Arquivo da Tag: são paulo

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

oferecimento

E lá se foram 5 longos meses de isolamento social no Brasil causados pelo combate ao Novo Corona Vírus (Covid-19) nos quais impactos sociais, culturais e econômicos, inevitavelmente foram sentidos e o drive-in que já fez muito sucesso nos anos cinquenta ressurge nesse novo normal.

Dentro do mercado gastronômico, por exemplo, os estabelecimentos passaram a entender os serviços de delivery como uma alternativa essencial para manter seus negócios ativos.

Em nichos como o do entretenimento, ambientes com pouca circulação de ar foram fechados. Salas de cinema ao redor do mundo se viram obrigadas a encerrar suas atividades e só depois da recente flexibilização da quarentena puderam pensar em planos para suas retomadas.

A saída para este cenário tem sido o retorno dos drive-in’s. Muito populares nos Estados Unidos nas décadas de 50, 60 e 70, os filmes exibidos nos telões em ambientes abertos para telespectadores assistirem dentro dos carros, evita a proximidade e o contato entre pessoas desconhecidas.

Hambúrguer e drive-in: a combinação que conquistou a rotina dos brasileiros na quarentena

É claro que nessa retomada cultural, alguns sistemas de adequações foram pensados para o conforto de todo mundo que resolver dar uma saidinha para esfriar a cabeça nesse momento tão tenso.

Os espaços podem contar com bombonieres e food trucks dos mais variados estilos que estão entrando na parceria e vendendo seus produtos para completar a experiência.

Como não poderia ser diferente, hamburguerias não ficaram de fora e vem dando um show nas chapas. A seguir confira algumas que oferecem seus serviços em drive-in´s em diferentes cantos do Brasil:

Cadillac BBQ, Mooca – São Paulo

O estacionamento ao lado do Cadillac BBQ, na casa dedicada a defumados do mesmo dono da hamburgueria Cadillac Burger, ganhou uma nova função. Às sextas e sábados, quem parar o carro ali e abrir o vidro, pode fazer seu pedido e curtir som embalado por música ao vivo.

O cardápio especial para o drive-in mistura receitas dos dois estabelecimentos. Tem taco recheado de brisket (R$ 21,00 o trio), sanduíche de copa de lombo defumada (R$ 30,00 com fritas) e smash burger´s em três versões: cheeseburger (R$ 14,00), cheese salada (R$ 15,00) e original (R$ 16,00).

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Cadillac Burger (@cadillacburger) em


Tá Doido Burger, Aeroporto de Brasília

Estacionado no Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek, o Festival Drive-in virou o point da quarentena. Com uma programação de filmes e apresentações musicais, o evento inovou no formato, até na hora de pedir os quitutes para acompanhar o filminho.

Aproveitando o sucesso, o grupo Geléia decidiu implementar uma nova operação dentro do drive-in. A novidade é um contêiner com cardápio digital, em que os comensais vão poder conferir as delícias por um QR (disponibilizado na entrada) e o lanche será levado até o carro.

No menu, queridinhos como o original burger, feito com pão australiano, blend de fraldinha e costela, queijo cheddar, cebola caramelizada, maionese caseira e bacon crispy (R$ 25); o cheese bacon, que leva pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato mais tradicional maionese caseira e muito bacon crispy (R$ 24); e o brasiliense, que tem pão branco artesanal, blend de fraldinha e costela, queijo prato e cheddar, cebola roxa, alface, tomate e maionese caseira (R$ 26).

A famosa batata da marca também não poderia faltar. No festival, ela sai a R$ 13.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Burger | R$ 10 (@tadoidoburger) em


Geléia no Festival Drive-In: Estacionamento B do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek. De 23 de junho a 23 de agosto de 2020. Ingressos a partir de R$ 60,00 (por carro) no site.

Verdade ou Mito: receita de cebola caramelizada com ou sem açúcar

oferecimento

Fala galera, hoje o nosso Big Boss, Marcos Vigorito, do Guia do Hambúrguer apresenta mais um VERDADE ou MITO do mundo dos burgers e hoje é sobre cebola caramelizada.

Nesta edição, vamos desvendar o mistério: cebola caramelizada leva ou não açúcar?

Essa velha polêmica divide opiniões por aí e até hoje é muito discutida, mas a verdade é que a cebola já tem seu açúcar natural (cerca de 5%) e o processo de caramelização vai acontecer de um jeito ou de outro, acrescentar qualquer ingrediente só acelera o processo e intensifica a doçura do produto.

Sabendo disso, para esse teste vamos reproduzir duas receitas com as mesmas quantidades, uma utilizando açúcar e a outra não.

No final, comparamos os resultados e soltamos o veredito.

Mais um MITO desvendado pelo nosso especialista e perito dos hambúrgueres. Para concluir o vídeo do teste na íntegra clique abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Receita de cebola caramelizada sem açúcar

Ingredientes

  • 1kg de cebola
  • 60g de manteiga, o equivalente a 4 colheres de sopa

Modo de fazer

  • Corte a cebola em meia lua com aproximadamente 3 milímetros de espessura

  • Derreta a manteiga em uma panela larga e pré-aquecida em fogo baixo

  • Coloque a cebola aos poucos, assim que a manteiga tiver derretida

  • O processo demanda um pouco de atenção para não queimar o fundo da panela, então sempre mexa e adicione aos poucos a cebola no fogo médio para baixo

  • Depois de aproximadamente 55min, a cebola já fica com uma textura crocante, levemente adocicada e com uma coloração marrom

  • Quanto maior o tempo dela no fogo, mais escura e mole a cebola tende a ficar

Resultado de rendimento final foi: 628g de 1kg = 62% de rendimento

Receita de cebola caramelizada com açúcar

Ingredientes:

  • 1kg de cebola
  • 60g de manteiga, o equivalente a 4 colheres de sopa
  • 30g de açúcar mascavo

Modo de fazer:

  • Corte a cebola em meia lua com aproximadamente 3 milímetros de espessura

  • Derreta a manteiga em uma panela larga e pré-aquecida em fogo baixo

  • Coloque a cebola aos poucos, assim que a manteiga tiver derretida

  • Depois de 10min aproximadamente, a cebola começa a entrar em seu processo natural de caramelização, é aqui que devemos entrar com o açúcar

  • 35min depois ela já está no mesmo ponto da cebola caramelizada sem açúcar

Diferença é que ela fica mais adocicada


Resultado de rendimento final foi: 609g de 1kg = 60% de rendimento

SEM AÇÚCAR COM AÇÚCAR
Início 1kg 1kg
Fim 628g = 62% de rendimento 609g = 60% de rendimento

Concluímos então que a afirmação: a cebola caramelizada não vai açúcar é um MITO. Porque a cebola naturalmente contém aproximadamente 5% de açúcares naturais que são caramelizados quando levados ao fogo.

Adicionar açúcar mascavo, refinado ou qualquer outro tipo intensifica o processo de caremelização e também o sabor adocicado

A receita original vem lá da sopa de cebola da culinária francesa que tem como base justamente as cebolas caramelizadas e o caldo de carne.

Hoje, ela é usada em muitos outros pratos e de diversas formas, nas mais diferentes versões, desde a básica usando apenas cebola, manteiga e muita paciência como fizemos até as versões mais incrementadas e exóticas.

O principal a se entender sobre o seu preparo é que não existem regras. O sabor característico do alimento é naturalmente mais adocicado, dando notas de castanha ao hambúrguer e somando na cremosidade do conjunto.

Harmonizamos a cebola caramelizada com bacon (salgado), queijos mais fortes e salgados, rúcula, tomate e outros.

A escolha de qual técnica ou ingredientes usar tornará sua receita de cebola caramelizada única, não se prenda e faça do jeito que achar mais gostoso.

Hábitos para a flexibilização durante a pandemia: como estar seguro nas hamburguerias pós coronavírus?

oferecimento

Restaurantes, bares e hamburguerias pós coronavírus que superaram a pior fase da crise precisam preocupar-se com o comportamento e como atender seus clientes de maneira segura. Sabemos que será necessária muita adequação intensificando os cuidados, medidas de limpeza e as formas de contato com os clientes, agora que a situação se flexibilizou e suas portas foram reabertas.

Hábitos para a flexibilização durante a pandemia: como estar seguro nas hamburguerias pós coronavírus??

Não podemos negar que vivemos tempos difíceis e desde que a quarentena começou os estabelecimentos ficaram impedidos de trabalhar de maneira normal e foram forçados a se adequar através de novas estratégias de delivery, afinal, “se você não vai até o hambúrguer, o hambúrguer precisa ir até você”.

Impulsionados pelas soluções inovadoras das startups, as hamburguerias que decidiram continuar operando durante esse período, rapidamente puderam remodelar-se com o auxílio da tecnologia e otimizar a logística que facilitou o acesso dos clientes. Quem jamais sonhou em entregar sua comida, rendeu-se à única alternativa para que o negócio se mantivesse por tanto tempo.

Em muitos casos, os estabelecimentos tiveram que baixar suas margens de lucro, em outros, remodelar seus produtos para formatos mais rápidos e baratos, tudo para atender o consumidor cada vez mais conectado e cobrando qualidade.

Vistas como inovadoras, modernas e legais, as hamburguerias agora tem que se moldar a um novo ambiente de negócios com desafios maiores, já que as medidas da quarentena foram flexibilizadas e todos tem a permissão de reabrirem ou não suas casas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Quebrando o Tabu (@quebrandootabu) em

Neste momento, os protocolos de segurança exigem redução da capacidade dos salões para aumentar o distanciamento entre as mesas, utensílios higienizados e embalados individualmente, cardápios plastificados e máscaras para funcionários. Confira quais são os protocolos exigidos para a reabertura e bares e restaurantes em São Paulo:

  • Ocupação máxima de 40% da capacidade do estabelecimento
  • Distância de 2 metros entre as mesas e de 1,5 metro entre as pessoas
  • Máximo de 6 pessoas por mesa
  • Proibição de consumo nas calçadas
  • Atendimento deve ser feito apenas para clientes sentados
  • Uso obrigatório de máscaras por clientes e funcionários no estabelecimento. (Apenas quando estiver sentado em sua mesa, o cliente poderá deixar de utilizar a máscara)
  • Proibir aglomerações
  • Disponibilizar álcool gel para higienização das mãos
  • Barreiras de acrílico devem ser instaladas nos caixas e balcões de alimentos.
  • Temperos e condimentos devem ser fornecidos em sachês
  • Cardápios deverão ser disponibilizados digitalmente ou em quadros na parede
  • Funcionários devem usar máscaras, viseiras de acrílico e luvas
  • Pratos, copos e talheres devem ser higienizados
  • Guardanapos de tecido estão proibidos
  • Ambiente deve ser submetido a um intenso processo de limpeza
  • Funcionários que apresentarem sintomas de síndrome gripal devem ser testados
  • Apoio a colaboradores com dependentes no período em que creches e escolas estiverem fechadas

Para 79% dos brasileiros a sensação de higiene e limpeza será o principal fator para decidir onde comer daqui pra frente, de acordo com a pesquisa “Impactos da Covid-19 no consumo de Foodservice”, feita pela Food Consulting em abril.

Algumas alternativas usadas em países da Europa, como luvas para comer, podem ser implantadas nas hamburguerias pós coronavírus para aumentar a credibilidade higiênica dos estabelecimentos, mas os donos temem um estranhamento do público já que esse costume acaba com a parte sensorial da experiência de se saborear um bom burger. Mesmo sabendo que em alguns lugares do Brasil isso já é difundido, os hambúrgueres foram feitos para serem comidos com as mãos.

Consultores do ramo concordam que as medidas de segurança vão levar a uma redução natural do público, acompanhada do aumento dos custos, por outro lado a presença digital dos serviços deliverys ainda continua assegurando a sobrevivência de muitas hamburguerias.

Como vai ficar o mercado da alimentação

  • 79% dos consumidores pretendem escolher o restaurante, lanchonete ou bar em função de higiene e limpeza
  • 48% dos brasileiros passaram a cozinhar em casa com mais frequência
  • 16% das pessoas passaram a pedir entrega de comida pronta com mais frequência durante a pandemia

A realidade é que com a reabertura gradual, o comércio vai conseguir ter fôlego para superar essa situação sem mais demissões ou fechamentos definitivos das hamburguerias pós coronavírus. Há algumas que preferiram adiar a reabertura para sentir como estará o mercado antes de expor seus funcionários e o público.

E todos nós sabemos que um hambúrguer feito na hora é insuperável, quentinho, suculento e delicioso. Estamos ansiosos também para voltar as nossas atividades normais da maneira mais segura possível e deixar isso tudo que vivemos pra trás o quanto antes.

Receita: Donut Burger com bacon – hambúrguer dentro donut glaceado

oferecimento

Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

A receita de hoje é especial e cheia de tradição dos nossos amigos norte americanos, que popularizaram a cultura do hambúrguer não só pelo Brasil, mas por todo o mundo. Então pega sua pipoca, ou melhor, aquece sua chapa e “bora” fazer juntos um Donut Burger.

Você já se perguntou de onde absorvemos a influência baseada no consumo norte americano?

Foi na década de 60, durante o período de pós segunda-guerra, que o conceito do “american dream” se popularizou. Coincidentemente, aqui no Brasil, enfrentávamos a Era Vargas, que nos ensinou a cultura de exportação, rapidamente absorvida e muito influenciada pelos Estados Unidos.

Da mesma forma que adotamos a popularização de coisas americanas como cultura, música, moda e comportamento, reproduzimos os hábitos de consumo até hoje. Uma das maiores heranças que carregamos são os fast-foods, muito utilizados por lá em diferentes refeições do dia.

Enquanto por aqui acordamos e comemos aquele pão na chapa com cafezinho, os norte americanos continuam consumindo muito bacon, donuts e cream cheese.

Todo esse contexto casa perfeitamente com a receita de hoje, o Donut Burger. Quem nos ajudou nesta missão? Caio Mudalen, um apaixonado pela cultura americana, idealizador e dono do projeto @dicasdemiamieorlando.

Caio trouxe na mala uma influência bem interessante e desafiou o Big Boss Marcos Vigorito a reproduzir uma receita inusitada de Donut Burger do @teakneighborhoodgrill, uma das hamburguerias preferidas do nosso convidado. Sem mais delongas, bora colocar a mão na massa:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Ingredientes:

  • Blend de sua preferência – tente sempre respeitar a regra dos 20-25% de gordura, costumamos utilizar as carnes da Beef Boutique
  • Donuts tradicional – usamos o da Mister Donuts
  • Queijo de sua preferência, aqui usamos o prato do tipo processado
  • Bacon FA Defumados 

Modo de fazer:

1- Antes de mais nada, com a chapa em fogo médio, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar com cuidado. Quanto mais quente, mais o bacon enrola, então optamos por deixar o fogo médio para as fatias ficarem perfeitas

1- Antes de mais nada, com a chapa quente, deposite suas fatias de bacon e deixe-as caramelizar - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado

2- Antes de ficarem douradas por completo, vire e caramelize o outro lado - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

3- Assim que estiverem prontos, reserve

3- Assim que estiverem prontos, reserve - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

4- Unte sua chapa com manteiga clarificada

4- Unte sua chapa com manteiga clarificada - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor e ajudar para que a carne não grude no utensílio quando for esmagada.

5- Com a chapa bem quente, coloque seu blend e despeje um pouco mais da manteiga clarificada, isso vai agregar mais sabor e ajudar para que a carne não grude no utensílio quando for esmagada - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

6- Esmague sua bolinha de carne com o utensílio que preferir, pode ser uma prensa, espátula e até as mãos, sempre tomando o cuidado para não se queimar

6- Esmague sua bolinha de carne com o utensílio que preferir, pode ser uma prensa,  espátula e até as mãos - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

7- Tempere com sal e pimenta à gosto

Tempere com sal e pimenta à gosto - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

8- O ponto aqui depende do gosto de cada um, aguarde o momento correto e vire seu burger

8- O ponto aqui depende do gosto de cada um, aguarde o momento correto e vire seu burger - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

9- Hora de colocar o queijo e abafar até derreter

9- Hora de colocar o queijo e abafar até derreter - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

10- Deixe o burger descansar por alguns minutinhos

10- Deixe o burger descansar por alguns minutinhos - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

11- Enquanto isso chapeie seu donuts , isso vai selar e evitar que a suculência da carne não interfira na fofura da massa

11- Enquanto isso chapeie seu donuts, isso vai selar e evitar que a suculência da carne não interfira na fofura da massa Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

12- A dica aqui é: monte seu burger com os donuts virados para dentro, assim você não suja tanto suas mãos na hora de comer e aproveita todo o sabor adocicado do produto

12- A dica aqui é: monte seu burger com os donuts virados para dentro, assim você não suja tanto suas mãos na hora de comer e aproveita todo o sabor adocicado do produto Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

13- Tudo pronto é hora de se deliciar

13- Tudo pronto é hora de se deliciar - Receita: Donut Burger com bacon - hambúrguer dentro donut glaceado

Não esqueça de seguir o Guia do Hambúrguer no Instagram e ficar ligado nas novidades.

Receita: Molho de cheddar para seu hambúrguer e batatas fritas

oferecimento

Receita: Molho de cheddar para seu hambúrguer e batatas fritas

A receita de hoje é um verdadeiro coringa na cozinha da sua casa ou hamburgueria: molho de cheddar. Acompanhando uma porção ou no seu burger, o molho de cheddar divide opiniões por aí, carregando verdadeiros amantes e hatters.

Uma coisa é certa, seu modo de preparo é extremamente simples e fácil. Para começar, precisamos deixar claro que esse molho não é o mesmo que muitas pessoas costumam fazer por aí, que tem como base o clássico molho béchamel da culinária francesa que leva farinha.

O objetivo aqui é obter um molho de cheddar gostoso para hambúrguer e seus acompanhamentos e não reaproveitar os princípios de uma receita de um molho usado para massas. Pensando nisso, para simplificar, optamos em usar ingredientes básicos e apenas derivados do leite.

Como é uma receita bem versátil, você pode reaproveitá-la com diferentes blends de queijos e inclusive trocar o leite integral por creme de leite, isso faz com que o produto fique com uma consistência mais aveludada, é só usar a criatividade!

Aqueça a chapa e vamos à receita:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Ingredientes

  • 200ml de leite integral
  • 200g de queijo cheddar processado
  • 15g de manteiga

Modo de fazer

1. Em uma panela adicione o leite e espere ele alcançar o processo de quase fervura

1. Em uma panela adicione o leite e espere ele alcançar o processo de quase fervura

2. Acrescente o queijo aos poucos para ele ir dissolvendo e vá mexendo até tudo se incorporar

2. Acrescente o queijo aos poucos para ele ir dissolvendo e vá mexendo até tudo se incorporar

3. Não se preocupe com a consistência do molho, o cheddar já tem amido suficiente para encorpá-lo sem precisar acrescentar nada que ajude nesse processo

3. Não se preocupe com a consistência do molho, o cheddar já tem amido suficiente para encorpá-lo sem precisar acrescentar nada que ajude nesse processo

4. Uma vez que os ingredientes estiverem bem incorporados, hora de adicionar a manteiga que vai dar brilho para o molho.

4. Uma vez que os ingredientes estiverem bem incorporados, hora de adicionar a manteiga que vai dar brilho para o molho.

5. Desligue o fogo e note que a consistência do creme ainda estará líquida, é assim mesmo, dê alguns minutinhos para que tudo esfrie e fique firme.

5. Desligue o fogo e note que a consistência do creme ainda estará líquida, é assim mesmo, dê alguns minutinhos para que tudo esfrie e fique firme.

6. Creme na medida para ser usado, seja feliz

6. Creme na medida para ser usado, seja feliz

Não esqueça de seguir o @guiadohamburguer nas redes sociais e ficar ligado nas novidades.

Renzo Garibaldi abre a Osso Smash House em São Paulo

oferecimento

Dono de uma história invejável dentro do mundo gastronômico, o renomado açougueiro Renzo Garibaldi, idealizador e proprietário da butique de carne Osso, em Lima, Peru, é o mais novo dono da Osso Smash House, uma hamburgueria delivery em São Paulo.

Renzo começou sua história descobrindo a paixão pela carne e fez disso sua profissão. Depois de rodar o mundo atrás de ensinamentos, em 2013 abriu a Osso Carnicería & Salumeria, em Lima, Peru, um açougue que comercializa cortes de bovinos e suínos criados em pequenas propriedades rurais, somente a pasto, sem antibióticos, sem hormônios e abatidos sem estresse.

Um ano depois inaugurou um espaço com cozinha escondida atrás das vitrines do Osso, com uma mesa de madeira compartilhada, onde oferecia um menu degustação e toda a vontade de fazer com que as pessoas vivenciassem sua filosofia. Assim o açougueiro conseguiu integrar seu restaurante na butique de carnes onde tudo é reaproveitado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por renzo_garibaldi (@renzo_garibaldi) em


O princípio de Renzo é simples: para justificar o abate de um animal, tudo nele tem que ter um propósito. Na Osso, as orelhas viram brinquedos para cachorro e as bochechas toucinho. Outra aposta do açougueiro são os cortes de Wagyu maturados, que inclusive são as únicas peças servidas no restaurante por conta dos benefícios que a técnica trás, como por exemplo, sabor e maciez.

Garibaldi, que integra a lista de 2015 do Latin America´s 50 best restaurants, chegou ao Brasil como sócio do Cór Gastronomia junto com o empresário Alexandre Mora. A parceria deu tão certo, que seus filhos Gustavo e Guilherme Mora resolveram ampliar a parceria com a Osso abrindo uma filial em São Paulo a Osso Smash House, uma hamburgueria especializada em smash burgers usando carne 100% dry aged.

Há algumas semanas, seus idealizadores aqueceram as chapas pela primeira vez em uma dark kitchen, cozinha compartilhada com outros restaurantes visando apenas delivery, pelos arredores de Pinheiros. Dela, saem burgers feitos de carnes maturadas a seco por pelo menos 21 dias, em processo dry aged, mesmo método adotado por Renzo em seus restaurantes.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por renzo_garibaldi (@renzo_garibaldi) em


A casa é especializada em smash burger, aquele conhecido estilo americano de carnes amassadas que acabou ganhando fãs aqui no Brasil. A ideia é simplicidade e preço baixo. Na Osso Smash House você vai encontrar buges entre R$ 14,90 a R$ 19,90 em apenas 4 versões, todos duplos e no pão tradicional com a possibilidade de acompanhar batatas fritas. Lembrando que os pedidos podem ser feito pelo iFood e atendem um raio de 7km. O horário de funcionamento é de domingo à quinta-feira, do 12h até às 23h. Confira o cardápio:

 

Nós recebemos o delivery da Osso Smash House e mostramos tudo em nosso Instagram @guiadohamburguer, então confere lá como são os burgers e o que achamos: Osso Smash Burger

Desafio da caixa misteriosa no Dia Mundial do Hambúrguer, descubra quem venceu esse combate

oferecimento

Desafio da caixa misteriosa no Dia Mundial do Hambúrguer, descubra quem venceu esse combate

Pão, carne, queijo, o acompanhamento da preferência do cliente e o Dia Mundial do Hambúrguer, não há quem não ame essa combinação.

Em tempos de isolamento social, o hambúrguer tornou-se o queridinho dos delivery´s que pousam na mesa dos brasileiros, oferecendo todo conforto que anda em falta nesse momento. A criação dessa receita tão democrática faz aniversário todo 28 de maio e aqui no Guia, é claro, não podíamos deixar passar em branco.

Para celebrar esta data tão importante para todos nós que amamos um bom hambúrguer, lançamos o Desafio da Caixa Misteriosa!

Se você segue a gente nas redes sociais (se não segue, aproveite @guiadohamburguer), notou que no dia 25/05 soltamos as instruções da competição que rolaria ao longo da semana:

O primeiro passo foi estruturar suas regras: escolhemos 4 chef´s que comandam as chapas de hamburguerias renomadas em São Paulo. A caixa continha 3 ingredientes: maçã, açúcar e pastrami. O objetivo? Cada um deles deveria criar uma receita inédita e autoral utilizando obrigatoriamente esses produtos. Claro, preferimos não limitar o blend, pão e outros acompanhamentos.

O prêmio? Nada mais nada menos que o prestígio de celebrarmos uma data tão especial produzindo conteúdo e entretenimento para toda a galera que acompanha o Guia do Hambúrguer e o trabalho dos chef´s:

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


No dia seguinte, divulgamos os nomes de peso que integraram o desafio: Marcelo Campos (@frankcharles1885), Thiago Gil (@burgerhappens), Paulo Yoller (@eatmeats) e Marcos Brito (@all_in_br):

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Controlando a ansiedade, botando a cabeça pra pensar, exercitando a criatividade e mostrando todo o talento hamburgueiro do Brasil, todo mundo estava contando as horas para o resultado final:

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Finalmente no Dia Mundial do Hambúrguer, divulgamos as receitas que os chef´s prepararam para competir:

Thiago Gil (@burgerhappens)

  • Pão brioche
  • Angus britânico 150g
  • Queijo cheedar inglês
  • Pastrami
  • Geléia de pimenta
  • Picles de maçã empanado
  • Maionese da casa

Marcelo Campos (@frankcharles1885)

  • Pão Brioche
  • Blend da casa
  • American cheese (cheedar inglês maturado, cheedar nacional, muçarela, e queijo grana padano) com maça caramelizada no whisky Jim Beam Black
  • Pastrami
  • Maionese de mel trufado

Marcos Brito (@all_in_br)

  • Pão Brioche
  • Chutney de maçã defumada
  • Blend da casa
  • Pastrami
  • Queijo Raclette

Paulo Yoller (@eatmeats)

  • Mostarda com gengibre (ál´Ancienne)
  • Blend da casa 180g (acém, peito e pescoço)
  • Queijo catupiry
  • Tuile de caramelo salgado
  • Vinagrete de maçã
  • Pastrami

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Dentro dos protocolos do Ministério da Saúde de segurança e prevenção contra o novo coronavírus (Sars-Cov-19), os burgers foram enviados no mesmo dia e horário para o especialista e chefão do Guia, Marcos Vigorito. Por meio de uma live no Instagram no Dia Mundial do Hambúrguer, 28/05, ele provou cada receita, trocou uma ideia com os chef´s responsáveis por cada criação e bateu o martelo naquele que cumpriu e se destacou em todos os requisitos.

O critério utilizado para a escolha do vencedor pairou entre sabor do conjunto, criatividade e apresentação. Ficou curioso para saber quem levou o título de campeão? Confira:

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Guia do Hambúrguer (@guiadohamburguer) em


Como vimos, o chef Thiago que comanda as chapas da Burger Happens foi o grande vencedor desse desafio. Lembrando que a hamburgueria resolveu adotar o burger no cardápio por tempo limitado, até sábado 13/6, então corra e peça já o seu nas plataformas de delivery!


Crunch Apple: Burger de Angus Britânico de 150g, Maionese da Casa, Cheddar Inglêsc Pastrami Chapeado, Picles de Maçã empanado e Geleia de Pimenta no Pão de Brioche.

Endereço: R. Alcindo Guanabara, 27 – Jardim da Gloria, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3578-2613, iFood ou Uber Eats
Instagram: @burgerhappens

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

oferecimento

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

Um dos chef´s mais renomados e conhecidos no mundo e na gastronomia britânica, Jamie Oliver, inaugurou no começo do mês, em São Paulo e Curitiba, mais uma casa que leva seu nome. Conhecido pelo uso de alimentos naturais, orgânicos e pela sua filosofia de mudança de hábitos alimentares nas escolas do Reino Unido, o Oliver já conta com um restaurante na capital paulista, o Jamie´s Italian, em sociedade com o empresário Lisandro Lauretti.

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

Seu novo empreendimento leva o nome de Jamie Oliver’s Diner e conta com um menu só de hambúrgueres baseados nos fast food´s americanos. A unidade é a terceira espalhada pelo mundo, as outras estão em Londres e Roterdã.

Jamie Oliver inaugura hamburgueria delivery em São Paulo e Curitiba

O cardápio traz uma versão reduzida do menu padrão da casa, que deve ser ampliada a médio prazo. São quatro tipos de burgers:

  • Cheese burger (R$ 24) — pão brioche, blend da casa, alface, tomate, cebola crocante e cheddar.
  • Double cheese burger (R$ 29): pão brioche, duplo blend da casa, alface, tomate, cebola crocante e cheddar.
  • Sanduíche de frango cajun (R$ 24): pão brioche, peito de frango grelhado com tempero cajun, alface e vinagrete de jalapeño
  • Hambúrguer vegetariano (R$ 24): pão brioche, burger de quinoa, feijão branco e mix de sementes, tomate caqui temperado, alface, raita de pepino, fatias de picles de pepino e slaw temperada.

Como acompanhamentos o estabelecimento tem:

  • Batata-doce frita com ou sem tempero cajun (R$ 12)
  • Batata frita (R$ 9)

Para adoçar, a casa oferece um brownie com calda de chocolate (R$ 12).

Pelo menos desta vez parece que o Jamie Oliver acertou no preço dos produtos, um dos fatores que fizeram com que o Jamie’s Italian não tenha emplacado por aqui, mesmo depois de tantas filas pós inauguração.

Em se tratando do mercado de hambúrguer, o público não engole pagar um alto valor para uma comida descomplicada e gostosa que todo mundo deve ter acesso.

Lembrando que o restaurante só funciona com pedidos delivery via iFood e atualmente está apenas permitindo retiradas no local no bairro do Itaim Bibi.

Seg. a dom.: 12h às 15h30 e 18h30 às 22h30.