Arquivo da Tag: bacon

Dez hamburguerias no Centro de São Paulo que não podem faltar no seu roteiro gastronômico

oferecimento

São Paulo, a cidade em que tudo acontece e é um dos destinos mais procurados para quem deseja estudar, trabalhar, aprender ou buscar inspirações. Irreverentes, autênticas, clássicas ou descoladas, as hamburguerias do centro também carregam anos de história que casam perfeitamente com o clima urbano da capital paulista.

Para apresentar o melhor da cena hamburgueira que a capital paulista tem a oferecer, preparamos uma lista com as 10 hamburguerias do centro de SP que não podem faltar em seu roteiro gastronômico. Confira:

Z Deli Sandwiches

burger com cheddar inglês, cebola tostada, maple bacon e molho barbecue

Uma das hamburguerias do centro que representam o hambúrguer de carne alta e suculenta, a marca Z Deli nasceu na capital paulista em 1981 e foi fruto do sonho de duas cozinheiras, Zenaide e Rosa Raw, que acabaram encantando a cidade com sua culinária judaica.

Três gerações depois, Julio Raw e Bruno Mester assumiram a marca e renovaram todo seu conceito, inaugurando em 2011 um anexo do restaurante, a Z Deli Sandwiches, que mais tarde passou a figurar também em Pinheiros – a segunda casa

Com esse novo espaço a hamburgueria acabou consolidando-se na cena hamburgueira de São Paulo com tradição, ousadia, drinques clássicos e as batatas mais crocantes já vistas por aí.

Em 2017 a Z Deli Sandwiches abriu sua terceira loja no icônico edifício Instituto de Arquitetos do Brasil, a unidade do centro da cidade, como parte do movimento de revitalização da área.

São 40 anos de história sempre estrelando os pódios das melhores hamburguerias da capital. Veja a posição do ZDeli em nosso Ranking Guia do Hambúrguer.

R. Bento Freitas, 314 – República, São Paulo – SP
segunda-feira 12:00–23:00 | terça-feira 12:00–23:00 | quarta-feira 12:00–00:00 | quinta-feira 12:00–00:00 | sexta-feira 12:00–01:00 | sábado 12:00–01:00 | domingo 12:00–00:00
http://www.zdeli.com.br/ 
@zdelisandwiches / Z Deli Sandwiches

Guarita Burger

Guarita Burger

O Guarita foi inaugurada em 2018, ali na Augusta, pertence a Jean Ponce e Greigor Caisley, donos do já conceituado Guarita Bar.

A hamburgueria é especializada em smash burger (trabalham com blends de carne de aproximadamente 110g que são esmagadas na chapa criando a crostinha, mais conhecida como reação de maillard) por um preço bem acessível.

O conceito aliado às hamburguerias do centro pertencente a uma das regiões mais descoladas e jovens da capital paulistana prometeu e acertou em cheio com a qualidade dos seus produtos. Veja a posição do Guarita Burger em nosso Ranking Guia do Hambúrguer.

Destaque fica também para o bolovo e os bons drinks que acompanham os burgers.

R. Antônio Carlos, 395 – Consolação, São Paulo – SP
segunda-feira 12:00–17:00 19:00-22:00 | terça-feira 12:00–17:00 19:00-22:00 | quarta-feira 12:00–17:00 19:00-22:00 | quinta-feira 12:00–17:00 19:00-22:00 | sexta-feira 12:00–17:00 19:00-22:00 | sábado 12:00–17:00 19:00-22:00 | domingo 12:00–17:00 19:00-22:00
@guarita.burger / Guarita Burger

Borger Burger

duplo blend tomate cebola roxa queijo maionese e picles

Também criada em 2018, a Borger pertence a Eduardo Borger, um dos sócios da renomada hamburgueria Meats.

A casa aposta nos blends mais finos, conhecidos como smash burgers, uma ótima opção para quem não é muito fã de carnes altas.

De cardápio enxuto, auto atendimento, preços justos e muita qualidade suas três unidades prometem crescer ainda mais. Veja a posição do Borger Burger em nosso Ranking Guia do Hambúrguer.


R. Dr. Vila Nova, 321 – Higienópolis, São Paulo – SP
segunda-feira 12:00–23:00 | terça-feira 12:00–23:00 | quarta-feira 12:00–23:00 | quinta-feira 12:00–00:00 | sexta-feira 12:00–00:00 | sábado 12:00–00:00 | domingo 12:00–00:00
@instaborger / Borger Burger

Melts Burgers & Beer

Melts Burgers & Beer

Representando o bairro da Liberdade temos a Melts Burgers & Beer que além de uma hamburgueria é uma história de superação e sonho realizado do chef Padu Lima que depois de perder seu irmão em um acidente de carro optou por continuar levando seu legado a diante.

Criada em 2013 a casa aposta em um cardápio bem explicativo e bem variado, além de contar com um caraoquê no seu salão.


Av. da Liberdade, 472 – Liberdade, São Paulo – SP
segunda-feira 17:00–23:00 | terça-feira 17:00–23:00 | quarta-feira 12:00–15:00 17:00-23:00 | quinta-feira 12:00–15:00 17:00-23:00| sexta-feira 12:00–15:00 17:00-23:00 | sábado 12:00–15:00 17:00-23:00 | domingo Fechado
@meltsburger / Melts Burgers & Beer

Rap Burguer

Rap Burguer

A Rap Burguer, hamburgueria paulistana com temática de hip hop é além de tudo um lugar de manifestação cultural.

Além dos cardápios que fazem referências à grandes estrelas do rap e hip hop nacional e internacional, o espaço sedia palestras, debates, lançamentos e até shows de stand-up.

A responsável pelo menu atualmente é a nutricionista Nabyrie Francelino que deixa os burgers com a cara da casa e sabor inigualável.

R. Augusta, 552 – Consolação, São Paulo – SP
segunda-feira 17:00–22:00 | terça-feira 17:00–22:00 | quarta-feira 17:00–22:00 | quinta-feira 17:00–22:00 | sexta-feira 17:00–22:00 | sábado 17:00–22:00 | domingo 17:00-22:00
@rapburguer / Rap Burguer

Paulista Burger

inaugurado em julho de 2013

Inaugurado em julho de 2013, o Paulista Burger tem em suas origens a conhecida churrascaria Bovinu’s.

É a primeira casa de hambúrguer do grupo, mas que leva a experiência de anos trabalhando com carne. Quando inauguraram buscaram um conceito diferente.

Indo na contra-mão do mercado, lançaram hambúrgueres de 200g com carne baixa e diâmetro de 13cm. Preparam seus burgers sempre na churrasqueira a gás, para manter a alma de churrascaria e apostam em combinações tradicionais e cheias de sabor pelas mãos do chef Itamar Mattei.


R. Augusta, 1499 – Consolação, São Paulo – SP
segunda-feira 12:00–15:00 18:30-21:30 | terça-feira 12:00–15:00 18:30-21:30 | quarta-feira 12:00–15:00 18:30-21:30| quinta-feira 12:00–15:00 18:30-21:30 | sexta-feira 12:00–15:00 18:30-21:30 | sábado 12:00–15:00 18:30-21:30| domingo 12:00-15:00 18:30-21:30
@paulistaburger  / Paulista Burger

Bullguer

referencia em smash burger

Referência em smash burger de São Paulo, a Bullguer introduziu a cultura dos hambúrgueres esmagados e logo conseguiu conquistar não só o coração dos paulistanos, como também Brasil a fora.

A casa abriu suas portas em 2015 e hoje conta com 27 unidades espalhadas pelo país. Depois disso, a popularização dos burgers esmagados na chapa quente só cresce, agradando gregos e troianos.

Cardápio enxuto, combinações clássicas e preço justo, esse é o legado deixado pela Bullguer.

Av. Ipiranga, 197 – República, São Paulo – SP
segunda-feira 11:30–15:00 17:30-22:00 | terça-feira 11:30–15:00 17:30-22:00 | quarta-feira 11:30–15:00 17:30-22:00| quinta-feira 11:30–15:00 17:30-22:00 | sexta-feira 11:30–15:00 17:30-22:00 | sábado 11:30–15:00 17:30-22:00| domingo 11:30-15:00 17:30-22:00
@bullguer  / Bullguer

Busger

pão de hambúrger, 160 gr de carne angus, queijo cheddar duplo gratinado no maçarico, molho barbecue artesanal e bacon

Desde 2015, a Busger foi criada com o conceito de uma hamburgueria que funciona em um grande ônibus escolar americano, o que trouxe um visual inusitado e atraiu muitos clientes.

Inicialmente, a ideia era rodar e fazer vários eventos itinerantes por São Paulo, mas os sócios acabaram encontrando um bom ponto no Ipiranga e decidiram ficar por lá.

Hoje, a marca tem pontos em diversos endereços e oferece como vantagem uma estrutura muito próxima de uma hamburgueria para seus clientes. E um custo de abertura da casa que precisa apenas de um terreno.

Com mesas, cadeiras, cobertura e alguns confortos que um food truck estacionado na rua não tem como oferecer.


R. Augusta, 517 – Consolação, São Paulo – SP
segunda-feira Fechado | terça-feira 17:00–23:00 | quarta-feira 17:00–23:00 | quinta-feira 17:00–23:00 | sexta-feira 17:00–01:00 | sábado 11:30–01:00 | domingo 17:00-23:00
@busger / Busger

Holy Burger

o recem repaginado Holy

O recém repaginado Holy aderiu as vivências das hamburguerias do centro e se encaixou perfeitamente no molde underground que o espaço proporciona. Visitamos a casa após as mudan;cas e vimos uma mudan;ca brutal no ambiente, inspirado em casas tradicionais norte-americanas e um cardápio muito mais maduro do que antes.

Cheio de personalidade a casa aposta em burgers irreverentes e claro seu famoso pudim que nunca saiu de moda.


R. Dr. Cesário Mota Júnior, 527 – Vila Buarque, São Paulo – SP
segunda-feira Fechado | terça-feira 12:00–00:00 | quarta-feira 12:00–00:00 | quinta-feira 12:00–00:00 | sexta-feira 12:00–01:00 | sábado 12:00–01:00 | domingo 12:00-23:00
@holyburgersp / Holy Burger

Sliders Hamburgueria

Sliders Hamburgueria

Inspirado na receita clássica americana dos “sliders“, os hambúrgueres que combinam uma cama de cebola, picles e queijo tipo americano (o american cheese).

Os 50g de carne combinados com 4 ingredientes formam os sliders, burgers pequenos que são feitos para serem comidos em 2 ou 3 mordidas no máximo.

A primeira hamburgueria nesse estilo no Brasil tem um cardápio enxuto e adota também o conceito descomplicado de se comer hambúrguer atualmente.


R. Maj. Sertório, 764 – Vila Buarque, São Paulo – SP
segunda-feira Fechado | terça-feira 11:00–16:00 18:00-23:00 | quarta-feira 11:00–16:00 18:00-23:00 | quinta-feira 11:00–16:00 18:00-23:00 | sexta-feira 11:00–16:00 18:00-00:00| sábado 12:00–00:00 | domingo 18:00-23:00
@sliders / Sliders Hamburgueria

Curtiu o conteúdo? Não esquece de deixar seu comentário e seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais para ficar por dentro dessas e outras novidades do mundo do Hambúrguer.

Oito curiosidades que você não sabia sobre BACON

oferecimento

Mundialmente consumido, amado e odiado (não confiamos em pessoas que odeiam bacon rs) e nós escolhemos oito curiosidades sobre bacon que você não deve saber.

Quem é que nunca comeu essa iguaria no hambúrguer, no café da manhã ou até no sorvete? Foi em Massachusetts, no ano 2000, que criaram um dia internacional especialmente para esse ingrediente, comemorado mais especificamente no sábado antes do Labour Day, feriado do dia do trabalho nos Estados Unidos que acontece na primeira segunda-feira de setembro..

Seja em várias cidades americanas ou ao redor do mundo, as pessoas comemoram com feiras e eventos onde só podem ser servidos pratos de comida que levem bacon em suas receitas.

Nós do Guia do Hambúrguer, em homenagem ao alimento, levantamos 8 curiosidades sobre bacon que provavelmente você não saiba. Confira:

1- O bacon já era comido muito antes de Jesus nascer

Existem relatos que o bacon foi consumido por várias culturas ao longo dos anos. Entre elas, os gregos e os romanos. Os mais antigos, mostram que os chineses já consumiam o corte em 1500 A.C quando para conservar suas carnes durante o transporte, utilizavam as técnicas de salga e defumação.

1- O bacon já era comido muito antes de Jesus nascer

2- Igreja do bacon

Todos nós sabemos que o bacon é idolatrado por muitas pessoas, mas alguns levam essa apreço longe demais. Existe uma igreja para adoração ao “Deus Bacon”.

Criada por John Whiteside e Johnny Monsarrat, a instituição diz que há pelo menos 4.000 seguidores da religião pelo mundo.

igreja do bacon

3- O sabor do bacon é comprovado cientificamente

Tudo com bacon fica mais gostoso, certo? Essa afirmação não é da boca para fora, existem uma explicação científica para o fato.

O sal realça o sabor, enquanto a gordura tem a capacidade de transportar todos os diferentes gostos até as papilas gustativas, que, inclusive, absorve notas adocicadas bem discretas que a carne de porco contém. É uma explosão de sabores bem na sua boca.

3- O sabor do bacon é comprovado cientificamente

4- Bacon pode ser melhor que sexo

Segundo a uma pesquisa feita pela Maple Leaf Foods, quando dada a opção: Bacon ou Sexo, 43% dos canadenses preferem comer a iguaria feita da carne do porco.

4- Bacon pode ser melhor que sexo

Perfume de bacon

Hoje em dia encontramos bacon em tudo! É na camiseta, no quadro, no boné, no sorvete, na vodka e até camisinha…pois é, bizarrices do mundo contemporâneo.

Agora imagina um perfume criado para mulheres com cheiro de bacon? A ideia é agradar seu marido ou namorado com o cheiro da comida favorita deles. A empresa chamada “Fargginay” lançou esse perfume em 2011, será que seria para ajudar os canadenses a namorar mais?

6- 9 milhões de toneladas de suínos para alimentar só os norte americanos

Um porco saudável de 100 quilos produz cerca de 10 quilos de bacon. Só nos EUA, são produzidos mais de 900.000 toneladas de bacon por ano. O que significa que precisam abater 90.000 animais para chefarem a esta produção. Setenta por cento dele é consumido no café da manhã.

9 milhões de toneladas de suínos só para os norte americanos

7- Temos bacon artesanal no Brasil

Nós brasileiros temos sim uma autoridade quando o assunto é bacon!

Henry Rolin, que criou uma versão redonda do produto, ideal para hambúrgueres, iniciou seu negócio de massas e molhos italianos em 2016 em Cotia, a Famiglia Artigianale, mas, depois de montar uma mini-fábrica em casa e pesquisar tendências, começou a investir em criações exclusivas com o bacon, sempre divulgando tudo pelas redes sociais.

Foi aí que nasceu a FA Defumados e o mito do bacon, que hoje é acompanhado por 56 mil seguidores no Instagram e vende bacon artesanal até pela internet, além de fornecer para restaurantes e hamburguerias.

Outras empresas especializadas em produzir o tão querido bacon como se fazia antigamente: Cold Smoke, Cacciattore Salumeria, A Table Charcutaria, e muitas outras. Rola até você fazer um curso e aprender a fazer seu próprio bacon com a Curato.

Bacon brasileiro

8- Bacon também é remédio

De acordo com um estudo da universidade de Massachusetts, o bacon pode ser utilizado para remover larvas de mosca-varejeira, que causam infecções de pele, as famosas bicheiras. Basta aplicar por pelo menos 3 horas uma fatia de bacon na área afetada.

dia do bacon

Além das curiosidades sobre bacon, conheça também a história do bacon que contamos nessa matéria.

BACON DAY ou DIA DO BACON: conheça a história e a ascensão do bacon como um dos ingredientes mais consumidos do mundo

oferecimento

Toucinho defumado, barriga de porco, lombo defumado e até tofu, maaaasss…quando comemoramos o Bacon Day ou Dia do Bacon?

Já que estamos chegando perto do dia escolhido para comemorar o nascimento desse ingrediente, nada mais justo do que conhecermos a história para aquecer os motores da nossa comemoração.

Afinal, você sabe como nasceu o bacon? Você sabia que existe o bacon day ou dia do bacon?

dia do bacon

Podemos considerar que a história do bacon começa com a domesticação dos porcos. A origem do cultivo é datada na China em 4.900a.C e também na Europa por volta de 1500 a.C, eles curavam barriga de porco com sal, criando uma forma inicial desse ingrediente.

Especula-se que os romanos e gregos aprenderam a produzir e curar bacon por meio de conquistas no Oriente Médio. Os romanos melhoraram a criação de porcos e espalharam a produção de suínos por todo o império.

É importante falar que a popularização e domesticação dos porcos aconteceu com os chineses também, apesar de que recentemente foram registrados o consumo do porco há 10mil anos atrás:

Durante a Idade Média, a palavra BACON (ou bacoun) era usada para descrever o porco como um todo.

Apesar de associarmos sua origem como alimento aos Estados Unidos ou Inglaterra, foram os alemães da época medieval que utilizavam o termo “bak” para se referirem ao corte das costas do animal.

Os franceses, que também adotaram a palavra em seu vocabulário, acabaram levando-a para a Inglaterra por intermédio da nobreza.

Mas foi somente no século XVII que os ingleses aprimoraram o método que usado até hoje para se produzir nosso venerado: carne do porco desidratada com sal de cura e defumada.

dia do bacon

A receita foi até registrada pela Oxford Company to Food, ou seja, apesar de não ser uma invenção inglesa, ela acabou ganhando o crédito e toda a patente da terra da rainha.

Mas afinal, o que é bacon?

É um corte de carne de porco, geralmente da barriga ou de outras partes menos gordurosas curada com sal de cura e temperos e posteriormente defumada. A ideia inicial era fazer a preservação da carne, já que não havia geladeira nessa época.

Mesmo sendo possível fazer o processo de cura e defumação em carnes de outros animais e até usar tofu para dar o mesmo efeito, consideramos bacon apenas aquilo que vem do porco.

Basicamente para ser denominado dessa forma a barriga do porco deve passar pela cura de sal e temperos por alguns dias e para depois ser defumado de verdade.

No mundo moderno as indústrias não fazem esse processo como antigamente.

O uso de injeções de produtos para fazer a cura da carne quase que instantaneamente, o uso de aromatizantes como fumaça líquida e em pó para dar o sabor do defumado, acabam dando uma característica industrial ao produto, que por outro lado barateiam o custo e encurtam o tempo de produção.

Quando obtemos o ingrediente da forma tradicional ele fica muito mais saboroso, podendo até comê-lo direto do pacote, pois a carne já foi cozida e está super saborosa.

O bacon está nos hambúrgueres, em sanduíches, em pratos refinados, sobremesas e até estampado em artigos como camisetas e bonés, mas nem sempre foi tão amado assim.

Na década de 1980 o bacon que fazia parte do famoso estilo de vida americano e era muito consumido no café da manhã e vendido na parte de varejo, enfrentou resistência.

Nessa época as evidências de que gordura saturada e colesterol eram as causas de problemas no coração, obesidade e câncer começaram a assustar a população.

Comer gordura magra virou moda, refrigerantes diet ganharam o mercado, a margarina substituiu a manteiga e embalagens de alimentos passaram a estampar em seus rótulos as palavras “fat free”.

O bacon, cuja carne é dois terços composta de gordura, foi condenado.

dia do bacon

Com pilhas de carnes de porco congeladas e estocadas, o governo americano passou a vender o produto por preços bem mais baixos para a União Soviética e países africanos.

Foi só a partir de 1990 que os produtores de carne de porco começaram a cobrar o governo por alternativas para solucionar aquela desvalorização.

O plano era então posicionar o bacon como um “intensificador de sabor” para tentar ganhar os consumidores novamente.

Colocar uma única tira de bacon nas receitas dos fast-foods começou a virar febre.

McDonald´s e Burger King desde então estavam focando sua produção em hambúrgueres de carne magra devido à herança da tendência low fat.

O fast-food Hardee’s, hoje sem muita força nos Estados Unidos e desconhecido por brasileiros, foi o primeiro a acrescentar o bacon em seu cardápio.

Em 1992 a Frisco Burger lançou sua primeira linha de lanches com bacon, mas não foi bem aceito, até porque a fritura ainda causava muita sujeira e fumaça.

A solução dos produtores foi inteligente: vendê-lo pré-cozido.

Com o problema resolvido, a indústria do bacon inciou o lobby para convencer grandes companhias de food service a colocá-lo no cardápio.

Empadas, bolinhas e até tirinhas de bacon tentaram substituir as batatas fritas, mas o que pegou mesmo foi o acréscimo nos burgers.

Bacon Double Cheeseburger são vendidos até hoje por McDonald’s e Burger Kings em todo o mundo.

dia do bacon

Em 2000, quando o bacon já estava estabelecido como ingrediente queridinho em lojas de fast-food, ele foi inserido em receitas de chefs renomados como Mario Batali e David Chang.

Foi no auge da sua história que o bacon ganhou um dia só pra ele, na cidade de Craig em Massachusetts.

Ele sempre é comemorado no sábado antes do Labour Day dos Estados Unidos, o feriado do dia do trabalho lá, que acontece na primeira segunda-feira do mês de setembro.

Em várias cidades do país, as pessoas comemoram com feiras e eventos onde só podem ser servidos pratos de comida que levem bacon em suas receitas.

Não demorou muito para que ele virasse meme na internet, acabasse em camisetas “I love bacon”, além de ser tema de livros, sites e até um programa de TV chamado United States of Bacon.

Tem até lojas que vendem tudo de bacon, dá uma conferida nessas: Bacon Freek e Bacon Scouts

As vendas crescem mundialmente e o ingrediente faz parte dos mais food porns por aí!

Hoje com a tendência da comida artesanal e a valorização do porco, o bacon também está ganhando espaço no mercado em suas versões artesanais e feitos à moda antiga. Já não é difícil empresas pequenas e especializadas em charcutaria e defumação fazerem o próprio bacon pra vender.

Até hamburguerias têm seu próprio bacon artesanal para servir com hambúrguer ou em porções onde o bacon é o ingrediente principal.

Curtiu esse post? Comente o que achou e não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades e em mais conteúdo! Se quiser artigos relacionados a esta matéria, clique aqui.

Receita: Hambúrguer com bacon crocante e cebola caramelizada

oferecimento

Que tal um belo hambúrguer com bacon crocante e cebola caramelizada para você fazer na sua casa ou até para ter esse clássico no cardápio da sua hamburgueria?

Receita hambúrguer bacon crocante e cebola caramelizada

Então vamos parar de papo, pega seu papel e caneta e anota todas as dicas que o The Big Boss, Marcos Vigorito, trouxe para gente!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Confira o passo a passo:

Ingredientes:

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Pão brioche, usamos sempre os da Casa Victoriana Pães
  • Queijo de sua preferência, aqui usamos chedddar natural
  • Bacon FA Defumados 
  • Cebola caramelizada, a receita você encontra aqui

Modo de fazer:

1- Antes de mais nadapré-aqueça a frigideira ou a chapa em fogo médio, não pode estar muito quente, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar devagar, tem que ter paciência

1- Antes de mais nadapré-aqueça a frigideira ou a chapa em fogo médio, não pode estar muito quente, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar devagar, tem que ter paciência

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado. Assim que estiverem prontos, reserve.

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado. Assim que estiverem prontos, reserve.

3- Unte seu blend com manteiga clarificada

3- Unte seu blend com manteiga clarificada

4- Tempere com sal e pimenta a gosto

4- Tempere com sal e pimenta a gosto

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor

6- Não se esqueça de temperar o outro lado também

6- Não se esqueça de temperar o outro lado também

7- Depois de 2min30s, viramos o burger. O tempo na chapa vai depender da preferência do ponto.

7- Depois de 2min30s, viramos o burger. O tempo na chapa vai depender da preferência do ponto.

8- Hora de colocar o queijo para derreter

8- Hora de colocar o queijo para derreter

9- Enquanto o queijo derrete, aqueça sua cebola caramelizada. Seja generoso na quantidade

9- Enquanto o queijo derrete, aqueça sua cebola caramelizada. Seja generoso na quantidade

10- Burger pronto, junte com o bacon crocante e a cebola

11- Não esqueça de selar seus pãezinhos

11- Não esqueça de selar seus pãezinhos

12- Monte tudo e finalize seu burger

12- Monte tudo e finalize seu burger

Não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades.

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

oferecimento

E lá se foram 5 longos meses de isolamento social no Brasil causados pelo combate ao Novo Corona Vírus (Covid-19) nos quais impactos sociais, culturais e econômicos, inevitavelmente foram sentidos e o drive-in que já fez muito sucesso nos anos cinquenta ressurge nesse novo normal.

Dentro do mercado gastronômico, por exemplo, os estabelecimentos passaram a entender os serviços de delivery como uma alternativa essencial para manter seus negócios ativos.

Em nichos como o do entretenimento, ambientes com pouca circulação de ar foram fechados. Salas de cinema ao redor do mundo se viram obrigadas a encerrar suas atividades e só depois da recente flexibilização da quarentena puderam pensar em planos para suas retomadas.

A saída para este cenário tem sido o retorno dos drive-in’s. Muito populares nos Estados Unidos nas décadas de 50, 60 e 70, os filmes exibidos nos telões em ambientes abertos para telespectadores assistirem dentro dos carros, evita a proximidade e o contato entre pessoas desconhecidas.

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

É claro que nessa retomada cultural, alguns sistemas de adequações foram pensados para o conforto de todo mundo que resolver dar uma saidinha para esfriar a cabeça nesse momento tão tenso.

Os espaços podem contar com bombonieres e food trucks dos mais variados estilos que estão entrando na parceria e vendendo seus produtos para completar a experiência.

Como não poderia ser diferente, hamburguerias não ficaram de fora e vem dando um show nas chapas. A seguir confira algumas que oferecem seus serviços em drive-in´s em diferentes cantos do Brasil:

Cadillac BBQ, Mooca – São Paulo

O estacionamento ao lado do Cadillac BBQ, na casa dedicada a defumados do mesmo dono da hamburgueria Cadillac Burger, ganhou uma nova função. Às sextas e sábados, quem parar o carro ali e abrir o vidro, pode fazer seu pedido e curtir som embalado por música ao vivo.

O cardápio especial para o drive-in mistura receitas dos dois estabelecimentos. Tem taco recheado de brisket (R$ 21,00 o trio), sanduíche de copa de lombo defumada (R$ 30,00 com fritas) e smash burger´s em três versões: cheeseburger (R$ 14,00), cheese salada (R$ 15,00) e original (R$ 16,00).

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Cadillac Burger (@cadillacburger) em


Tá Doido Burger, Aeroporto de Brasília

Estacionado no Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, o Festival Drive-in virou o point da quarentena. Com uma programação de filmes e apresentações musicais, o evento inovou no formato, até na hora de pedir os quitutes para acompanhar o filminho.

Aproveitando o sucesso, o grupo Geléia decidiu implementar uma nova operação dentro do drive-in. A novidade é um contêiner com cardápio digital, em que os comensais vão poder conferir as delícias por um QR (disponibilizado na entrada) e o lanche será levado até o carro.

No menu, queridinhos como o original burger, feito com pão australiano, blend de fraldinha e costela, queijo cheddar, cebola caramelizada, maionese caseira e bacon crispy (R$ 25); o cheese bacon, que leva pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato mais tradicional maionese caseira e muito bacon crispy (R$ 24); e o brasiliense, que tem pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato e cheddar, cebola roxa, alface, tomate e maionese caseira (R$ 26).

A famosa batata da marca também não poderia faltar. No festival, ela sai a R$ 13.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Burger | R$ 10 (@tadoidoburger) em


Geléia no Festival Drive-In: Estacionamento B do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek. De 23 de junho a 23 de agosto de 2020. Ingressos a partir de R$ 60,00 (por carro) no site.

Receita: Smash burger com american cheese, farofa de bacon e picles

oferecimento

Em mais uma saga de receitas do Guia do Hambúrguer, a bola da vez é ensinar mais uma variação de receita de smash burger, dessa vez acompanhado de american cheese, picles e farofa de bacon.

Receita: Smash burger com american cheese, farofa de bacon e picles

Para quem não conhece, o smash é uma técnica americana de prensar a carne na chapa para fazer com que aquela crostinha da reação de Maillard fique mais evidente e consequentemente dê mais sabor ao conjunto. Confira a receita de smash burger básica aqui.

Chega de papo e vamos para a receita?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em



Confira o passo a passo:

Ingredientes:

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Pão brioche, usamos sempre os da Casa Victoriana Pães
  • Queijo de sua preferência, aqui usamos o original American Cheese da Kraft, mas não vende no Brasil, substitua pelo processado
  • Farofa de bacon FA Defumados 
  • Picles Hemmer

Modo de fazer:

1- Unte a sua chapa com manteiga clarificada (receita aqui)

2- Com a chapa bem quente, coloque suas bolinhas de carne e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai ajudar com que ela deslize com mais facilidade na hora de prensar.

3- Esmague seu blend com o utensílio que preferir, pode ser uma prensa ou espátula.

4- Sal e pimenta a gosto.

5- Conte em média 2 minutos na chapa para atingir o ponto de sua preferência e vire seus burgers.

6- Hora de colocar o queijo para derreter.


7- Não se esqueça de chapear/selar seu pão.

8- Enquanto isso, inicie a montagem fazendo uma camada de picles Hemmer.

9- Burger no ponto correto, coloque no pão.

10- Jogue a farofa de bacon por cima, enquanto a outra metade do pão está selando.

11- Finalize com a outra metade do pão e pronto!

12- Agora é só se deliciar! Conte para a gente nos comentários como foi sua experiência com a receita.

Não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades.

Receita: Donut Burger com bacon – hambúrguer dentro donut glaceado

oferecimento

Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

A receita de hoje é especial e cheia de tradição dos nossos amigos norte americanos, que popularizaram a cultura do hambúrguer não só pelo Brasil, mas por todo o mundo. Então pega sua pipoca, ou melhor, aquece sua chapa e “bora” fazer juntos um Donut Burger.

Você já se perguntou de onde absorvemos a influência baseada no consumo norte americano?

Foi na década de 60, durante o período de pós segunda-guerra, que o conceito do “american dream” se popularizou. Coincidentemente, aqui no Brasil, enfrentávamos a Era Vargas, que nos ensinou a cultura de exportação, rapidamente absorvida e muito influenciada pelos Estados Unidos.

Da mesma forma que adotamos a popularização de coisas americanas como cultura, música, moda e comportamento, reproduzimos os hábitos de consumo até hoje. Uma das maiores heranças que carregamos são os fast-foods, muito utilizados por lá em diferentes refeições do dia.

Enquanto por aqui acordamos e comemos aquele pão na chapa com cafezinho, os norte americanos continuam consumindo muito bacon, donuts e cream cheese.

Todo esse contexto casa perfeitamente com a receita de hoje, o Donut Burger. Quem nos ajudou nesta missão? Caio Mudalen, um apaixonado pela cultura americana, idealizador e dono do projeto @dicasdemiamieorlando.

Caio trouxe na mala uma influência bem interessante e desafiou o Big Boss Marcos Vigorito a reproduzir uma receita inusitada de Donut Burger do @teakneighborhoodgrill, uma das hamburguerias preferidas do nosso convidado. Sem mais delongas, bora colocar a mão na massa:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Ingredientes:

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Donuts tradicional – usamos o da Mister Donuts
  • Queijo de sua preferência, aqui usamos o prato do tipo processado
  • Bacon FA Defumados 

Modo de fazer:

1- Antes de mais nada, com a chapa em fogo médio, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar com cuidado. Quanto mais quente, mais o bacon enrola, então optamos por deixar o fogo médio para as fatias ficarem perfeitas

1- Antes de mais nada, com a chapa quente, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

3- Assim que estiverem prontos, reserve

3- Assim que estiverem prontos, reserve - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

4- Unte sua chapa com manteiga clarificada

4- Unte sua chapa com manteiga clarificada - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor e ajudar para que a carne não grude no utensílio quando for esmagada.

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor e ajudar para que a carne não grude no utensílio quando for esmagada - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

6- Esmague sua bolinha de carne com o utensílio que preferir, pode ser uma prensa, espátula e até as mãos, sempre tomando o cuidado para não se queimar

6- Esmague sua bolinha de carne com o utensílio que preferir, pode ser uma prensa,  espátula e até as mãos - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

7- Tempere com sal e pimenta à gosto

Tempere com sal e pimenta à gosto - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

8- O ponto aqui depende do gosto de cada um, aguarde o momento correto e vire seu burger

8- O ponto aqui depende do gosto de cada um, aguarde o momento correto e vire seu burger - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

9- Hora de colocar o queijo e abafar até derreter

9- Hora de colocar o queijo e abafar até derreter - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

10- Deixe o burger descansar por alguns minutinhos

10- Deixe o burger descansar por alguns minutinhos - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

11- Enquanto isso chapeie seu donuts , isso vai selar e evitar que a suculência da carne não interfira na fofura da massa

11- Enquanto isso chapeie seu donuts, isso vai selar e evitar que a suculência da carne não interfira na fofura da massa Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

12- A dica aqui é: monte seu burger com os donuts virados para dentro, assim você não suja tanto suas mãos na hora de comer e aproveita todo o sabor adocicado do produto

12- A dica aqui é: monte seu burger com os donuts virados para dentro, assim você não suja tanto suas mãos na hora de comer e aproveita todo o sabor adocicado do produto Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

13- Tudo pronto é hora de se deliciar

13- Tudo pronto é hora de se deliciar - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

Não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer no Instagram e ficar ligado nas novidades.

Smart Burger – Campesina, Osasco – SP

oferecimento

Acompanhamos a Smart Burger desde que eles fizeram as primeiras mudanças de cardápio e começaram a modernizar as casas e os hambúrgueres, dá uma olhada na matéria que fizemos logo que conhecemos veja aqui.

O trabalho incansável de melhorias e criações da casa surpreende pelo pouco tempo que tudo aconteceu, até inauguraram uma loja conceito em São Paulo no bairro do Jaguaré.

As raízes da Smart Burger estão em Osasco. Mas dessa vez fomos avaliar a segunda casa da marca e considerada como loja modelo.

Chegamos e sentamos, havia um movimento bom para um almoço de sexta-feira.

fachada-smart-burger-sao-paulo

interior-smart-burger-sao-paulo

O cardápio é focado nas receitas especiais da casa. São doze opções entre o hambúrguer de 180g, o de 90g, hambúrguer de frango, de costelinha suína e até de grão de bico.

Quem quiser montar seu próprio hambúrguer pode escolher o tipo, tamanho e acompanhamentos.

Para as entradas são seis opções que vão desde as fritas tradicionais onduladas até os mini burgers.
cardapio-smart-burger-sao-paulo

cardapio-smart-burger-sao-paulo

Pedimos as fritas Cordel, batatas onduladas, molho de requeijão e cupim assado por R$ 24,80.

Elas foram as primeiras a chegar. Vêm servidas em uma panelinha e são suficientes para duas pessoas.

fritas-smart-burger-sao-paulo

Estavam que macias por dentro e crocantes por fora, preparadas corretamente.

O que dá personalidade à porção é mesmo o molho de requeijão, que estava bem cremoso e o cupim, bem assado e saboroso. Mas a Smart Burger já passou da hora de preparar suas próprias batatas artesanais, estrutura não falta.

Nosso hambúrguer preferido na casa é o Pansexy, hambúrguer, pancetta picante, maionese de wasabi e salada verde com um toque oriental por R$ 28,40.

Como a missão era avaliar, preferimos seguir na linha dos tradicionais dessa vez. Quem acerta no básico, tem mais chances de acertar no ousado.

Nosso pedido foi o Original, hambúrguer bovino, molho original, queijo, cebola roxa crua e alface por R$ 28,60. Adicionamos bacon por mais R$ 5,20.

Não demorou muito para o hambúrguer chegar, apesar da casa estar bem movimentada.

Veio servido em uma tábua de madeira personalizada e com um palito para sustentar a montagem, que estava boa, mas não foi a mais bonita que vimos da casa.

original-burger-smart-burger-sao-paulo

original-burger-smart-burger-sao-paulo

Depois da primeira mordida, vimos que acertaram no ponto. A carne estava bem rosada e suculenta por dentro, como pedimos.

O sabor era bom, só achamos o disco de carne um pouco compacto, ele poderia ser mais macio.

A textura da carne estava boa, e quando provada separadamente faltava um pouco de sal.

original-burger-smart-burger-sao-paulo

A alface e cebola crua estavam bem frescas e combinaram demais com o molho original, que é nitidamente inspirado na rede de fast food do palhaço.

O pão também estava muito bom, selado, macio e bonito. Seu sabor levemente adocicado foi muito bem com o hambúrguer.

O bacon, mesmo vindo por baixo da carne se manteve crocante, gostoso e esteve presente em todas as mordidas.

A Smart Burger conseguiu entregar um ótimo produto com pouquíssimos erros.

Sabemos que isso é o que o cliente receberá.

Nossas avaliações são feitas ocultamente justamente por isso, queremos comer o mesmo hambúrguer que vocês, nossos leitores.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • Hambúrguer4 estrelas
  • Maionese3 estrelas
  • Porção2 estrelas
  • Atendimento3 estrelas
  • Espera Nenhuma
  • Cheese BurgerR$ 22,80
  • Hambúrguer VegetarianoSim
  • preçode R$ 30 a R$ 40 (de R$ 30 a R$ 40)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Smart Burger

Av.Dr.Cândido Motta Filho, 186 – Cidade São Francisco
São Paulo – SP
(11) 3698-5858
Delivery: Sim