dezembro, mas é por tempo limitado, enquanto durarem os estoques.

Burger King inaugura nova unidade conceito

O Burger King acaba de comemorar 16 anos de existência no Brasil e para comemorar a rede inaugurou na última semana sua primeira unidade com um modelo arquitetônico inovador baseado nas necessidades e opiniões de seus próprios consumidores.

burger-king-nova-unidade-fachada

Localizado na Praça Panamericana, uma importante região da cidade de São Paulo, conhecida por receber grandes marcas, a loja adotou sugestões dos moradores do local e levou em conta o comportamento e o cotidiano da região.

burger-king-nova-unidade-salao

Com tecnologia de ponta e consciência sustentável, a unidade conta com o reaproveitamento de toda água da chuva e da condensação do frigorífico que vai para as descargas dos banheiros.

Os caras ainda projetaram um bicicletário, considerando o alto fluxo de cliclistas da praça, fachada de vidro com terraços e grelha de frente para o público.

Gordon Ramsay e seu hambúrguer de R$ 600

Conhecido por ser um verdadeiro carrasco nos reality shows de culinária gringos, o chef britânico Gordon Ramsay anunciou semana passada a inauguração do seu mais novo projeto, a Gordon Ramsay Burger.

A casa que abre suas portas no dia 4 dezembro, mas já deu o que falar pelos altos preços apresentados. Um dos burgers do cardápio será vendido por 80 libras, ou R$ 575,80, de acordo com a cotação recente de R$ 7,16.

O valor pode ser “justificado” pelo uso de ingredientes caros: o disco de carne é preparado com a parte do lombo wagyu, uma raça nobre de boi japonês conhecida por sua maciez e marmoreio (gordura entremeada entre as fibras).

Como acompanhamento, o hambúrguer leva o queijo italiano pecorino trufado, maionese e trufa negra. Nativa do sul da Europa, é considerada um dos ingredientes mais caros e desejados do mundo.

Por incrível que pareça a batata frita não está no pacote. A porção deve ser comprada à parte por 6 libras (R$ 42,96).

Outra pedida que chamou a atenção da internet, que não poupou críticas ao chef, foi o hambúrguer de lagosta e camarão com legumes em conserva e aïoli. Para provar o sanduba é necessário desembolsar 42 libras (R$ 300,72).

A nova unidade da hamburgueria fica dentro da elegante loja de departamentos Harrods, de Knightsbridge na Inglaterra.

Curtiu o conteúdo sobre as novidades do mercado? Não esquece de deixar seu comentário e seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais para ficar por dentro dessas e outras novidades do mundo do Hambúrguer.

Almofada do Mc Donald’s é criada exclusivamente para fãs da rede que gostam de curtir um #MéquiNoSofá

oferecimento

O Mc Donald’s anunciou recentemente a campanha #MéquiNoSofá que abordou o lançamento do mais novo item colecionável limitado da rede, uma almofada que ganhou o carinhoso apelido de ALMOFADEJA.

Se você é daqueles fãs que colecionam o máximo de artigos que exibem sua marca favorita e, assim como nós, ama o mundo do hambúrguer, essa novidade é perfeita.

A ideia da ação foi construída para deixar a experiência de pedir um McDelivery ainda mais confortável e especial.

A novidade nada mais era do que a junção da sua tradicional bandeja, encontrada em qualquer unidade do Mc Donald’s, com uma almofada personalizada, que se acopla através de um imã.


Beleza, mas você deve estar se perguntando nesse momento: como que eu faço para garantir a minha?

Infelizmente (ou felizmente rs) a ação foi um sucesso e as almofadejas esgotaram em menos de 24h, mas a gente do Guia do Hambúrguer conta como tudo rolou e mostra alguns resultados.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Geek Publicitário (@geekpublicitario) on

Para conquistar esse objeto de desejo os fãs da marca foram incentivados, desde a segunda-feira (9), a postar uma foto com uma sacola do Mc Donald’s no sofá, usando a #MéquiNoSofá em seu feed do Instagram.

Os primeiros consumidores que tiveram suas postagens validadas foram presenteados com a nova almofadeja.

Lembrando que foi necessário marcar o Mc Donald’s, ser maior de 18 anos, ter o perfil aberto para o público e autorizado a receber mensagens através do direct.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Giovanna Helena 🌼 (@gi.helena) on

A iniciativa foi pensada em parceria com a agência DPZ&T que criou um filme trazendo os detalhes para garantir o acessório.

Ficou amarradão ou amarradona na ação mas não conseguiu garantir a sua? Fica ligado nas próximas promos dessa e de outras marcas.

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais receitas.

Burger King e McDonald´s preparam ações especiais em comemoração ao Halloween

oferecimento

Gostosuras e travessuras caros leitores! O halloween é uma data comemorada mundialmente e conhecida aqui como Dia das Bruxas. Como não poderia ser diferente, nós do Guia do Hambúrguer também entramos na comemoração e vamos mostrar para vocês algumas ações que as grandes redes de fast food, Burger King e Mc Donald´s, prepararam para esse dia tão assustador.

Antes de tudo, você sabe como surgiu o halloween? Diferentemente do que a maioria pensa, não foi nos Estados Unidos.

O povo celta, que habitou a terra cerca de uns 2000 anos atrás, comemorava no último dia de Outubro o feriado de Samhain, considerado como o último dia de Verão, o início do Ano Novo Céltico. Eles saudavam a última colheita do ano, o início do armazenamento de alimentos para o inverno, o retorno dos rebanhos dos pastos e o período de renovação das suas leis.

A data também tinha um significado místico, uma vez que os celtas acreditavam que, durante o festival as barreiras que separavam o mundo dos mortos e o mundo dos vivos deixavam de existir, ou seja as almas perdidas poderiam vagar pela Terra.

A designação de “Dia das Bruxas” nasceu nos Estados Unidos, quando em 1840 os costumes do halloween foram para lá levados pelos emigrantes irlandeses e de lá para o resto do mundo.

Um dos outros símbolos do halloween é a abóbora e as bruxas. Reza a lenda que elas tinham duas reuniões festivas anuais: a primeira no dia 30 de Abril e a segunda no dia 31 de Outubro. Chegavam ao local da festa em vassouras voadoras, transformavam-se em outros seres e atiravam feitiços e maldições às pessoas.

O Burger King preparou uma promoção diferente para comemorar o Dia das Bruxas esse ano. Os consumidores que passarem de vassoura pelo drive thru de algumas unidades da rede nesse sábado (31), entre as 10h e 18h, levarão para casa na faixa um Whopper, um dos carros chefes da franquia.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por @burgerkingbrasil em

A rede enfatizou que os clientes só poderão participar se estiverem montados em suas vassouras, de máscara de proteção e respeitarem o distanciamento social das filas. Importante lembrar que é apenas um burger por CPF.

A ação foi criada pela agência DAVID São Paulo e a consulta para as unidades que farão a ação está disponível no site do Burger King.

Depois que o BK anunciou essa ação e virou assunto nas redes sociais, uma falsa campanha para a mesma data do seu principal concorrente começou a circular.

O anúncio do Mc Donald´s dizia que o cliente que passasse no Drive-Thru da lanchonete no dia 31 de outubro com duas vassouras no carro ganharia dois Big Mac´s e uma casquinha.

promocao-falsa-de-halloween-do-mcdonalds

A falsa campanha ganhou muita repercussão nas redes sociais dando a entender que a rede do palhaço estava provocando o BK, mas o Mc respondeu que preparou sim algumas ofertas para o McDelivery Week de halloween.

Elas consistem em descontos que variam de 20% a 42% em combos disponíveis nos aplicativos iFood, UberEats e Rappi até 31/10.

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais receitas.

Não se esqueça de marcar a hashtag #guianabocadopovo para seu burger ser divulgado na página.

Receita: Aprenda a fazer o Quarteirão do Mc Donald´s

oferecimento

Em mais uma saga do quadro “Receitas do Guia do hambúrguer”, hoje vamos aprender o passo a passo de um dos burgers mais pedidos o o Quarteirão com queijo do Mc Donald´s ou, em inglês, “Quarter Pounder“.

Receita Quarteirão com Queijo Mc Donald's

Criado em 1972 o produto é uma versão maior do cheese burger original da franquia que leva 40g de carne, picles, cebola, queijo, ketchup e mostarda.

O “pound” libra em português, é uma medida de peso que equivale a 453,59 gramas, ou seja, o nome do burger deriva justamente do “um quarto de libra” ou aproximadamente 110g de carne.

Sem mais delongas vamos para a receita:

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) on


Confira o passo a passo:

Ingredientes

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Pão com gergelim, usamos sempre os da Casa Victoriana Pães
  • Ketchup
  • Mostarda
  • Cebola
  • Picles

Modo de Fazer

  • Primeira coisa a se fazer é separar seu blend em duas bolinhas de 110g. Aqui optamos fazer a versão dupla do quarteirão e com smash burger. O original do Mc Donald’s é com os discos de hambúrguer moldado, que são congelados inclusive.

primeira coisa a se fazer

 

unte sua chapa com manteiga clarificada

  • Bolinhas para a chapa e esmague com o utensílio que preferir. Aqui utilizamos a nossa prensa.

Bolinhas para a chapa

  • Tempere com sal e pimenta a gosto.

tempere com sal

  • Use uma espátula ou raspador para virar o burger, mas preste atenção para não perder aquela valiosa crosta de sabor.

use uma espatula

  • Hora do queijo.

hora do queijo

  • Enquanto o queijo derrete, chapeie seu pão com um pouco de manteiga clarificada, isso impermeabiliza o ingrediente e agrega mais sabor ao conjunto.

Enquanto o queijo derrete

  • Retire o burger da chapa e se prepare para a montagem.

retire o burger

  • Um pouco de ketchup.

um pouco de ketchup

  • Um pouco de mostarda.

um pouco de mostarda

  • Cebola.

cebola

  • E picles a gosto.

E picles a gosto

  • Pronto, você acaba de recriar um dos hambúrgueres mais antigos e pedidos do Mc Donald´s.

Agora é só se deliciar!

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais receitas.

Não se esqueça de marcar a hashtag #guianabocadopovo para seu burger ser divulgado na página.

BACON DAY ou DIA DO BACON: conheça a história e a ascensão do bacon como um dos ingredientes mais consumidos do mundo

oferecimento

Toucinho defumado, barriga de porco, lombo defumado e até tofu, maaaasss…quando comemoramos o Bacon Day ou Dia do Bacon?

Já que estamos chegando perto do dia escolhido para comemorar o nascimento desse ingrediente, nada mais justo do que conhecermos a história para aquecer os motores da nossa comemoração.

Afinal, você sabe como nasceu o bacon? Você sabia que existe o bacon day ou dia do bacon?

dia do bacon

Podemos considerar que a história do bacon começa com a domesticação dos porcos. A origem do cultivo é datada na China em 4.900a.C e também na Europa por volta de 1500 a.C, eles curavam barriga de porco com sal, criando uma forma inicial desse ingrediente.

Especula-se que os romanos e gregos aprenderam a produzir e curar bacon por meio de conquistas no Oriente Médio. Os romanos melhoraram a criação de porcos e espalharam a produção de suínos por todo o império.

É importante falar que a popularização e domesticação dos porcos aconteceu com os chineses também, apesar de que recentemente foram registrados o consumo do porco há 10mil anos atrás:

Durante a Idade Média, a palavra BACON (ou bacoun) era usada para descrever o porco como um todo.

Apesar de associarmos sua origem como alimento aos Estados Unidos ou Inglaterra, foram os alemães da época medieval que utilizavam o termo “bak” para se referirem ao corte das costas do animal.

Os franceses, que também adotaram a palavra em seu vocabulário, acabaram levando-a para a Inglaterra por intermédio da nobreza.

Mas foi somente no século XVII que os ingleses aprimoraram o método que usado até hoje para se produzir nosso venerado: carne do porco desidratada com sal de cura e defumada.

dia do bacon

A receita foi até registrada pela Oxford Company to Food, ou seja, apesar de não ser uma invenção inglesa, ela acabou ganhando o crédito e toda a patente da terra da rainha.

Mas afinal, o que é bacon?

É um corte de carne de porco, geralmente da barriga ou de outras partes menos gordurosas curada com sal de cura e temperos e posteriormente defumada. A ideia inicial era fazer a preservação da carne, já que não havia geladeira nessa época.

Mesmo sendo possível fazer o processo de cura e defumação em carnes de outros animais e até usar tofu para dar o mesmo efeito, consideramos bacon apenas aquilo que vem do porco.

Basicamente para ser denominado dessa forma a barriga do porco deve passar pela cura de sal e temperos por alguns dias e para depois ser defumado de verdade.

No mundo moderno as indústrias não fazem esse processo como antigamente.

O uso de injeções de produtos para fazer a cura da carne quase que instantaneamente, o uso de aromatizantes como fumaça líquida e em pó para dar o sabor do defumado, acabam dando uma característica industrial ao produto, que por outro lado barateiam o custo e encurtam o tempo de produção.

Quando obtemos o ingrediente da forma tradicional ele fica muito mais saboroso, podendo até comê-lo direto do pacote, pois a carne já foi cozida e está super saborosa.

O bacon está nos hambúrgueres, em sanduíches, em pratos refinados, sobremesas e até estampado em artigos como camisetas e bonés, mas nem sempre foi tão amado assim.

Na década de 1980 o bacon que fazia parte do famoso estilo de vida americano e era muito consumido no café da manhã e vendido na parte de varejo, enfrentou resistência.

Nessa época as evidências de que gordura saturada e colesterol eram as causas de problemas no coração, obesidade e câncer começaram a assustar a população.

Comer gordura magra virou moda, refrigerantes diet ganharam o mercado, a margarina substituiu a manteiga e embalagens de alimentos passaram a estampar em seus rótulos as palavras “fat free”.

O bacon, cuja carne é dois terços composta de gordura, foi condenado.

dia do bacon

Com pilhas de carnes de porco congeladas e estocadas, o governo americano passou a vender o produto por preços bem mais baixos para a União Soviética e países africanos.

Foi só a partir de 1990 que os produtores de carne de porco começaram a cobrar o governo por alternativas para solucionar aquela desvalorização.

O plano era então posicionar o bacon como um “intensificador de sabor” para tentar ganhar os consumidores novamente.

Colocar uma única tira de bacon nas receitas dos fast-foods começou a virar febre.

McDonald´s e Burger King desde então estavam focando sua produção em hambúrgueres de carne magra devido à herança da tendência low fat.

O fast-food Hardee’s, hoje sem muita força nos Estados Unidos e desconhecido por brasileiros, foi o primeiro a acrescentar o bacon em seu cardápio.

Em 1992 a Frisco Burger lançou sua primeira linha de lanches com bacon, mas não foi bem aceito, até porque a fritura ainda causava muita sujeira e fumaça.

A solução dos produtores foi inteligente: vendê-lo pré-cozido.

Com o problema resolvido, a indústria do bacon inciou o lobby para convencer grandes companhias de food service a colocá-lo no cardápio.

Empadas, bolinhas e até tirinhas de bacon tentaram substituir as batatas fritas, mas o que pegou mesmo foi o acréscimo nos burgers.

Bacon Double Cheeseburger são vendidos até hoje por McDonald’s e Burger Kings em todo o mundo.

dia do bacon

Em 2000, quando o bacon já estava estabelecido como ingrediente queridinho em lojas de fast-food, ele foi inserido em receitas de chefs renomados como Mario Batali e David Chang.

Foi no auge da sua história que o bacon ganhou um dia só pra ele, na cidade de Craig em Massachusetts.

Ele sempre é comemorado no sábado antes do Labour Day dos Estados Unidos, o feriado do dia do trabalho lá, que acontece na primeira segunda-feira do mês de setembro.

Em várias cidades do país, as pessoas comemoram com feiras e eventos onde só podem ser servidos pratos de comida que levem bacon em suas receitas.

Não demorou muito para que ele virasse meme na internet, acabasse em camisetas “I love bacon”, além de ser tema de livros, sites e até um programa de TV chamado United States of Bacon.

Tem até lojas que vendem tudo de bacon, dá uma conferida nessas: Bacon Freek e Bacon Scouts

As vendas crescem mundialmente e o ingrediente faz parte dos mais food porns por aí!

Hoje com a tendência da comida artesanal e a valorização do porco, o bacon também está ganhando espaço no mercado em suas versões artesanais e feitos à moda antiga. Já não é difícil empresas pequenas e especializadas em charcutaria e defumação fazerem o próprio bacon pra vender.

Até hamburguerias têm seu próprio bacon artesanal para servir com hambúrguer ou em porções onde o bacon é o ingrediente principal.

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais conteúdo! Se quiser artigos relacionados a esta matéria, clique aqui.

Mc Donald’s venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

oferecimento

A partir do dia 1º de setembro será possível matar a saudade de Méqui com um dos itens mais cobiçados da rede: o icônico molho especial do Big Mac, que passa a ser vendido separadamente em frascos de 190g ou potes de 23g.

Além disso, a marca também lança uma edição especial do burger, o Duplo Big Mac, que leva quatro hambúrgueres em sua composição.

Essa é a primeira vez que o molho especial será vendido nos restaurantes do país, anteriormente, um lote especial foi vendido durante uma campanha do McDia Feliz. Para esta ação, apenas uma quantidade limitada de cada opção foi produzida e distribuída pelos restaurantes em todo o território nacional.

Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

De uma coisa nós sabemos, o Mc Donald’s sabe fazer bem seus molhos e esse é o ingrediente que acaba diferenciando um hambúrguer do outro, dando aquele gostinho de Méqui que todo mundo conhece.

O pessoal do marketing não dá bobeira por lá e aproveitou essa fase difícil com os ânimos baixos para montar uma campanha que mira na nostalgia do público:

“Sabemos que nossos consumidores estão com saudade de frequentar nossos restaurantes e dos bons momentos que estão atrelados ao Méqui. Por isso, decidimos atender um dos principais pedidos que recebemos: oferecer a possibilidade de adquirir o famoso molho especial do Big Mac.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por McDonald’s Brasil (@mcdonalds_br) em


Os fãs da marca podem usar e abusar do ingrediente no restaurante ou em casa adicionando o sabor conhecido e que faz parte da memória afetiva de muita gente, tanto nos burgers quanto nos acompanhamentos.

Vejam como serão as possibilidades para adquirir o molho especial do Big Mac:
• McOferta Média com Pote 23g: McFritas, bebida, Duplo Big Mac e pote de 23g – R$ 29.90
• McOferta Média com Frasco 190g: McFritas, 4 unidades de McNuggets, bebida, Duplo Big Mac e frasco 190g – R$ 34.90

Para comunicar a novidade, a marca prepara uma campanha nacional que vai abordar a saudade de Méqui e o amor dos consumidores pelo Número 1 (como era conhecido o combo com o hambúrguer por muito tempo no Brasil), o Big Mac.

Ah, mas se a campanha acabar e mesmo assim você sentir falta do molho, pode deixar que estamos preparando um vídeo da versão caseira.Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

Para acompanhar as novidades do Méqui, acesse www.mcdonalds.com.br .

Curtiu? Não esquece de deixar seu comentário e seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais para ficar por dentro dessas e outras novidades do mundo do Hambúrguer.

Dez itens do cardápio do Mc Donalds que foram um completo fracasso e talvez você não saiba

oferecimento

Se tem uma coisa que ninguém pode negar, é o sucesso que o Mc Donald´s sempre fez. Uma das maiores e mais conhecidas redes de fast food do mundo, a lanchonete conquistou fãs e muitos haters ao longo de sua história.

Dez itens do cardápio do Mc Donalds que foram um completo fracasso e talvez você nem conheça

Mas, como nem tudo são flores, nós do Guia do Hambúrguer, vamos te mostrar alguns fiascos da marca que talvez você ainda não conheça. Confira:

Hula Burger

Um delicioso burger com pão, alface, tomate, molho e… abacaxi? É isso mesmo que você acabou ler. Os católicos norte-americanos sempre levaram a sério a tradição de não comer carne vermelha em dias santos, então visando controlar a queda de vendas nesses períodos específicos, em 1960 a rede lançou essa combinação, que óbvio foi um fiasco.

Hula Burger

 

McDLT

Lançada nos anos 80, a ideia prometia uma facilidade que, na prática, não foi bem aceita pelo público. A ideia era a de que a embalagem mantivesse os lados quente e frio do hambúrguer separados, para que o consumidor só os unisse na hora de comer. Embalagens demais e aquecimento global, uma combinação que tinha tudo para dar errado.

McDLT

McHot Dog

Ao que tudo indica, o item só foi mantido nos cardápios do Japão e vamos combinar que o país não representa nem metade do sucesso da rede mundialmente falando. Salsicha…estranha?

McHot Dog

McFlurry de torta de morango

Você pode até não se lembrar desse, mas é um dos produtos do Mc Donald´s que acabou saindo do mercado mesmo obtendo um sucesso significativo. Ele, aliás, foi uma edição limitada. Alguém aí se lembra?

McFlurry de torta de morango

Nuggets de cebola

Até que se parecem familiares com as famosas onion rings se não levarmos em consideração o formato, mas esse produto tinha tudo para dar certo. O produto foi retirado do cardápio porque era muito difícil manter a variedade apropriada de cebolas em todos os restaurantes da rede. Resultado final? Foram substituídos pelos nuggets de frango.

Nuggets de cebola

Sanduiche de bife fatiado

O famoso churrasquinho grego dos americanos, foi criado em 1979, mas não chegou a passar nem na fase de testes.

Sanduiche de bife fatiado

Arch Deluxe

Essa foi uma das muitas tentativas do McDonald’s de superar o Whopper, do Burguer King, mas não deu muito certo. A campanha publicitária desse sanduíche foi um tiro no pé, já que a intenção era dizer que esta era a opção mais gostosa para os “crescidinhos”.

Arch Deluxe

McStuffins

Esses lanchinhos eram uma espécie de hot pockets que entraram no cardápio, por sugestão de um dos executivos da marca, mas que não permaneceram lá por muito tempo. Os rolinhos, simplesmente, não fizeram sucesso. Será que deu pra perceber o porquê?

McStuffins

McLobster

Apesar de não ter sido um sucesso mundial, o sanduíche de lagosta com cebolinha, maionese e alface, ainda pode ser encontrado em algumas unidades da rede nos Estados Unidos e Canadá.

McLobster

McSpaghetti

Também chamado de delírio coletivo, o McSpaghetti talvez ainda possa ser encontrado nas Filipinas. Mas sinceramente, não deveria…

McSpaghetti

Curtiu o conteúdo? Não se esqueça de acompanhar o Guia do Hambúrguer tanto nas nossas redes sociais, quanto aqui no site!

Receita: Cheddar Mc Melt – hambúrguer com cheddar cremoso e cebola ao shoyu

oferecimento

Pois é meus caros seguidores e seguidoras, estamos sim falando de Mc Donald´s e não adianta reclamar. A receita de hoje é nada mais nada menos que uma reprodução humilde do clássico Cheddar Mc Melt.

Apesar de já termos falado de casas que fazem bons hambúrgueres no Brasil desde os anos 1950, foi só com a popularização do fast food, impulsionada principalmente pelo Mc, que o hambúrguer virou uma comida mainstream por aqui.

Desde o Ronald Mc Donald´s, mascote da marca, invadiu nossa cultura, nós brasileiros elegemos naturalmente algumas combinações preferidas do menu, entre eles o nosso queridinho Cheddar Mc Melt.

Talvez você não saiba, mas essa variação pousou no Brasil em 1994 em uma promoção temporária, só que a campanha fez tanto sucesso que os caras resolveram consolidar o burger no cardápio.

A combinação foi baseada no Cheddar Melt, lançado em uma campanha também sazonal nos Estados Unidos em 1988.

Como somos apaixonados por hambúrguer e respiramos tudo que engloba este universo, nada mais justo que reverenciarmos os clássicos, então “bora” pra receita Cheddar Mc Melt?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Ingredientes

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Pão preto com gergelim branco, usamos sempre os da Casa Victoriana Pães
  • Molho de cheddar – a receita completa está aqui
  • 1 cebola de aproximadamente 300g
  • Shoyu (Molho de soja)
  • Manteiga

Modo de Fazer

1- Primeiro vamos começar pela cebola, cortando suas extremidades

1- Primeiro vamos começar pela cebola, cortando suas extremidades

2- Faça um corte ao meio

2- Faça um corte ao meio

3- Tire a primeira camada que envolve a pele da cebola

3- Tire a primeira camada que envolve a pele da cebola

4- Pegue as metades e faça cortes na horizontal

4- Pegue as metades e faça cortes na horizontal

5- Faça agora cortes na vertical

5- Faça agora cortes na vertical

6- Corte em cubinhos

6- Corte em cubinhos

7- Aqueça uma panela no fogo baixo e para cada 200g de cebola, coloque 1 colher de sopa de manteiga

7- Aqueça uma panela no fogo baixo e para cada 200g de cebola, coloque 1 colher de sopa de manteiga

8-   Ainda em fogo médio/baixo refogue a cebola até ela murchar e adicione duas colheres de sopa de molho de soja. Lembrando que o shoyu é à gosto

8-   Ainda em fogo médio/baixo refogue a cebola até ela murchar e adicione duas colheres de sopa de molho de soja. Lembrando que o shoyu é à gosto

9- Hora de irmos para o preparo do hambúrguer e a regra aqui segue sendo a mesma. Coloque um pouco de manteiga clarificada na chapa já quente e deposite o seu burger

10- Tempere com sal e pimenta à gosto

10- Tempere com sal e pimenta à gosto

11- Conte o tempo na chapa para atingir o ponto de sua preferência e vire seu burger

11- Conte o tempo na chapa para atingir o ponto de sua preferência e vire seu <em srcset=burger” width=”600″ height=”599″ />

12- Enquanto isso, chapeie seu pão com um pouquinho de manteiga

12- Enquanto isso, chapeie seu pão com um pouquinho de manteiga

13- Tudo pronto, hora de começar a montagem

13- Tudo pronto, hora de começar a montagem

14- Agora é só se deliciar! Conte para a gente nos comentários como foi sua experiência com a receita

14- Agora é só se deliciar! Conte para a gente nos comentários como foi sua experiência com a receita

Não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades.