Underdog – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

O Underdog não é uma hamburgueria. Aliás, eles não gostam de ser chamados de hamburgueria, a ideia lá é ser uma casa de parrilla e carnes assadas na lenha.

Como eles mesmo dizem, hambúrguer também é carne e por mais que relutem sobre rankings ou qualquer tipo de classificação e crítica, nós fomos para avaliar, custe o que custar.

Por outro lado, sabemos que todo mundo que trabalha em uma cozinha fica feliz por ter seu trabalho reconhecido e no Underdog não seria diferente. Cozinhar é um ato de fazer o outro feliz.

Muito famoso pelas polêmicas nas redes sociais e pelas placas “mal educadas”, o parrilleiro Santi Roig começou com uma casa minúscula, pouquíssimos lugares no balcão. Foi assim que visitamos a primeira vez, veja nossa avaliação anterior.

Balcão Underdog original - Underdog

Agora, a casa ampliou, tem um salão espaçoso na casa ao lado e até um espaço externo onde tem uma segunda parrilla. Lugar agrádavel e descolado, sem muitas formalidades.

Ampliação na casa ao lado - Underdog

O ambiente interno é meio sombrio e bem diferente, gostamos disso – é personalidade.

Ambiente - Underdog

Nas paredes rola até uma cabeça de veado, então não é um bom lugar para levar pessoas que se impressionam por pouco.

Ambiente - Underdog

Formalidades não são o ponto forte da casa. Já na entrada eles exibem uma destas placas cheias de regra, mas que nós levamos para o lado do humor.

Avisos e regras da casa - Underdog

Fomos até o fundo para fotografar a segunda parrilla. É de lá que saem todas as carnes, exceto os hambúrgueres que são feitso exclusivamente na parrilla que fica na casa ao lado.

Parrilleiros trabalhando, só escutam o fogo - Underdog

Muito prazer, esse é Santi Roig, parece que ele não gostou das fotos:

Cara de mau, só a cara mesmo- Underdog

A real é que o Underdog é uma boa pedida para quem procura uma comida autoral e um ambiente descontraído. É por isso que o cliente não escolhe o ponto da carne, nem mesmo do hambúrguer. Se você é do time #tacru, melhor nem aparecer por lá ou pedir uns cogumelos.

Os pratos são servidos conforme desenvolvidos e não são apenas para agradar todos os paladares. Isso é legítimo, agradar a todos é o segredo para o fracasso, porque no fim das contas, não agrada ninguém.

Isso faz toda a diferença, assim a casa recebe os clientes que estão interessados no Underdog com sua própria personalidade.

Assim como todos os clientes, esperamos aproximadamente 1h na fila, correndo o risco de não conseguirmos entrar antes da cozinha fechar. Deu tudo certo.

Antes de entrar no cardápio, divirta-se com algumas das polêmicas das redes sociais, eles fazem questão de imprimir no verso do cardápio:

Curiosidades - Underdog

O cardápio em si ;e muito simples e ocupa uma página. É fácil escolher, para entradas pedimos uma porção de fritas por R$ 16. Precisa ser avaliada. E também o mix de cogumelos por R$ 42, que já provamos antes.

Cardápio - Underdog

Fomos avisados que as fritas demorariam, por volta de 30 minutos e os burgers poderiam chegar antes. Topamos.

Primeiro mesmo chegou o mix de cogumelos. Servido em um prato branco de louça, cogumelos no centro do prato rodeados de fatias de pão francês.

Mix de cogumelos assados na parrilla - Underdog

A apresentação não é o forte, mas o sabor, esse sim é demais. Cogumelos com gosto de churrasco e temperados com molho chimichanga da casa. Vale cada centavo.

Não sobrou nada daqui - Underdog

As fritas chegaram antes dos burgers. Porção serve 2 pessoas. Só de bater o olho, percebemos que estavam oleosas. Experimentamos e estavam super quentes. Mas não estavam legais. Apesar de terem gosto de batatas e parecessem ser artesanais, não foram bem executadas.

Fritas da casa - Underdog

A maionese que vem à parte estava gostosa e cremosa. Tinha um toque de alho na medida, sem sobrecarregar o sabor.

Fritas de perto - Underdog

Um tempo depois, chegaram os burgers. Servidos em uma tábua de madeira, logo que você pede, não há o direito de escolha do ponto. Isso é importante frisar, os burgers são servidos ponto do parrilleiro, traduzindo “ao ponto para mal passado”.

Hambúrgueres na tábua - Underdog

Vamos começar com algumas explicações. Já sentamos no balcão em frente à parrilla e observamos como o parrilleiro de hambúrguer trabalha. Todos os burgers do Underdog são congelados, pois é isso mesmo que vocês estão lendo. O que eles alegam é que a alta temperatura da parrilla poderia “queimar” o hambúrguer e por isso colocam os burgers na parte mais fria da parrilla, mais longe do calor e depois levam o disco de carne à parte mais quente.

Teoricamente seria o procedimento mais errado possível, mas que no fim das contas dá certo por lá. Um dia testaremos nas mesmas condições e contamos o resultado a vocês. E o que importa numa avaliação é o resultado.

O hambúrguer é alto, pedimos um cheese bacon que saiu por R$ 29 e outro com queijo prato, sour cream e picles que ficou R$ 32. Ambos estavam no mesmo padrão, tanto de ponto como de montagem.

Hambúrguer, queijo prato, sour cream e picles- Underdog

Usam o pão de hambúrguer tradicional e já mandam maionese à parte. Desde a primeira mordida já sentimos o sabor de churrasco, evidente e delicioso.

Cheesebacon - Underdog

O ponto estava perfeito, bem vermelho, selado por fora e bem suculento por dentro. Experimentamos a carne separadamente, só sentimos falta de um pouco de sal, o que não aconteceu dentro do hambúrguer porque o bacon completava.

Cheesebacon pronto para ser devorado - Underdog

A textura da carne pareceu um pouco mais compacta do que deveria, mas sinceramente, não atrapalhou e provavelmente é devido ao congelamento.

O pão estava macio e gostoso, suportou bem o hambúrguer suculento até o final. E estava levemente selado.

Um ponto que chama a atenção é a temperatura do hambúrguer, vem super quente e isso é um ponto muito positivo. O hambúrguer, apesar de estar vermelho dentro, vem totalmente quente, a gordura do blend derreteu e se misturou à carne. Fazendo um hambúrguer muito suculento.

Ponto da carne - Underdog

O Underdog é menos under do que a pessoas imaginam. Desta vez, o atendimento foi super solicito e educado. Fomos muito bem tratados, nÃo tivemos do que reclamar.

O fato é que a casa é lotada de placas e “regras” do parrilleiro, mas nada demais. No fundo no fundo, o Santiago é um puta cara legal e com personalidade – essa é a nossa opinião. Dificilmente uma pessoa que cozinha tão bem e tem prazer no que faz pode ser uma má pessoa.

E se você curte um churrasco e um hambúrguer autoral, não pode perder a oportunidade de conhecer o Underdog. Ah, o “hostess” da casa é o Jão do Ratos de Porão – sócio da casa.

Avaliação do Guia do Hambúrguer

    • hambúrguer3 estrelas
    • maionese2 estrelas
    • porção2 estrelas
    • atendimento3 estrelas
    • espera mais de 1h
    • cheese burgerR$ 24,00
    • preçoacima de R$ 50,00 (acima de R$ 50,00 por pessoa)

As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Underdog

R. João Moura, 541 – Pinheiros
São Paulo, SP
Telefone não tem
delivery não