Arquivo da Tag: delivery

Hamburguerias priorizam delivery e tomam medidas de segurança contra propagação do vírus em tempos de Covid-19

oferecimento

Saiba como se proteger e adequar seu estabelecimento de acordo com as normas de higiene estipuladas pelo Ministério da Saúde

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 13h10 desta sexta-feira (20), 654 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 23 estados. São sete mortes contabilizadas até o momento, duas no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo. O setor alimentício vem apresentando um impacto negativo durante a pandemia.

Em tempos de isolamento social, foi perceptível a queda do movimento em bares e restaurantes, mas todos eles souberam se adaptar bem à crise. Podemos notar que as hamburguerias se prepararam para o aumento do número de pedidos delivery, seja adotando medidas preventivas entre seus funcionários, novas ofertas, deixando de cobrar taxa de entrega ou até improvisando postos de drive thru.

Algumas casas acabaram se destacando com suas estratégias e, por enquanto, conseguem driblar a queda nas vendas. Apesar do estreito espaço em seu salão, a Burger Happens, por exemplo, optou por manter suas mesas com um metro de distância umas das outras, além de reforçar o uso do álcool em gel entre a equipe e clientes e de aumentar a interação com o público através das redes sociais.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Rua Alcindo Guanabara nº 27 (@burgerhappens) on


Com uma filosofia orgânica e sustentável, o MUDA Burger mantém-se ativo passando por cima dos percalços. Depois de alguns problemas enfrentados com aplicativos de entrega, a casa acabou adotando o frete grátis e até um esquema de drive thru improvisado, embalando com plástico até suas maquininhas de cartão.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Burger Orgânico e Sustentável (@mudaburger) on


A conceituada Lanchonete da Cidade agora passou a comercializar no delivery combos que antes só estavam disponíveis em suas lojas físicas. Com hambúrguer, batata e bebida, seja no almoço ou no jantar a preços mais acessíveis.

View this post on Instagram

 

A post shared by LANCHONETE DA CIDADE (@lanchonetedacidade) on


Toda ação é válida e não há motivos para pânico. Se você é dono de uma lanchonete ou hamburgueria não é obrigado a fechar seu estabelecimento, apenas tome as medidas sanitárias essenciais para manter suas portas abertas e aposte em uma boa divulgação.

O Guia do Hambúrguer, por ser uma plataforma que acompanha as tendências do mundo hamburgueiro, prontifica-se a prestar apoio, esclarecimento e qualquer tipo de ajuda, tanto para os estabelecimentos quanto para os clientes. Por essa razão, deixamos aqui nossa contribuição com algumas das medidas de higiene e proteção estipuladas pelo Ministério da Saúde, para que você possa adequar sua hamburgueria aos serviços de delivery de maneira correta e segura. Leia, execute e cole no seu estabelecimento. Informação nunca é demais, leia, siga e imprima para colocar em sua hamburgueria:

Quintal deBetti Dry Aged & Special Meat – Cidade Jardim, São Paulo – SP

oferecimento

O consagrado Quintal do Debetti é um dos lugares mais badalados para se comer churrasco em São Paulo.

01-interior-debetti-sao-paulo

Uma das especialidades da casa é o hambúrguer dry aged. Esse termo designa um processo de se preparar carne que agrega maciez e sabor diferenciados.

Basicamente são peças de carne com osso, o mais comum é o lombo do boi (parte das “costas”) onde está localizado o contra-filé (ou bife Ancho e Chorizo).

Ela fica sob temperatura, umidade e ventilação controladas sem qualquer tipo de embalagem. Nesse processo, a carne vai “secando” por fora, concentrando sabor e sofrendo a maturação que quebra suas fibras e a deixa mais macia.

Toda a gordura que sobra do produto no processo do dry aged, o Debetti usa para fazer os burgers e agregar um sabor a mais no blend da carne do burger.

Por ser um lugar bem “famosinho” na capital paulista, as filas durante o final de semana são bem grandes, então resolvemos visitar em uma quarta-feira, no horário do almoço, para descobrir o potencial da casa numa condição normal de movimento.

Logo na entrada, não há outra opção de estacionamento, você precisa pagar R$ 25 que é preço único.

O ambiente é muito legal, um grande quintal, churrasqueiras ao centro, fachadas de casas antigas ao redor constroem um ambiente peculiar, charmoso e muito agradável.

02-interior-debetti-sao-paulo

03-churrasqueira-debetti-sao-paulo

Parece que estamos realmente comendo um churrasco no fundo de uma grande casa.

O cardápio oferece opções de churrasco com carnes, pão de alho, linguiças e até mesmo salada.

04-cardapio-debetti-sao-paulo

05-cardapio-debetti-sao-paulo

De entrada, pedimos um cone de batatas fritas da casa por R$ 16 e se quiser em dobro custa R$ 29.

06-batata-debetti-sao-paulo

Não demorou muito para chegar, elas eram artesanais, corte grosso e muito crocantes. Temperadas com sal, agradaram bastante.

Em seguida pedimos uma tábua com o steak com osso, ao ponto para mal, para uma pessoa, por R$ 99.

O ponto veio perfeito, muito macio e saboroso.

Apesar de ser uma técnica que gera sabor bem acentuado, que nem todo mundo curte, o deBetti sabe trabalhar com dry aged com menos tempo de maturação que acaba por deixar o sabor da carne bem agradável. A aceitação do público é ótima.

07-carne-debetti-sao-paulo

Sem mais delongas fomos ao nosso objetivo principal. Pedimos o burger dry aged por R$ 35.

Você pode incluir alguns acompanhamentos como alface e tomate por mais R$ 4, Cebola caramelizada por R$ 5, bacon por R$ 4 e cheddar por R$ 5.

Escolhemos o bom e velho pão, carne de 180g e queijo, só.

Pelo padrão da casa, o hambúrguer vem servido em duas metades, é assim que ele chega ao ponto para malpassado.

Depois de selado, a face da carne leva a última grelhada e dá o acabamento final. Esse processo evidencia mais a crosta de Maillard e maximiza o sabor do burger, além de ficar charmoso.

08-burger-debetti-sao-paulo

09-burger-debetti-sao-paulo

Logo na primeira mordida já notamos um produto incrível, consistência excelente, quentinho, ponto correto e queijo derretido.

A combinação parece que foi feita sob medida, tudo com execução perfeita.

Era impressionante a qualidade de carne, textura, sabor, suculência e o toque sutil de dry aged.

11-burger-debetti-sao-paulo

Para terminar, pedimos a sobremesa típica das churrascadas: panqueca com doce de leite tostada com ferro quente deixando o açúcar cristalizado.

Só para constar, não dá para pedir menos que duas por pessoa. Elas são absolutamente deliciosas.

12-sobremesa-debetti-sao-paulo

O deBetti provou que além de manjar muito de carne, sabe preparar hambúrgueres como ninguém.

Sem nenhum erro de execução e com insumos de primeira qualidade, entregou um hambúrguer beirando à perfeição e preparado na churrasqueira.

Se quer comer um hambúrguer de verdade com sabor de grelhado em uma atmosfera peculiar, está no lugar certo.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer5 estrelas
  • MaioneseNão Avaliado
  • Porção3 estrelas
  • Atendimento3 estrelas
  • Espera 15
  • Cheese BurgerR$ 25
  •        

  • Hambúrguer VegetarianoNão
  • Preçode R$ 40 a R$ 50 (de R$ 40 a R$ 50)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

deBetti Dry Aged & Special Meat

R. Curumins, 11 – Cidade Jardim
São Paulo – SP
(11) 4949-0199
Delivery: Sim

Patties – Cidade Monções, São Paulo – SP

oferecimento

Antes tarde do que nunca, chegou a hora da avaliação de uma das sensações do ano de 2019 no mundo do hambúrguer, a Patties.

Vocês sabem o que significa essa palavra? Ela se refere à carne do hambúrguer, por exemplo, quando comemos um burger duplo, em inglês o termo utilizado seria “double pattie” = “duas carnes”.

A casa que pertence os mesmos donos do Guarita Burger, já completou seus seis meses de vida e por isso está apta para concorrer ao Ranking Guia do Hambúrguer 2019/2020.

01-fachada-patties-sao-paulo

Nossa visita rolou em um sábado por volta das 18h, um pouquinho antes do movimento forte começar.

Desde que foi aberta, filas intermináveis se formavam para comer os “ultra smashed burgers” desenvolvidos pelo Greg, australiano muito premiado no mundo do hambúrguer.

O conceito fora do Brasil já existe há tempos, mas aqui tem sido a grande sensação do momento depois da febre dos smash burgers.

A principal característica dos “ultra” consiste em carnes finas como um papel, esmagadas na chapa quente com o objetivo de formar aquela crostinha marrom que dá sabor e cor à carne: reação de Maillard.

Pela espessura da carne, não é possível dar ponto e ela acaba ficando até crocante.

Existem até os radicais defensores dos smashes, quanto mais crosta melhor, chegando ao extremo de usar sempre várias carnes finas.

Para a equipe do Guia, todo hambúrguer tem seu lugar e como já explicamos no nosso Canal do IGTV, não existe regra para peso de carne para ser considerado ou não um smash.

Voltando ao Patties, pegamos uma fila bem tranquila, aproximadamente 10 minutos.

02-fachada-patties-sao-paulo

Dentro da portinha tem dois lugares para sentar que ficam praticamente congestionados com o trânsito de pessoas pegando os pedidos e fazendo pagamento.

03-fachada-patties-sao-paulo

O pessoal acaba se distribuindo nas mesinhas bistrô improvisaras ali em frente ou numa praça que tem do lado.

Sinceramente é bem desconfortável comer o hambúrguer por lá, vale mais pegar pra viagem ou comer rápido de pé mesmo, principalmente se for um dia de chuva.

Nosso pedido foram dois combos com cheeseburger, um cheesebacon e um original.

04-cardapio-patties-sao-paulo

Sem muitas demoras chamaram pelo nosso nome. Logo na entrega os funcionários são treinados para falar “com amor”, achamos bem desnecessário e quase constrangedor.

06-pedido-patties-sao-paulo

Pegamos os saquinhos e fomos comer. Os burgers vieram cobertos de batata fritas feitas na casa, superfinas e quentinhas. São extremamente crocantes, na medida e ficam boas até depois que esfriam.

07-pedido-patties-sao-paulo

08-pedido-patties-sao-paulo

A porção é farta e acaba compensando os 80g de carne distribuídos em dois smashes de 40g.

Começamos pelo cheeseburger, a montagem não é caprichada e os burgers não estavam tão quentinhos quanto as fritas. Me pareceu que eles estavam prontos e só aguardando para serem embalados.

O pão é o mesmo usado no MC Donalds, um dos pontos mais fracos da casa. Poderia ser um pão artesanal, leve e menos industrializado.

As carnes estavam com uma crosta impecável, provadas separadamente eram realmente crocantes. São na medida certa e muito saborosas.

O ponto alto do ali é o queijo, um tipo de molho parecido com American Cheese desenvolvido pelo Greg e também usado no Guarita Burger. É o que deixa o conjunto sem igual.

09-cheese-burger-patties-sao-paulo

10-cheese-burger-patties-sao-paulo

O Original é a mesma receita do cheeseburger do MC Donalds, hambúrguer, queijo, ketchup, mostarda, cebola crua e picles.

Nesse conjunto notamos mais umidade, o ácido do picles e os molhos que acabam dando um contraste com a carne e o queijo.

11-original-patties-sao-paulo

12-original-patties-sao-paulo

Alias, toda a inspiração do Patties é o MC Donalds das antigas, o mesmo mostrado no filme “Fome de Poder”. E por isso muita gente acaba confundindo achando que Mc Donald’s é ultra smahed, mas é só pensar um pouquinho que vai saber que o Mc Donald’s modela seus burgers e usa carne congelada, não dando assim para esmagá-la na chapa. Nem existe tal procedimento nas lojas da rede do palhaço.

Não temos dúvida de que o produto da casa agrada muito ao paladar brasileiro. Hambúrguer descomplicado, ideal para quem não gosta de carne ao ponto ou malpassada, saborosa e com baixíssimo índice de rejeição.

Vemos que o produto do Patties tem seu lugar e que gostaríamos muito de ver outras hamburguerias e até fast foods servindo carne fresca, mesmo que na forma de ultra smashed.

Bom conceito, hambúrguer gostoso com alguns pontos a serem lapidados. Sinônimo de sucesso e as filas continuam por lá.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer3 estrelas
  • MaioneseNão Avaliado
  • Porção4 estrelas
  • Atendimento3 estrelas
  • Espera 10 minutos
  • Cheese BurgerR$ 13
  • Hambúrguer VegetarianoNão
  • Preçode R$ 20 a R$ 30 (de R$ 20 a R$ 30)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Patties

R. R. Flórida, 1420 – Cidade Monções, São Paulo – SP
São Paulo – SP
(11) 5505-3485
Delivery: Sim

Dock Burger – Tatuapé, São Paulo – SP

oferecimento

Retornamos em uma das hamburguerias mais bem posicionadas do Ranking Guia do Hambúrguer 2018/2019, o Dock Burger que fica na Mooca.

A casa que começou muito, mas muito pequena, já cresceu bastante e hoje conta com 16 lugares.

O estilo permanece o mesmo, decoração industrial, mesas de madeira rústicas e algumas mesas bistrô na parte de fora.

Ela costuma ser bem movimentada, mas não estava cheia porque fomos no horário do almoço.

O cardápio é bem enxuto, a Dock trabalha com cinco opções de hambúrguer, sendo que uma delas é a mais incrementada.

O Grand Parmesano, leva um hambúrguer de 200g, queijo maçaricado, crosta de parmesão, maionese de manjericão e parmesão ralado na hora R$ 39,90.

Nós fomos de clássico, cheese salada, com adicional de bacon por R$ 26,50 e hambúrguer de 160g, o padrão da casa.

05-cardapio-docks-sao-paulo

Para a entrada, escolhemos a porção Fucking Fries, mix de batata frita com batata doce acompanhada de maionese defumada por R$ 25.

A porção chegou junto com o hambúrguer, porque pedimos desta forma. A quantidade é suficiente para duas pessoas. As batatas estavam quentinhas e crocantes, mas um pouco oleosas.

04-batata-docks-sao-paulo

Os dois tipos de batata eram industrializadas, a doce era bem mais gostosa. A maionese defumada estava em consistência correta, mas achamos um pouco enjoativo o sabor muito acentuado. Pelo valor não é uma porção que vale a pena ser pedida.

O hambúrguer veio servido em uma cestinha preta, com a marca da casa em cima.

01-pedido-docks-sao-paulo

O pão estava extremamente leve, tinha um sabor bem acentuado de manteiga, nós gostamos muito.

A salada estava fresca, gostosa e combinou bem com a maionese verde da casa, que estava equilibrada e bem temperada. Preferimos muito mais essa do que a defumada.

O bacon era cortado em fatias grossas, mesmo assim estava gostoso e sequinho, mas não chegou a ser crocante. O sabor suave e sal equilibrado também foram positivos.

02-burger-docks-sao-paulo

A carne veio conforme pedimos, ao ponto para malpassado, bem vermelho por dentro. Provada separadamente faltou um pouquinho de sal para acentuar o sabor, mas mesmo assim estava suculenta, saborosa, em boa textura e densidade.

03-burger-docks-sao-paulo

A Dock Burger prepara um ótimo hambúrguer em um espaço super pequeno.

É uma hamburgueria de bairro que nitidamente sabe o que está fazendo e tem em seu conceito a alma do negócio, simplicidade e sabor.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer3 estrelas
  • Maionese3 estrelas
  • Porção1 estrela
  • Atendimento3 estrelas
  • Espera Não
  • Cheese BurgerR$ 22
  • Hambúrguer VegetarianoSim
  • Preçode R$ 30 a R$ 40 (de R$ 30 a R$ 40)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Dock Burger

R. Demétrio Ribeiro, 605 – Tatuapé
São Paulo – SP
(11) 2478-8948
Delivery: Sim

Big Kahuna – Jardim Paulista, São Paulo – SP

oferecimento

O Big Kahuna, conhecido por ser o “templo do bacon” é uma das mais famosas hamburguerias do Brasil.

01-fachada-big-kahuna-sao-paulo

Já visitamos o local antes, mas dessa vez voltamos para nossa visita de avaliação e saber como está o hambúrguer por lá.

A casa hoje tem um ambiente super descolado, cheia de grafites nas paredes, ilustrações e uma decoração bem moderna, mas nem sempre foi assim.

02-interior-big-kahuna-sao-paulo

03-interior-big-kahuna-sao-paulo

Além do bacon, que já faz parte do espírito do Big Kahuna, todos os hambúrgueres são preparados na churrasqueira a carvão, o que deixa o produto ainda mais saboroso.

Começamos os trabalhos pelas entradas e fomos surpreendidos com uma novidade: agora o Big Kahuna faz suas batatas artesanais, deixaram de comprar as congeladas. Isso mostra que a casa encontrou maturidade e se preocupa em servir sempre o melhor produto para o cliente.

04-cardapio-big-kahuna-sao-paulo

05-cardapio-big-kahuna-sao-paulo

Dentre as mais pornográficas entradas, não podíamos deixar de pedir a porção de batatas fritas com cheddar e bacon por R$ 28,80 as Freaking Fries.

Foram as primeiras a chegar. Muito generosas, como tudo que é servido na casa. Dá para dividir em até 3 pessoas tranquilamente.

Elas estavam crocantes e o molho de cheddar com bacon completava bem a porção.

Poderiam estar ainda mais crocantes, mas não faz muito tempo que começaram a servir as batatas preparadas pela casa, é normal que ainda existam alguns deslizes. De qualquer forma, o sabor é bem melhor do que as congeladas e o custo de produção acaba sendo bem menor.

06-batata-big-kahuna-sao-paulo

Entre as variadas opções para o hambúrguer, uma mais chamativa do que a outra, optamos pela que leva o nome da casa e é uma das mais simples: o Big Kahuna Burger.

O Cheese salada da casa leva bacon (obviamente rs) e você pode escolher entre a versão de 140g por R$ 28,80 ou de 220g por R$ 32,80.

A simplicidade normalmente traria a resposta: esse será o melhor hambúrguer que comeremos em nossas vidas?

Ele veio bem montado, salada por cima da carne e o bacon chamando a atenção já à primeira vista.

07-burger-big-kahuna-sao-paulo

08-burger-big-kahuna-sao-paulo

O hambúrguer é de médio para grande e 220g de carne não é pra qualquer um.

Encaramos e logo sentimos o gosto de grelhado no carvão, isso traz um diferencial sem igual.

Após algumas mordidas notamos que estava um pouco mais malpassado do que pedimos. Não dá para considerar isso como um erro de ponto, mas se tivesse ficado um pouquinho mais, a gordura da carne teria derretido melhor e a suculência seria extrema.

O sabor e a quantidade de sal estavam corretíssimos e o conjunto agradou bastante.

Apenas o bacon poderia estar um pouquinho mais crocante, mas é uma delícia e acompanha perfeitamente o cheese salada.

O pão sustentou até o final e é muito macio e gostoso.

09-burger-big-kahuna-sao-paulo

O Big Kahuna cada vez mais fica conhecido e não é à toa.

O produto que eles servem é feito com excelência, melhores insumos, matérias primas e execução muito bem treinada.

É normal ter um detalhe ou outro para acertar, mas isso é natural para uma casa que quase tudo que serve é produzido artesanalmente.

Méritos ao time Big Kahuna, estrutura e amor com que eles fazem o “Templo do Bacon” existir.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer4 estrelas
  • MaioneseNão avaliado
  • Porção3 estrelas
  • Atendimento4 estrelas
  • Espera Não
  • Cheese BurgerR$ 20,80
  •        

  • Hambúrguer VegetarianoSim
  • Preçode R$ 40 a R$ 50 (de R$ 40 a R$ 50)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Big Kahuna

Alameda Lorena, 53 – Jardim Paulista
São Paulo – SP
(11) 3051-6268
Delivery: Sim

Bullguer – Jardins, São Paulo – SP

oferecimento

A Bullguer cresceu muito rápido nesses últimos 5 anos. Desde 2014 atingiu a marca de 22 lojas no Brasil inteiro.

Com o crescimento da hamburgueria, notamos que mudanças também foram feitas no produto, então chegou a hora de reavaliarmos.

fachada-bullguer-sao-paulo

Sempre achamos o conceito da bullguer incrível e por um preço justíssimo.

Eles se intitulam o 1° smash burger do Brasil, mas é bem difícil afirmar isso, principalmente pela quantidade de hamburguerias espalhadas pelo país. Sabemos até de hamburgueria conhecida que já faz smash bem antes deles, mas não queremos entrar nessa briga.

A questão principal é que a Bullguer, sem dúvida, difundiu a técnica que hoje virou febre.

Algumas pessoas adoram inventar regra sobre gramatura da carne, ponto, forma de esmagar etc. A realidade é a de que o smash é apenas uma técnica de preparo, isso não garante que a qualidade ou resultado seja melhor ou pior.

Nessa avaliação resolvemos ir em uma loja nunca antes visitada por nós, a Bullguer dos Jardins.

Logo na entrada, notamos que as novas casas não oferecem serviço de mesa. O esquema agora é ir direto para o caixa fazer seu pedido.

caixa-bullguer-sao-paulo

ambiente-bullguer-sao-paulo

O cardápio continua o mesmo e a cada mês eles criam uma receita especial.

04-cardapio-bullguer-sao-paulo

A escolha da vez foi o Clássico Lumberjack, pão, carne, bacon, picles e molho por R$ 22.

Como acompanhamento, a Cheese Fries por R$ 14, uma porção de batatas onduladas servidas com creme de cheddar por cima.

Para beber, uma berry lemonade, limonada feita com limão Tahiti e siciliano, amora e açúcar por R$ 9.

Não se engane com os preços e o esquema de atendimento, nosso pedido totalizou R$ 45, o que não dá pra considerar barato.

Recebemos nosso pager e aguardamos o pedido ficar pronto.

Sem demoras retiramos a bandeja no balcão.

Ótima apresentação, as Cheese Fries dão água na boca, assim como a Berry Lemonade.

pedido-bullguer-sao-paulo

As batatas estavam super crocantes, com tempero em pó da casa e cobertas pelo molho de cheddar.

batata-bullguer-sao-paulo

A maionese é cortesia da casa e vem servida em um copinho pequeno. É uma das nossas preferidas. Bem temperada, consistência ótima e combina bem com as batatas e o hambúrguer.

A porção serve até duas pessoas, tudo depende do tamanho da sua fome.

O hambúrguer estava muito bem montado, pedimos a carne ao ponto (nossa, o smash tem ponto 😱).

Assim que mordemos o conjunto sentimos diferenças na carne e no pão.

O molho estava gostoso, o bacon também e juntos com o picles e o queijo, fazem uma ótima combinação.

hamburguer-bullguer-sao-paulo

A carne estava ao ponto, rosadinha por dentro e suculenta. Quando provada separadamente não é tão saborosa, sentimos que ela está mais neutra e sem a explosão de sabores que costumava ter.

O pão também perdeu seu encanto. Hoje eles usam um bem mais neutro que fica quase imperceptível ao paladar. A consistência estava boa, mas mesmo tendo sido selado corretamente, não acrescentou ao conjunto.

Um dos pontos que notamos é que eles substituíram a manteiga que colocavam na carne por óleo vegetal. A mudança que não agrega em nada no sabor e pode ser um dos motivos pela diferença sentida.

hamburguer-bullguer-sao-paulo

Apesar das mudanças nos protagonistas de um hambúrguer, o pão e a carne, tudo foi entregue conforme o pedido e bem executado.

A Bullguer continua sendo uma ótima opção pra comer hambúrguer, mas sentimos um distanciamento da qualidade e uso dos melhores ingredientes e optando por insumos provavelmente mais baratos e com mais “jeitão” de fast food.

Ninguém disse que era fácil expandir tanto sem alterar a qualidade.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer3 estrelas
  • maionese4 estrelas
  • porção2 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 18
  • hambúrguer vegetarianosim
  • preçode R$ X a R$ X (de R$ X a R$ X)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Bullguer

R. Peixoto Gomide, 1088 – Jardins
São Paulo – SP
(11) 2507-3777
delivery sim

Buzina – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

O pioneiro dos food trucks de São Paulo se transformou em hamburgueria.

Avaliamos o Buzina Burger, que fica em Pinheiros, zona sul da capital paulista.

fachada-buzina-sao-paulo

Desde o primeiro hambúrguer que comemos por lá, notamos que o lugar é cheio de conceito.

Os food trucks da marca apresentam uma comida mais descomplicada no preparo e com um preço mais acessível, já na hamburgueria, a dupla Márcio e Jorge podem caprichar em receitas mais elaboradas e inspiradas nos clássicos americanos.

Ambos moraram nos Estados Unidos. Márcio é brasileiro, mas Jorge nasceu lá.

interior-buzina-sao-paulo

As porções são variadas e vão além do simplão das batatas fritas.

cardapio-buzina-sao-paulo

Já provamos o guava que é surpreendente, é um tipo de guacamole frita (mistura de avocado, tomate e cebola).

cardapio-buzina-sao-paulo

Desta vez fomos de Cheezy, porção de fritas da casa cobertas com gruyere cremoso e farofa de bacon por R$ 24.

fritas-buzina-sao-paulo

Elas vieram em um prato de alumínio e servem até 3 pessoas. O molho vem sobre as fritas da casa em porção bem generosa.

Elas não estavam tão crocantes, mesmo as que não estavam envoltas no molho.

Já comemos versões melhores por lá. O molho de gruyere é gostoso, mas acabou ficando um pouco enjoativo pelo tamanho da porção.

fritas-buzina-sao-paulo

Fizemos o pedido. O primeiro foi o Brooklin feito com hambúrguer da casa, queijo gruyere fatiado, ovo com gema mole e bacon por R$ 29.

burger-brooklin-buzina-sao-paulo

O segundo é uma de nossas combinações favoritas, o Oklahoma, hambúrguer smash prensado com cebola na chapa, picles e queijo cheddar inglês por R$ 21.

burger-oklahoma-buzina-sao-paulo

Algum tempo depois chegaram os burgers, servidos em pequenas assadeiras redondas forradas com o papel da casa.

Só de olhar dava para ver que o Oklahoma estava ao ponto, suculento e rosado por dentro.

Bastou a primeira mordida para que fizéssemos a constatação. Um sabor de manteiga é bem presente no hambúrguer que agrada nosso paladar.

O ovo no Brooklyn estava perfeito, gema bem cremosa e clara firme, temperado com sal na medida.

O bacon era cortado mais grosso e apesar de artesanal e gostoso, poderia ser crocante.

A carne veio no ponto que pedimos: ao ponto para malpassado. Mas em relação à textura, achamos um pouco compacto e faltando gordura no blend.

No geral estava gostoso, mas houve essa falha.

O pão padrão da casa é o comum, vem bem selado e macio por dentro, sustentou o hambúrguer do início ao fim sem dificuldades.

burger-brooklin-buzina-sao-paulo

O Buzina se saiu muito bem na avaliação.

Confessamos que já comemos melhor por lá em outras visitas.

Desta vez em visita oculta a ideia é se passar por um cliente comum e que os burgers sejam preparados da forma que fazem regularmente.

É por essa razão que nossa avaliações são feitas sem aviso prévio ou identificação.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer3 estrelas
  • MaioneseNão Avaliada
  • Porção3 estrelas
  • Atendimento3 estrelas
  • EsperaNenhuma
  • Cheese BurgerR$ 17
  • Hambúrguer VegetarianoSim
  • Preçode R$ 30 a R$ 40 (de R$ 30 a R$ 40)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Buzina Burger

R. Cunha Gago, 590
São Paulo – SP
(11) 3031-0946
Delivery: Sim

Between Buns faz hambúrgueres focando na produção artesanal com influência do Sul dos EUA e Rio Grande do Sul no Itaim Bibi

oferecimento

O conceito da Between Buns é de uma verdadeira hamburgueria artesanal, que prepara praticamente tudo que serve na própria cozinha. Sempre escolhendo os melhores insumos e focando na alta qualidade de tudo que serve no bairro do Itaim Bibi.

Entrada - Between Buns

Muito antes da hamburgueria existir, precisamos contar a história da Beatriz, idealizadora e dona da hamburgueria. Formada em administração mas com amor pela comida desde criança, passou parte da sua vida morando em uma pequena cidade no sul dos Estados Unidos, com forte influência do churrasco defumado do Texas e comida criolla de New Orleans.

Capacho na entrada - Between Buns

A paixão por comida sempre esteve presente na Beatriz e o sonho dela de empreender no ramo de gastronomia se tornou real após a faculdade. Quando voltou, aprendeu com o pai gaúcho muito sobre carnes – uma tradição do sul do nosso país.

O primeiro negócio foi um delivery para ter contato com a área pela primeira vez e mesmo no meio da correria do dia-a-dia a Beatriz foi montando o plano de negócio de acordo com o objetivo que ela tinha e pouco a pouco foi concretizando.

Ambiente - Between Buns

Enquanto estava com o negócio de delivery a Beatriz fez muita pesquisa em vários bairros da capital, procurando imóveis, analisando cardápios e testando receitas. Mas sempre com o objetivo de fazer a produção quase completa na própria cozinha, desde o blend da carne até as porções, as geleias, molhos e tudo mais.

Até o visual da casa e a parte de decoração ela deu um jeito, com a ajuda dos pais, desenharam o projeto sozinhos. Pensando em iluminação para o dia e para a noite, ambiente aconchegante para um jantar agradável e calmo ou um almoço rápido que acontece na região.

Ambiente - Between Buns

Assim surgiu a Between Buns, em meio a tanta concorrência e hamburguerias no Itaim, é importante saber a história por trás de cada porta que serve o hambúrguer.

Assim que chegamos demos uma olhada no cardápio, a parte da frente é dedicada às entradas e aos burgers.

O verso do cardápio apresenta as bebidas, que são um caso à parte. A Beatriz quando estava pensando no conceito da Between Buns queria fazer alguns drinks não alcoólicos interessantes e conseguiu. O preço também é bem convidativo e vamos apresentar alguns deles durante o texto.

Cardápio - Between Buns

Começamos experimentando a Pink Lemonade por R$ 8,00. Feita com purê de framboesa e suco de limão, é bem docinha e agradável, pode pedir tranquilo.

Pink Lemonade - Between Buns

O primeiro hambúrguer a gente prefere ir em um bem básico, o House Burger, hambúrguer de 160g, queijo Monterey Jack, alface, tomate, cebola roxa e picles no pão brioche por R$ 25.

House Burger, o cheese salada da casa - Between Buns

Todos os burgers da casa são grelhados na char broiler, para dar aquele toque de churrasco.

House Burger - Between Buns

A prova é inevitável.

Belo cheese salada - Between Buns

Um cheese salada super equilibrado, ingredientes fresquinhos, carne veio no ponto que pedimos e com leve sabor de churrasco. O pão estava realmente muito leve e combina perfeitamente com o restante.

Lógico que para acompanhar não podia faltar uma porção de fritas artesanais. Uma das preocupações da Beatriz era poder preparar tudo na casa e as fritas não podiam ser compradas, tinha que ter o DNA da Between Buns.

Belgian Fries - Between Buns

A porção de batatas serve duas pessoas, bem crocantes e quentes, combinaram perfeitamente com a maionese.

Nosso segundo hambúrguer é um clássico que toda hamburgueria tem e sempre está entre os mais vendidos. O nome não podia ser outro, Classic, hambúrguer de 160g, cheddar inglês, cebola caramelizada e bacon artesanal no pão australiano por R$ 26.

A combinação está mais do que consagrada, a cebola bem caramelizada, bacon suave e crocante combinam perfeitamente com o cheddar e o pão australiano levemente adocicado.

O acompanhamento do hambúrguer foi a porção de almôndegas envoltas em bacon chamadas de One More e custam R$ 24.

One More, porção de almôndegas envoltas em bacon - Between Buns

A carne da almôndega é o mesmo blend do hambúrguer e ainda são recheadas de queijo.

Voltando ao Classic, o bacon usado na Between Buns é todo preparado artesanalmente, tanto o dos burgers quanto o das almôndegas.

Classic - Between Buns

É artesanal porque leva 7 dias para ser curado e depois passa por um processo de defumação a quente, sem qualquer tipo de defumação química, tudo natural.

Classic - Between Buns

Para finalizar os burgers, pedimos uma versão de cheese bacon, chamado na casa de OMG, hambúrguer de 160g, cheddar e bacon artesanal por R$ 22, mas acabamos turbinando por mais R$ 10 e montando um duplo.

OMG duplo  - Between Buns

Confessamos que achamos uma obra de arte esse burger, bonito de ver e gostoso de comer, mas só pra quem tem uma fome das grandes.

OMG, vai encarar? - Between Buns

E precisamos tirar mais uma foto pra mostrar como é a pegada de um hambúrguer bem alto mas que se manteve estruturado mesmo depois das mordidas.

OMG - Between Buns

o acompanhamento do OMG foi o queijo coalho com mel, chamado de Cheese and Honey por R$ 18.

Cheese and Honey - Between Buns

Depois do mel por cima é hora de provar a combinação do doce do mel com o queijo grelhado, pra gente ;e a combinação perfeita.

Cheese and honey - Between Buns

Chegamos na parte da matéria que é destinada ao pessoal que ama frango ou prefere um sanduíchinho mais light.

Chickenlicious - Between Buns

O Chickenlicious é um sanduíche de sobrecoxa desossada de frango empanado, queijo Monterey Jack, alface e molho da casa no pão brioche por R$ 24.

Cortamos ao meio para conferir a suculência do frango que é o mais importante num sanduíche destes e passaram no teste.

Chickenlicious - Between Buns

Para acompanhar um pouquinho mais de frango. Quem curte uma porção de frango empanado pode optar pelo Chicken Heaven, pedaços de frango crocantes acompanhados do molho da casa por R$ 16.

Chicken Heaven - Between Buns

A gente provou, deu aquela caprichada no molho e conferiu.

Chicken Heaven - Between Buns

Pra fecha a visita, uma das nossas bebidas favoritas da casa, a Strawberry Mint, chá preto com limão e xarope de morango por R$ 8.

Strawberry Mint - Between Buns

Between Buns

Rua Tabapuã, 804 – Itaim Bibi,
São Paulo, SP
Horário de funcionamento: de segunda a quarta-feira das 12h às 15h30 e das 18h às 22h30 | de quinta a sabado das 12h às 15h30 e das 18h a 0h |domingo fechado
Telefone (11) 4563-0331
delivery sim