Arquivo da Tag: cheese salada

Cabana Burger apresenta novo cardápio sazonal

oferecimento

Voltando ao calendário de receitas sazonais, o Cabana Burger traz para a casa novidades em um menu completo com entrada, hambúrguer e sobremesa.

Croquete de brisket defumado e cheddar, duplo smash e pudim de dois leites entram em cena a partir do dia 15 de setembro e permanecem assim durante dois meses em todas as unidades do Cabana, em São Paulo e Rio de Janeiro.

cardápio sazonal entra pela primeira vez no delivery

A casa que abriu suas portas em 2016, ali na Rua Oscar Freire, cresceu de forma impressionante e hoje conta com sete unidades.

Suas receitas desde o começo são declaradamente inspiradas na rede americana Shake Shack, que faz muito sucesso na gringa e criou até o conceito de ingredientes frescos dentro da cultura fast food americana.

Para começar, o chef do Cabana Burger, Felipe Carmelo, criou um croquete de brisket defumado e cheddar, o Brisket Bites (R$24), com seis unidades do quitute feito com pedaços nobres e defumados.

A porção ainda acompanha uma maionese especial feita com picles de jalapeño.

croquete de brisket defumado e cheddar

Provamos e realmente aprovamos. O brisket tem um sabor defumado de verdade, nada de fumaça líquida na receita o que nos gerou um alívio.

Os bolinhos são crocantes por fora e muito bem temperados e cremosos por dentro. O conjunto ficou ainda melhor combinado com a maionese que é levemente picante.

Outra novidade está no Crush Burger (R$24) feito com dois discos de hambúrguer smash (140g), é um clássico de sabor com crostinha tostada, queijo tipo americano (american cheese), cebola e picles cortados em pequenos cubos e molho Cabana.

carne com crostinha tostada, american cheese, cebola e picles

A combinação descomplicada e perfeita de carne com molho junto com aqueles os clássicos ingredientes do burger americano. Sem contar que o pãozinho estilo “potato roll” completa o conjunto.

PudimDim (R$14) é uma das novidades mais afetivas do chef Felipe, que buscou referências nas receitas do chef Flávio Frederico, um dos melhores chefs confeiteiros do país. Em uma nova versão do pudim tradicional, este é feito de leite e uma camada com doce de leite caseiro, sem furinhos e com muito sabor.

pudim feito de leite doce de leite caseiro

Lembrando que pela primeira vez, as novidades sazonais do Cabana Burger também pode ser pedido para delivery, tanto no iFood, quanto no aplicativo do Cabana Burger.

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais receitas.

Mc Donald’s venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

oferecimento

A partir do dia 1º de setembro será possível matar a saudade de Méqui com um dos itens mais cobiçados da rede: o icônico molho especial do Big Mac, que passa a ser vendido separadamente em frascos de 190g ou potes de 23g.

Além disso, a marca também lança uma edição especial do burger, o Duplo Big Mac, que leva quatro hambúrgueres em sua composição.

Essa é a primeira vez que o molho especial será vendido nos restaurantes do país, anteriormente, um lote especial foi vendido durante uma campanha do McDia Feliz. Para esta ação, apenas uma quantidade limitada de cada opção foi produzida e distribuída pelos restaurantes em todo o território nacional.

Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

De uma coisa nós sabemos, o Mc Donald’s sabe fazer bem seus molhos e esse é o ingrediente que acaba diferenciando um hambúrguer do outro, dando aquele gostinho de Méqui que todo mundo conhece.

O pessoal do marketing não dá bobeira por lá e aproveitou essa fase difícil com os ânimos baixos para montar uma campanha que mira na nostalgia do público:

“Sabemos que nossos consumidores estão com saudade de frequentar nossos restaurantes e dos bons momentos que estão atrelados ao Méqui. Por isso, decidimos atender um dos principais pedidos que recebemos: oferecer a possibilidade de adquirir o famoso molho especial do Big Mac.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por McDonald’s Brasil (@mcdonalds_br) em


Os fãs da marca podem usar e abusar do ingrediente no restaurante ou em casa adicionando o sabor conhecido e que faz parte da memória afetiva de muita gente, tanto nos burgers quanto nos acompanhamentos.

Vejam como serão as possibilidades para adquirir o molho especial do Big Mac:
• McOferta Média com Pote 23g: McFritas, bebida, Duplo Big Mac e pote de 23g – R$ 29.90
• McOferta Média com Frasco 190g: McFritas, 4 unidades de McNuggets, bebida, Duplo Big Mac e frasco 190g – R$ 34.90

Para comunicar a novidade, a marca prepara uma campanha nacional que vai abordar a saudade de Méqui e o amor dos consumidores pelo Número 1 (como era conhecido o combo com o hambúrguer por muito tempo no Brasil), o Big Mac.

Ah, mas se a campanha acabar e mesmo assim você sentir falta do molho, pode deixar que estamos preparando um vídeo da versão caseira.Méqui venderá edição limitada do molho especial do Big Mac

Para acompanhar as novidades do Méqui, acesse www.mcdonalds.com.br .

Curtiu? Não esquece de deixar seu comentário e seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais para ficar por dentro dessas e outras novidades do mundo do Hambúrguer.

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

oferecimento

E lá se foram 5 longos meses de isolamento social no Brasil causados pelo combate ao Novo Corona Vírus (Covid-19) nos quais impactos sociais, culturais e econômicos, inevitavelmente foram sentidos e o drive-in que já fez muito sucesso nos anos cinquenta ressurge nesse novo normal.

Dentro do mercado gastronômico, por exemplo, os estabelecimentos passaram a entender os serviços de delivery como uma alternativa essencial para manter seus negócios ativos.

Em nichos como o do entretenimento, ambientes com pouca circulação de ar foram fechados. Salas de cinema ao redor do mundo se viram obrigadas a encerrar suas atividades e só depois da recente flexibilização da quarentena puderam pensar em planos para suas retomadas.

A saída para este cenário tem sido o retorno dos drive-in’s. Muito populares nos Estados Unidos nas décadas de 50, 60 e 70, os filmes exibidos nos telões em ambientes abertos para telespectadores assistirem dentro dos carros, evita a proximidade e o contato entre pessoas desconhecidas.

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

É claro que nessa retomada cultural, alguns sistemas de adequações foram pensados para o conforto de todo mundo que resolver dar uma saidinha para esfriar a cabeça nesse momento tão tenso.

Os espaços podem contar com bombonieres e food trucks dos mais variados estilos que estão entrando na parceria e vendendo seus produtos para completar a experiência.

Como não poderia ser diferente, hamburguerias não ficaram de fora e vem dando um show nas chapas. A seguir confira algumas que oferecem seus serviços em drive-in´s em diferentes cantos do Brasil:

Cadillac BBQ, Mooca – São Paulo

O estacionamento ao lado do Cadillac BBQ, na casa dedicada a defumados do mesmo dono da hamburgueria Cadillac Burger, ganhou uma nova função. Às sextas e sábados, quem parar o carro ali e abrir o vidro, pode fazer seu pedido e curtir som embalado por música ao vivo.

O cardápio especial para o drive-in mistura receitas dos dois estabelecimentos. Tem taco recheado de brisket (R$ 21,00 o trio), sanduíche de copa de lombo defumada (R$ 30,00 com fritas) e smash burger´s em três versões: cheeseburger (R$ 14,00), cheese salada (R$ 15,00) e original (R$ 16,00).

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Cadillac Burger (@cadillacburger) em


Tá Doido Burger, Aeroporto de Brasília

Estacionado no Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, o Festival Drive-in virou o point da quarentena. Com uma programação de filmes e apresentações musicais, o evento inovou no formato, até na hora de pedir os quitutes para acompanhar o filminho.

Aproveitando o sucesso, o grupo Geléia decidiu implementar uma nova operação dentro do drive-in. A novidade é um contêiner com cardápio digital, em que os comensais vão poder conferir as delícias por um QR (disponibilizado na entrada) e o lanche será levado até o carro.

No menu, queridinhos como o original burger, feito com pão australiano, blend de fraldinha e costela, queijo cheddar, cebola caramelizada, maionese caseira e bacon crispy (R$ 25); o cheese bacon, que leva pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato mais tradicional maionese caseira e muito bacon crispy (R$ 24); e o brasiliense, que tem pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato e cheddar, cebola roxa, alface, tomate e maionese caseira (R$ 26).

A famosa batata da marca também não poderia faltar. No festival, ela sai a R$ 13.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Burger | R$ 10 (@tadoidoburger) em


Geléia no Festival Drive-In: Estacionamento B do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek. De 23 de junho a 23 de agosto de 2020. Ingressos a partir de R$ 60,00 (por carro) no site.

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

oferecimento

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

Um dos chef´s mais renomados e conhecidos no mundo e na gastronomia britânica, Jamie Oliver, inaugurou no começo do mês, em São Paulo e Curitiba, mais uma casa que leva seu nome. Conhecido pelo uso de alimentos naturais, orgânicos e pela sua filosofia de mudança de hábitos alimentares nas escolas do Reino Unido, o Oliver já conta com um restaurante na capital paulista, o Jamie´s Italian, em sociedade com o empresário Lisandro Lauretti.

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

Seu novo empreendimento leva o nome de Jamie Oliver’s Diner e conta com um menu só de hambúrgueres baseados nos fast food´s americanos. A unidade é a terceira espalhada pelo mundo, as outras estão em Londres e Roterdã.

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

O cardápio traz uma versão reduzida do menu padrão da casa, que deve ser ampliada a médio prazo. São quatro tipos de burgers:

  • Cheese burger (R$ 24) — pão brioche, blend da casa, alface, tomate, cebola crocante e cheddar.
  • Double cheese burger (R$ 29): pão brioche, duplo blend da casa, alface, tomate, cebola crocante e cheddar.
  • Sanduíche de frango cajun (R$ 24): pão brioche, peito de frango grelhado com tempero cajun, alface e vinagrete de jalapeño
  • Hambúrguer vegetariano (R$ 24): pão brioche, burger de quinoa, feijão branco e mix de sementes, tomate caqui temperado, alface, raita de pepino, fatias de picles de pepino e slaw temperada.

Como acompanhamentos o estabelecimento tem:

  • Batata-doce frita com ou sem tempero cajun (R$ 12)
  • Batata frita (R$ 9)

Para adoçar, a casa oferece um brownie com calda de chocolate (R$ 12).

Pelo menos desta vez parece que o Jamie Oliver acertou no preço dos produtos, um dos fatores que fizeram com que o Jamie’s Italian não tenha emplacado por aqui, mesmo depois de tantas filas pós inauguração.

Em se tratando do mercado de hambúrguer, o público não engole pagar um alto valor para uma comida descomplicada e gostosa que todo mundo deve ter acesso.

Lembrando que o restaurante só funciona com pedidos delivery via iFood e atualmente está apenas permitindo retiradas no local no bairro do Itaim Bibi.

Seg. a dom.: 12h às 15h30 e 18h30 às 22h30.

Dispara procura por hambúrguer em aplicativos e supermercados durante a pandemia

oferecimento

O novo coronavírus (Sars-Cov-2), que assola o país desde março, afetou a rotina e mudou os hábitos de consumo de toda a população brasileira. Se de um lado alguns setores da economia sofrem em razão da queda da circulação de pessoas, de outro, plataformas on-line e até supermercados conseguiram se reinventar e vêm se saindo muito bem.

De acordo com a pesquisa “Alimentação na pandemia – como a Covid-19 impacta os consumidores e os negócios em alimentação”, realizada pela consultoria especializada em food service, Galunion, em parceria com o Instituto Qualibest, 90% da população brasileira está evitando ao máximo sair para comer.

As preocupações com higiene, saúde, segurança e solidariedade são as grandes razões para tais mudanças de comportamento, dessa forma, estabelecimentos do setor alimentício promovem ações, a fim de ampliar o nível de confiança do consumidor, além de manterem seus negócios aquecidos.

Diante da atual situação, o prato que se tornou o queridinho dos quarenteners, tanto para preparo próprio, quanto para pedidos on-line, foi o hambúrguer. Aplicativos como iFood, Uber Eats e Rappi contabilizaram um aumento de 47% nas buscas pelo produto, com destaque para sua vertente artesanal.

Já entre os artigos de supermercado, segundo o relatório, os mais procurados durante o período de confinamento foram também os hambúrgueres, registrando alta de 283%, seguido de petiscos e empanados (173%), conservas e enlatados (166%), patês e antepastos (141%), macarrão instantâneo (68%) e salgadinhos (58%).

Apesar do momento turbulento na economia, podemos considerar que as hamburguerias vivem um momento de autoconhecimento importante e até uma considerada expansão. O segmento, que registrou crescimento de 575% na última década, mostrou-se capaz de rápida adaptação, porque muitos empreendedores apostaram mais na qualidade e diversidade dos produtos, como diferentes combinações entre pães, queijos, molhos e até blends.

Como vimos no decorrer desta matéria, o mundo hamburgueiro costuma ter uma ótima aceitação no mercado, e, apesar do aumento do interesse pelo produto, as empresas precisam ter uma visão a longo prazo para se manterem lado a lado com as grandes redes de fast food, principalmente em tempos de coronavírus (Sars-Cov-2).

Apostar em ações solidárias e divulgações é uma ótima pedida, além disso, os empreendedores precisam sempre se manter antenados em novas receitas para oferecer ao público a grande diversidade que o segmento propõe. Os consumidores estão cada vez mais exigentes em questões relacionadas a sabor, saudabilidade, variedade e apresentação, fato que mantém o mercado aquecido.

Se você que está procurando novas receitas para incrementar o cardápio da sua hamburgueria ou é do tipo que gosta de se aventurar na cozinha, temos várias receitas disponíveis no Instagram do Guia do Hambúrguer na aba IGTV. Confira a seguir 10 dicas para um cheese burger perfeito.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em

Big Kahuna – Jardim Paulista, São Paulo – SP

oferecimento

O Big Kahuna, conhecido por ser o “templo do bacon” é uma das mais famosas hamburguerias do Brasil.

01-fachada-big-kahuna-sao-paulo

Já visitamos o local antes, mas dessa vez voltamos para nossa visita de avaliação e saber como está o hambúrguer por lá.

A casa hoje tem um ambiente super descolado, cheia de grafites nas paredes, ilustrações e uma decoração bem moderna, mas nem sempre foi assim.

02-interior-big-kahuna-sao-paulo

03-interior-big-kahuna-sao-paulo

Além do bacon, que já faz parte do espírito do Big Kahuna, todos os hambúrgueres são preparados na churrasqueira a carvão, o que deixa o produto ainda mais saboroso.

Começamos os trabalhos pelas entradas e fomos surpreendidos com uma novidade: agora o Big Kahuna faz suas batatas artesanais, deixaram de comprar as congeladas. Isso mostra que a casa encontrou maturidade e se preocupa em servir sempre o melhor produto para o cliente.

04-cardapio-big-kahuna-sao-paulo

05-cardapio-big-kahuna-sao-paulo

Dentre as mais pornográficas entradas, não podíamos deixar de pedir a porção de batatas fritas com cheddar e bacon por R$ 28,80 as Freaking Fries.

Foram as primeiras a chegar. Muito generosas, como tudo que é servido na casa. Dá para dividir em até 3 pessoas tranquilamente.

Elas estavam crocantes e o molho de cheddar com bacon completava bem a porção.

Poderiam estar ainda mais crocantes, mas não faz muito tempo que começaram a servir as batatas preparadas pela casa, é normal que ainda existam alguns deslizes. De qualquer forma, o sabor é bem melhor do que as congeladas e o custo de produção acaba sendo bem menor.

06-batata-big-kahuna-sao-paulo

Entre as variadas opções para o hambúrguer, uma mais chamativa do que a outra, optamos pela que leva o nome da casa e é uma das mais simples: o Big Kahuna Burger.

O Cheese salada da casa leva bacon (obviamente rs) e você pode escolher entre a versão de 140g por R$ 28,80 ou de 220g por R$ 32,80.

A simplicidade normalmente traria a resposta: esse será o melhor hambúrguer que comeremos em nossas vidas?

Ele veio bem montado, salada por cima da carne e o bacon chamando a atenção já à primeira vista.

07-burger-big-kahuna-sao-paulo

08-burger-big-kahuna-sao-paulo

O hambúrguer é de médio para grande e 220g de carne não é pra qualquer um.

Encaramos e logo sentimos o gosto de grelhado no carvão, isso traz um diferencial sem igual.

Após algumas mordidas notamos que estava um pouco mais malpassado do que pedimos. Não dá para considerar isso como um erro de ponto, mas se tivesse ficado um pouquinho mais, a gordura da carne teria derretido melhor e a suculência seria extrema.

O sabor e a quantidade de sal estavam corretíssimos e o conjunto agradou bastante.

Apenas o bacon poderia estar um pouquinho mais crocante, mas é uma delícia e acompanha perfeitamente o cheese salada.

O pão sustentou até o final e é muito macio e gostoso.

09-burger-big-kahuna-sao-paulo

O Big Kahuna cada vez mais fica conhecido e não é à toa.

O produto que eles servem é feito com excelência, melhores insumos, matérias primas e execução muito bem treinada.

É normal ter um detalhe ou outro para acertar, mas isso é natural para uma casa que quase tudo que serve é produzido artesanalmente.

Méritos ao time Big Kahuna, estrutura e amor com que eles fazem o “Templo do Bacon” existir.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer4 estrelas
  • MaioneseNão avaliado
  • Porção3 estrelas
  • Atendimento4 estrelas
  • Espera Não
  • Cheese BurgerR$ 20,80
  •        

  • Hambúrguer VegetarianoSim
  • Preçode R$ 40 a R$ 50 (de R$ 40 a R$ 50)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Big Kahuna

Alameda Lorena, 53 – Jardim Paulista
São Paulo – SP
(11) 3051-6268
Delivery: Sim

Bullguer – Jardins, São Paulo – SP

oferecimento

A Bullguer cresceu muito rápido nesses últimos 5 anos. Desde 2014 atingiu a marca de 22 lojas no Brasil inteiro.

Com o crescimento da hamburgueria, notamos que mudanças também foram feitas no produto, então chegou a hora de reavaliarmos.

fachada-bullguer-sao-paulo

Sempre achamos o conceito da bullguer incrível e por um preço justíssimo.

Eles se intitulam o 1° smash burger do Brasil, mas é bem difícil afirmar isso, principalmente pela quantidade de hamburguerias espalhadas pelo país. Sabemos até de hamburgueria conhecida que já faz smash bem antes deles, mas não queremos entrar nessa briga.

A questão principal é que a Bullguer, sem dúvida, difundiu a técnica que hoje virou febre.

Algumas pessoas adoram inventar regra sobre gramatura da carne, ponto, forma de esmagar etc. A realidade é a de que o smash é apenas uma técnica de preparo, isso não garante que a qualidade ou resultado seja melhor ou pior.

Nessa avaliação resolvemos ir em uma loja nunca antes visitada por nós, a Bullguer dos Jardins.

Logo na entrada, notamos que as novas casas não oferecem serviço de mesa. O esquema agora é ir direto para o caixa fazer seu pedido.

caixa-bullguer-sao-paulo

ambiente-bullguer-sao-paulo

O cardápio continua o mesmo e a cada mês eles criam uma receita especial.

04-cardapio-bullguer-sao-paulo

A escolha da vez foi o Clássico Lumberjack, pão, carne, bacon, picles e molho por R$ 22.

Como acompanhamento, a Cheese Fries por R$ 14, uma porção de batatas onduladas servidas com creme de cheddar por cima.

Para beber, uma berry lemonade, limonada feita com limão Tahiti e siciliano, amora e açúcar por R$ 9.

Não se engane com os preços e o esquema de atendimento, nosso pedido totalizou R$ 45, o que não dá pra considerar barato.

Recebemos nosso pager e aguardamos o pedido ficar pronto.

Sem demoras retiramos a bandeja no balcão.

Ótima apresentação, as Cheese Fries dão água na boca, assim como a Berry Lemonade.

pedido-bullguer-sao-paulo

As batatas estavam super crocantes, com tempero em pó da casa e cobertas pelo molho de cheddar.

batata-bullguer-sao-paulo

A maionese é cortesia da casa e vem servida em um copinho pequeno. É uma das nossas preferidas. Bem temperada, consistência ótima e combina bem com as batatas e o hambúrguer.

A porção serve até duas pessoas, tudo depende do tamanho da sua fome.

O hambúrguer estava muito bem montado, pedimos a carne ao ponto (nossa, o smash tem ponto 😱).

Assim que mordemos o conjunto sentimos diferenças na carne e no pão.

O molho estava gostoso, o bacon também e juntos com o picles e o queijo, fazem uma ótima combinação.

hamburguer-bullguer-sao-paulo

A carne estava ao ponto, rosadinha por dentro e suculenta. Quando provada separadamente não é tão saborosa, sentimos que ela está mais neutra e sem a explosão de sabores que costumava ter.

O pão também perdeu seu encanto. Hoje eles usam um bem mais neutro que fica quase imperceptível ao paladar. A consistência estava boa, mas mesmo tendo sido selado corretamente, não acrescentou ao conjunto.

Um dos pontos que notamos é que eles substituíram a manteiga que colocavam na carne por óleo vegetal. A mudança que não agrega em nada no sabor e pode ser um dos motivos pela diferença sentida.

hamburguer-bullguer-sao-paulo

Apesar das mudanças nos protagonistas de um hambúrguer, o pão e a carne, tudo foi entregue conforme o pedido e bem executado.

A Bullguer continua sendo uma ótima opção pra comer hambúrguer, mas sentimos um distanciamento da qualidade e uso dos melhores ingredientes e optando por insumos provavelmente mais baratos e com mais “jeitão” de fast food.

Ninguém disse que era fácil expandir tanto sem alterar a qualidade.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer3 estrelas
  • maionese4 estrelas
  • porção2 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 18
  • hambúrguer vegetarianosim
  • preçode R$ X a R$ X (de R$ X a R$ X)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Bullguer

R. Peixoto Gomide, 1088 – Jardins
São Paulo – SP
(11) 2507-3777
delivery sim

Z Deli – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

O Z Deli já é uma velha conhecida de todos e por isso acaba sendo uma referência forte dentre as hamburguerias de São Paulo.

Mesmo que o DNA da casa seja os sanduíches, aquelas delícias de pastrami e salmão defumado, o carro chefe sempre foi o hambúrguer.

Desde que inauguraram sempre estiveram em ótimas posições no nosso ranking.

fachada-z-deli-sao-paulo

Depois de algumas visitas, voltamos esse ano para saber como andam as coisas por lá.

Escolhemos um horário mais alternativo, menos movimentado, o que não facilita em nada a tarefa de preparar nosso hambúrguer, já que a casa pode estar desatenta para cometer um erro.

Sentamos no balcão, como sempre.

O cardápio pareceu até mais enxuto que antes. Sentimos falta da variedade de hambúrgueres.

cardapio-z-deli-sao-paulo

O conceito da casa é ter combinações exclusivas em cada endereço: Pinheiros, Haddock Lobo e Centro.

Para começar escolhemos o Tropical Iced Tea: mate de limão, com casca de abacaxi, com especiarias e açúcar demerara por R$ 10.

Os drinks e bebidas não alcoólicas também sempre fizeram parte do cardápio da casa de Pinheiros.

iced-tea-mate-z-deli-sao-paulo

Muita gente por aí tenta dizer que não vê diferença entre batatas industrializadas e as artesanais. Quem fala isso provavelmente nunca tenha provado as do Z Deli.

Pedimos a tradicional que vêm acompanhadas da porção de maionese por R$ 16. Chegaram rapidinho.

As batatas são cortadas em palitos mais grossos. O segredo está no mix de temperos da casa chamado dry rub.

Elas ficam bem crocantes por fora e cremosas por dentro, uma das melhores que já comemos.

A maionese, além da consistência perfeita, é temperada na medida certa. Imperdível.

batata-z-deli-sao-paulo

Depois de saborear e avaliar as batatas, escolhemos o hambúrguer.

Apesar do nosso preferido ser o Chopped Steak, burger prensado com cebola e queijo prato por R$ 29, ele fica fora dos parâmetros para uma avaliação por ser servido no pão de forma.

O pedido então foi um NYC, um burguer com cheddar inglês, tomate, cebola, picles e deli sauce, um molho levemente adocicado por R$ 31. Adicionamos maple bacon por mais R$ 5.

burger-z-deli-sao-paulo

Vale ressaltar que todos os burgers da casa são feitos com carnes altas de 180g.

Acompanhamos o preparo do hambúrguer na chapa. Não demorou muito para ser montado. E veio muito bem apresentado.

O bacon é de boa quantidade. O tomate e a cebola estavam fresquinhos.

O pão era de brioche, levemente doce feito na consistência correta, veio bem selado e do tamanho do hambúrguer.

A carne, pedimos ao ponto para mal passado, mas veio bem mal passada. O interior estava levemente quente. Foi o único erro do conjunto.

Mesmo assim, sentimos o frescor e sabor do produto que estava delicioso. Um hambúrguer impecável com a quantidade certa de gordura e saboroso.

burger-z-deli-sao-paulo

burger-z-deli-sao-paulo

O Z Deli provou mais uma vez que continua sendo uma das melhores hamburguerias de São Paulo e do Brasil.

Cozinha que funciona, funcionários bem treinados, ingredientes de qualidade aliados à ótima execução não tem como dar errado.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer4 estrelas
  • maionese5 estrelas
  • porção4 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgera confirmar
  • hambúrguer vegetarianonão
  • preçoacima de R$ 50 (acima de R$ 50)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Z Deli

R. Francisco Leitão, 16 – Pinheiros
São Paulo – SP
(11) 2305-2200
Delivery: Sim