Arquivo da Tag: pinheiros

Meats – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

A Meats é uma das hamburguerias mais famosas de São Paulo. Inaugurada em 2012, em Pinheiros, a casa fez o Chef Paulo Yoller se destacar na sua carreira.

Fachada - Meats - Pinheiros - São Paulo

A casa chegou a abrir uma segunda unidade nos Jardins, mas não durou muito tempo. Depois de altos e baixos, voltamos para a clássica reavaliação, do lugar que já foi a campeão do nosso Ranking Guia do Hambúrguer em 2013.

Yoller é uma referência quando se fala em hambúrguer no Brasil. Desde que trabalhou no Butcher’s Market, foi premiado e destacou-se pelos seus burgers altos e bem vermelhos no centro.

Salão - Meats - Pinheiros - São Paulo

Já comemos na Meats antes dessa avaliação com o Paulo Yoller presente, mas como sabem, só avaliamos as hamburguerias sem aviso. Desta vez foi hora de testar e saber como a cozinha se comporta para um cliente comum, como você que está lendo este texto agora.

Em termos de estrutura, a casa não mudou nada. Mesmo ambiente, decoração, balcão de bebidas na entrada e um clima meio escuro.

Balcão do Bar - Meats - Pinheiros - São Paulo
Fomos em uma sexta-feira hora do almoço, casa bem vazia para o que estávamos acostumados a presenciar no início.

Chegamos e sentamos. Um tempo depois, recebemos o cardápio. O estilo da casa permanece o mesmo, com uma boa diversidade de entradas. A maioria exclusiva, como o Rabão, rabo de porco frito em molho de pimenta refrescante (R$ 23), as Chicken Hot Wings com um extra de pimenta feito com molho de bhut jolokia, habanero e cachaça (R$ 29).

Cardápio - Meats - Pinheiros - São Paulo

Mas o que mais nos interessa são as batatas fritas, e as do Meats são artesanais. Desta vez pedimos a novidade, Force Fries. Fritas, pastrami, sour cream e gema de ovo (R$ 33). Para beber, e um mate da casa.

Cardápio de Bebidas - Meats - Pinheiros - São Paulo

O mate chegou primeiro. O que chamou atenção foi o fato dele não vir adoçado, mas com o açúcar à parte. Fica inviável adoçar esse tipo de bebida na hora, o ideal é que já viesse pronto para o consumo porque precisa de muito açúcar para deixá-la agradável. Além de que, no Brasil, a maioria das pessoas estão acostumadas com o chá adoçado.

Em seguida, chegaram as batatas fritas, servidas em uma cestinha vermelha, ao estilo gringo. A apresentação chamou muito a atenção.

Force Fries - Meats - Pinheiros - São Paulo

Por cima das batatas a quantidade de sour cream e pastrami foi generosa e bem ao centro uma gema mole perfeita. Olha esse visual. Não precisa dizer que a gente ama, né?

Gema Mole - Meats - Pinheiros - São Paulo

As batatas estavam bem quentes, crocantes e saborosas. O sour cream bem aerado e azedinho, muito equilibrado contrastou com o pastrami desfiado, que estava uma delícia.

Molhar as batatinhas na gema também foi uma ótima ideia, além de bonito, o prato estava muito saboroso e correto.

O Meats segue duas linhas de hambúrgueres. Uma delas são os burgers que misturam ingredientes da gastronomia tradicional, ideias e inspirações do Paulo Yoller. Esses são os hambúrgueres que projetaram a fama da casa e que são destaque.

Cardápio - Meats - Pinheiros - São Paulo

Mas hoje, vamos avaliar os tradicionais, que eles mesmos chamam de “Back to Basics”, isto é, de volta ao básico.

Escolhemos o BLT, hambúrguer, cheddar brasileiro, alface, tomate e bacon, tudo no pão de mandioquinha (R$ 32,50). Se a hamburgueria sabe montar um ótimo cheese salada, sabemos que eles estão bem para qualquer outra receita.

Cardápio - Meats - Pinheiros - São Paulo

Pedimos ao ponto da casa, que seria um ao ponto para mal passado. Segundo o garçom, é bem vermelho por dentro e vem “sangrando”. Assim era o esperado.

Demorou um pouquinho pra chegar o hambúrguer, mesmo a casa estando bem vazia. O BLT vem servido na mesma cestinha vermelha das batatas. Se você pedir os burgers do Chef’s Choice, estes serão servidos em um prato grande.

BLT - Meats - Pinheiros - São Paulo

O hambúrguer era grande e alto, mas a montagem deixou um pouco a desejar. A alface americana por baixo da carne estava grande e o tomate por cima da carne.

BLT - Meats - Pinheiros - São Paulo

O pão de mandioquinha é bem macio e estava quente e gostoso.

BLT - Meats - Pinheiros - São Paulo

O bacon que veio em duas fatias crocantes por cima do tomate, também estava bom, mas não chamou a atenção.

BLT - Meats - Pinheiros - São Paulo

A carne veio no ponto exato que o garçom descreveu, bem vermelha por dentro. Só faltou um pouco de sabor se provasse separadamente. O sal colocado não foi suficiente e também pareceu que não havia gordura o bastante.

Ponto da Carne - Meats - Pinheiros - São Paulo

Analisando o conjunto, estava gostoso, mas ainda falta pra chegar nos burgers impecáveis que encontrávamos nos velhos tempos do Meats.

BLT - Meats - Pinheiros - São Paulo

O hambúrguer pareceu bem correto, exceto pelo sal e sabor da carne, que estão intrinsecamente ligados.

O atendimento foi um capítulo à parte. Não foi nada atencioso no início, mas conseguiu se recuperar quando o garçom notou que nossa bebida havia acabado e trouxe água gelada cortesia da casa, que normalmente é servida no antes de tudo.

Um ponto importante foi que sobrou metade da porção de batatas, porque costuma vir bastante. Na hora de fechar, a conta o garçom, mais uma vez, foi atencioso e afirmou que se não tivéssemos gostado, retiraria o prato da conta, mas obviamente mantivemos.

Salão - Meats - Pinheiros - São Paulo

O Meats é uma boa opção como hamburgueria, mas está na hora de se reinventar ou receber mais foco para melhorar. Antes ela ficava no primeiro pelotão em nossa opinião, hoje em dia percebemos que está sem a alma e força do início.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer2 estrelas
  • maionese4 estrelas
  • porção3 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 25,00
  • hambúrguer vegetarianonão
  • preçode R$ 40,00 a R$ 50,00 (de R$ 40,00 a R$ 50,00)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Meats

R. dos Pinheiros, 320 – Pinheiros
São Paulo – SP
(11) 2679-6323
Delivery: Sim

C6 – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

Antes da C6 abrir suas portas, fizemos uma visita e experimentamos algumas de suas criações logo no início da operação. A casa foi idealizada por Marcos Livi e Gil Guimarães, famosos pela Napoli Centrale, Quintana e Veríssimo.

Fachada - C6 - Pinheiros - São Paulo

A gente sabe que tem muita coisa que muda, que melhora e sai do cardápio até a casa se estabelecer, então demos esse tempo e voltamos para uma reavaliação.

Teto - C6 - Pinheiros - São Paulo

Salão - C6 - Pinheiros - São Paulo

A fusão de hamburgueria, smoke house e casa de sanduíches funciona bem na área externa do Mercado de Pinheiros, junto ao estacionamento.

O ambiente é super original, seu teto é todo decorado com lenha, mesas de madeira estilo balcão e torneiras de chopp à mostra. São 8 bicas disponíveis com chopes dos mais variados estilos, sendo que na maioria deles, você paga só R$ 12 por 300ml.

Torneiras de Chopp - C6 - Pinheiros - São Paulo

O atendimento é feito geralmente direto no balcão, mas como o dia estava tranquilo, os pedidos foram retirados na mesa.

Caixa - C6 - Pinheiros - São Paulo

A ideia da casa é servir carnes preparadas na parrilla, a tradicional churrasqueira argentina.

Parrilla - C6 - Pinheiros - São Paulo

As entradas variam entre as batatas fritas tradicionais por R$ 12, Brisket, o peito bovino defumado por R$ 29 e a árvore de chips, um mix de banana da terra, inhame, batata doce e mandioca por R$ 18.

Escolhemos as fritas e a árvore de chips, uma entrada bem conhecida da casa.

Árvore de Batatas - C6 - Pinheiros - São Paulo

Sem muita espera, a árvore chegou primeiro e não vamos negar que chama bastante a atenção. É literalmente uma árvore feita de arame em que as folhas são os chips que estavam super crocantes, gostosos e dependendo de qual você comia, sentia uma leve diferença de sabor.

Realmente uma ótima pedida, mas sentimos falta de algum molho pra acompanhar.

As fritas são servidas em um copo de Becker, um recipiente usado em laboratórios de química. O detalhe é que ele vem com uns furos laterais para as batatas de baixo não murcharem.

Batata Frita - C6 - Pinheiros - São Paulo

A maionese da casa é temperada levemente com wasabi e acompanha a porção. É bem cremosa, temperada na medida e deixa pro final um leve sabor do ingrediente, sem qualquer tipo de ardência.

As batata feitas na casa tem corte super fininho, mega crocantes, saborosas e muito corretas, combinaram perfeitamente com a maionese. Pode pedir sem medo.

Batata Frita - C6 - Pinheiros - São Paulo

Os hambúrgueres são servidos em duas versões: smash prensado na chapa na versão 100g ou o hambúrguer moldado com 170g de carne Hereford, mais alto e preparado na parrilla. Decidimos pela segunda opção, que representa melhor o conceito da casa.

Cardápio - C6 - Pinheiros - São Paulo

Menos de quinze minutos se passaram até que os burgers foram servidos.

Cardápio - C6 - Pinheiros - São Paulo

Todos vieram em um porta bolos (isso mesmo) forrado com um papel personalizado. A apresentação ficou bem legal, aliás, a criatividade da casa é muito grande.

Burgers - C6 - Pinheiros - São Paulo

Ambos os burgers são tamanho médio, a carne estava levemente menor que o pão e altura do também era mediana.

Na casa, as opções de ponto são: malpassado, ao ponto e bem-passado, optamos pela do meio. O pão estava selado por dentro, levemente aquecido, mas achamos um pouco seco. É um ponto que podiam melhorar nas duas combinações.

Falando do Sampa, um cheese salada da casa, os ingredientes estavam bem fresquinhos, alface crocante e tomate suculento. Combinaram com a maionese e a cebola roxa. O bacon vem em pouca quantidade, mas estava bem crocante e gostoso.

Sampa - C6 - Pinheiros - São Paulo

Acertaram o ponto em cheio, carne rosada e suculenta. Estava gostoso, mas não impressionou.

Sampa - C6 - Pinheiros - São Paulo

O Carbón foi a receita diferente que pedimos. Mas também não surpreendeu. O bacon com redução ficou imperceptível na combinação. O tomate e a maionese foram os ingredientes que mais chamaram a atenção no conjunto.

Cabrón - C6 - Pinheiros - São Paulo

A carne estava no ponto exato, bem rosada, suculenta, mas quando provada separadamente faltava sal. Achamos que o blend também precisaria de um pouco mais de gordura.

Ponto da carne - C6 - Pinheiros - São Paulo

Em textura, o hambúrguer estava levemente compacto, não chegou a atrapalhar, mas podia ser mais macio.

Cabrón - C6 - Pinheiros - São Paulo

A C6 ainda está amadurecendo e evoluindo com os hambúrgueres. Notamos uma sensível melhora desde quando conhecemos, mas ainda comete alguns erros em relação ao produto.

Salão - C6 - Pinheiros - São Paulo

A execução é bem-feita, não notamos erros, mas faltou impressionar no conjunto final, aquele toque que diferencia de outras casas.

Cozinha - C6 - Pinheiros - São Paulo

A proposta e o ambiente da C6 são muito legais e sem dúvida vale a visita.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer3 estrelas
  • maionese3 estrelas
  • porção4 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 22,00
  • hambúrguer vegetarianosim
  • preçode R$ 40,00 a R$ 50,00 (de R$ 40,00 a R$ 50,00)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

C6 Burger

R. Pedro Cristi, 89 – Pinheiros
São Paulo – SP
(11) 95268-7464
delivery sim

Na Garagem Hamburgueria – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

A moda vem e vai, mas é no bairro de Pinheiros que a Na Garagem Hamburgueria permanece igualzinha.

Fachada - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Muito se falou da casa durante a época de sua inauguração. No modelo super compacto, lugares apenas com balcão e duas ou três mesinhas na rua, retornamos e constatamos que realmente nada mudou.

Cozinha - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Muito especulada como o melhor hambúrguer da cidade de São Paulo na época, houve um “boom” enorme no início. Hoje, a impressão é a de que ela foi um pouco esquecida.

Nossa missão era reavaliar o hambúrguer e atualizar nossas impressões sobre a casa. Aproveitamos um almoço durante a semana, véspera de feriado para conferir.

Vista da rua - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Chegamos e não havia nenhum cliente na casa, bem estranho, porque o bairro é bem movimentado esse horário.

aixa - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Sentamos em frente ao char broiler, churrasqueira a gás que a Na Garagem usa para grelhar seus hambúrgueres.

O cardápio continua bem simples, cheeseburger por R$ 22, cheese salada por R$ 25 ou cheese salada duplo por R$ 34. Os preços não são tão convidativos em se tratando de uma carne pesando 130g cada.

Cardápio - Na Garagem Hamburgueria - SP

Como opção, a Na Garagem Hamburgueria lançou o hambúrguer de porco de 140g por R$ 20 e para os vegetarianos, o preparado com feijão branco, arroz integral, abobrinha grelhada, cenoura, cebolinha, tomilho, alface, cebola roxa, queijo prato e molho de cenoura e mandioquinha por R$ 25.

Pedimos um cheese salada com adicional de bacon por R$ 29 e uma porção de batatas rústicas por R$ 9,50.

Cheese Salada Bacon - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Nossa intenção era pedir ao ponto para mal passado, mas o atendente nos alertou: “Nosso ao ponto sangra e é bem vermelho”. Baseado no aviso, foi apenas ao ponto mesmo.

A dúvida que ficou foi: esse era o ponto da casa ou eles inventaram uma definição nova de “ao ponto”. Na prática isso é errado, pontos de carne são determinados pela temperatura interna e com isso a carne fica mais ou menos suculenta com a cor avermelhada ou não. E o sangue? Bom, o sangue foi tirado todo do boi quando abatido. O suco da carne é vermelho por conta da mioglobina.

Deixando os assuntos técnicos de lado, pediram para acertarmos a conta antes de comermos.

Enquanto esperávamos, observamos o nosso disco de carne ser salgado, ir ao broiler e nossas batatinhas indo para a fritadeira.

Charbroiler - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Assistindo de camarote, percebemos que o ponto da carne não chegaria como o esperado, a vontade era gritar: “tira essa carne daí pelo amor de Deus”.

Cheese Salada Bacon - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

Durante nossa espera, chegaram outros clientes e não nos sentimos tão solitários.

Recebido o pedido, fomos à primeira mordida. O sabor estava gostoso, cheese salada saboroso, pão quentinho e aquecido nas grelhas.

Cheese Salada Bacon - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

A salada estava fresquinha e o molho de cenoura com mandioquinha da um toque da casa. Apesar de não ser a estrela dos sabores, acrescentou umidade e personalidade.

Sobre a carne: estava ao ponto para bem passada, tive que fazer um esforço para notar o rosado do interior. A suculência não era o ponto forte, podia estar muito mais se tivessem acertado o ponto. O tempero pecou no sal e não chamava a atenção. O destaque ficou para o sabor do churrasco que veio da preparação.

Ponto da carne - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

As batatinhas fritas estavam bem apresentáveis. Bonitas, artesanais e bem crocantes. Foi o ponto alto de tudo. Bem temperadas e com sal suficiente acabou sendo o desfecho do almoço.

Batatas - Na Garagem Hamburgueria - São Paulo - SP

A maionese que veio com a batata era de wasabi, gostosa, boa consistência e textura correta. Bem equilibrada.

O Na Garagem Hamburgueria não surpreendeu. Apesar de um bom hambúrguer, o ponto da carne e a falta de suculência acabou prejudicando a nota. Adoramos as combinações simples e as hamburguerias sem extravagância, mas apenas quando entregam o com qualidade.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer2 estrelas
  • maionese2 estrelas
  • porção3 estrelas
  • atendimento2 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 22,00
  •        

  • hambúrguer vegetarianosim
  • preçode R$ 30,00 a R$ 40,00 (de R$ 30,00 a R$ 40,00)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Na Garagem Hamburgueria

Rua Benjamim Egas, 301 – Pinheiros
São Paulo, SP
(11) 3032-0978
delivery sim

Borger Burger – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

Conhecemos a Borger Burger em 2018. A visita foi com a assessoria de imprensa, logo que o restaurante abriu em Pinheiros.

Fachada - Borger Burger - Pinheiros SP

A primeira impressão foi: mais uma hamburgueria que gostaria de ser o Shake Shack brasileiro. Por um tempo aqui houve uma tendência chata (ou ainda tem), onde seguir o modelo americano era sinônimo de sucesso. Mas acontece que não é bem assim.

Decoração - Borger Burger - Pinheiros - SP

Quando provamos o hambúrguer do Borger pela primeira vez, vimos que o produto realmente tinha muita qualidade. Por mais que se assemelhe às redes americanas, o trabalho que estava sendo feito era valioso.

Salão - Borger Burger - Pinheiros - SP

Depois de um tempo de funcionamento, resolvemos então, voltar e reavaliar o local. Na decoração tudo parecia igual. Mesas de madeira clara, cardápio na parede, algumas plantas para enfeitar e o clima de fim de noite na casa, que no dia da avaliação estava com movimento razoável.

Salão - Borger Burger - Pinheiros - SP

A proposta Borger é ser sim um fast food de qualidade. Não há atendimento nas mesas, você chega e pede no balcão.
O cardápio é bem básico. A escolha é entre cheeseburger simples por R$ 19 ou duplo por R$ 24 e pode colocar à vontade: alface, tomate, cebola roxa, maionese, picles e jalapeño. O único complemento pago à parte é o bacon, R$ 3.

Balcão - Borger Burger - Pinheiros - SP

O pedido foi um duplo cheeseburger completo sem jalapeño.

Duplo Cheese Burger - Borger Burger - Pinheiros - SP

Os acompanhamentos são variações das batatas. Eles têm as onduladas simples por R$ 9, as com queijo por R$ 12 e com queijo e bacon por R$ 13. Tem também, picles empanado e frito por R$ 11, onion rings por R$ 11 e nuggets por R$ 12. Escolhemos as cheese fries, pra avaliar a batata e o queijo.

Fritas - Borger Burger - Pinheiros - SP

Para beber, escolhemos refrigerante free refil por R$ 7, R$ 1 a mais que a Coca-Cola de garrafa.
Recebemos o “pager”, um copo e sentamos, aguardando vibrar.

Free Refil - Borger Burger - Pinheiros - SP

Primeiro nos servimos do refrigerante e logo em seguida fomos chamados. Pedido pronto. A bandeja era super bonita.

Bandeja - Borger Burger - Pinheiros - SP

A montagem do hambúrguer estava excelente. Embrulhado só pela metade, todos os ingredientes à vista, era de comer com os olhos.

Apresentação - Borger Burger - Pinheiros - SP

A batata vem numa porção individual, mas que serve também duas pessoas. O molho de queijo veio por cima. Elas estavam crocantes, mas nada que encantou. O cheddar era o que deixava a porção interessante.

Cardápio - Borger Burger - Pinheiros - SP

O hambúrguer era alto, duas carnes, pão na medida certa e ingredientes bem posicionados.

Duplo Cheese Bacon - Borger Burger - Pinheiros - SP

Logo na primeira mordida sentimos todos os sabores, carne muito macia e suculenta.

Duplo Cheese Burger - Borger Burger - Pinheiros - SP

Quando fizemos o pedido, nos perguntaram sobre o ponto da carne, pedimos ao ponto e confirmamos se viria rosadinho. Estava tudo bem correto, rosado por dentro, crostinha do smash burger bem feita e os ingredientes combinavam perfeitamente entre si.

Ponto da Carne - Borger Burger - Pinheiros - SP

A salada estava fresca, sentimos a cebola crua, o picles e a maionese temperava tudo. Parecia que tudo foi bem pensado e harmonizado.

Aliás, sobre a maionese que pedimos à parte para comer com a batata, era temperada com páprica. A textura e sabor estava ótima, vale a pena pedir.

Fritas - Borger Burger - Pinheiros - SP

O pão era super macio e parecia ter sido feito sob medida para o hambúrguer. Suportou bem do início ao fim e acrescentava um sabor levemente adocicado.

Sobremesa - Borger Burger - Pinheiros - SP

Antes de finalizar, tinha aquele espacinho para a sobremesa. Escolhemos o sorvete de massa soft (igual aos de casquinha) com cobertura de caramelo e Oreo. realmente uma delícia.

Fachada - Borger Burger - Pinheiros - SP

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer3 estrelas
  • maionese3 estrelas
  • porção2 estrelas
  • atendimento3 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 19,00
  •        

  • hambúrguer vegetarianosim
  • preçode R$ 40,00 a R$ 50,00 (de R$ 40,00 a R$ 50,00)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Borger Burger

R. Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 211 – Pinheiros
São Paulo, SP
(11) 2768-3200
delivery sim

Lanchonete da Cidade faz revolução dos hambúrgueres ao conceito

oferecimento

A Lanchonete da Cidade é uma casa que admiramos há muito tempo. Foi campeã do primeiro Ranking Guia do Hambúrguer 2012 quando ainda fazia seus hambúrgueres na churrasqueira a carvão. Muitos burgers se passaram, quatro novos endereços foram inaugurados e este ano a Lanchonete da Cidade decidiu que precisava repaginar-se.

Fachada com novo logo - Lanchonete da Cidade em nova fase

A primeira mudança aconteceu de dentro para fora e tudo começou com o desenvolvimento de uma nova marca e identidade visual das casas. Mais moderna, atualizada e antenada com o mercado, a Lanchonete da Cidade assumiu que o carro-chefe é realmente o hambúrguer. Antes, eles eram uma lanchonete, muitos pratos, sanduíches e também hambúrgueres. Agora, o foco é o hambúrguer. Não deixando dedatendidos seus bons e velhos clientes que buscavam pratos além do hambúrguer nosso de cada dia.

Balcão da entrada com novo visual - Lanchonete da Cidade em nova fase

O ambiente também mudou, o clima retrô de lanchonete deu lugar à uma decoração puxada pro industrial. Detalhes lembrando a tradição da marca para manter a referência. Até o atendimento passou por mudanças e atualizações.

Salão em clima mais aconchegante - Lanchonete da Cidade em nova fase

A primeira loja a receber as mudanças foi a de Pinheiros, mas a nossa visita aconteceu na primeira e nosso endereço preferido da Lanchonete da Cidade: Alameda Tietê, 110 – Jardim Paulista.

Ambiente renovado  - Lanchonete da Cidade em nova fase

O cardápio e as receitas foram o epicentro de tudo. Antes, a casa oferecia algumas receitas de hambúrgueres fininhos ou o tradicional Bombom, com carne mais alta e suculenta. Nós confessamos que sempre pedíamos o Bombom, imbatível entre os burgers da Lanchonete da Cidade.

Cardápio - Lanchonete da Cidade em nova fase

Agora, os hambúrgueres fininhos foram transformados em smash burgers com 110g, prensados na chapa e com muito mais sabor vindo da crostinha formada na carne. Você pode pedir simples, duplo ou do tamanho que sua fome quiser.

O Bombom, que sempre foi preparado com carnes ainda mais nobres, recebe agora um blend 100% Angus da grife de carnes 481 Prime Cater, uma das marcas mais consagradas de carne do Brasil e idealizada por Marcelo Shimbo. Outra característica marcante do Bombom é o pão chamado de Bossa Nova, com a casca semelhante a um pão francês, combina muito bem com o disco de carne, molho de tomate e queijo.

Cardápio - Lanchonete da Cidade em nova fase

Uma das inspirações da Lanchonete da Cidade sempre foi o Hambúrguer do Seu Oswaldo. Eles mantém no cardápio, lá no rodapé a frase: “Dica, aprendemos a preparar nossos hamburgers com carinho quando conhecemos o Seu Oswaldo – R. Bom Pastor, 1657, no Ipiranga. Vale a Visita!

A curiosidade de tudo isso é que a Lanchonete da Cidade, apesar de parecer uma jovem senhora cinquentona, tem apenas 14 anos. Mesmo assim, a quase debutante é pioneira perto da maioria das hamburguerias que temos hoje abrindo a todo o momento no Brasil.

Para conhecer a revolução feita no cardápio, pedimos um clássico da casa, o Amarelinho que custa R$ 26 em versão simples e com hambúrguer adicional mais R$ 8.

Amarelinho - Lanchonete da Cidade em nova fase

É o cheese egg da casa, montado com queijo Canastra, tomate, ovo caipira frito na manteiga Aviação, pimenta do reino e flor de sal.

Que baita cheese egg - Lanchonete da Cidade em nova fase

Nós gostamos da gema bem molinha, então não esqueçam de avisar o atendimento que gostam de como a gente. O molhadinho da gema dá um sabor especial ao conjunto e o queijo Canastra um pico de sabor.

Amarelinho pronto para ser devorado - Lanchonete da Cidade em nova fase

Entre os lançamentos, a maior novidade e estrela da vez é, sem dúvida, o Paris. Hambúrguer que leva o queijo Brie Serra das Antas, cogumelos shitake e
molho poivre (molho à base de pimenta do reino) no pão de brioche caramelizado e com dois cortes no meio por R$ 38. O visual lembra muito os pães de pretzel dos Estados Unidos, porém a massa é bem leve e macia.

Paris - Lanchonete da Cidade em nova fase

É uma combinação bem marcante também, os cogumelos marcam presença e o queijo brie traz a potência do sal no conjunto. O pão é bem leve e gostoso, dá o toque final no visual do hambúrguer.

Paris - Lanchonete da Cidade em nova fase

O Bombom, que antes era o nome de uma das opções de hambúrguer, agora passa a nomear todos os hambúrgueres de 180g do cardápio. Então, qualquer opção de hambúrguer pode ser feita com a carne do Bombom 180g ou smash com 110g.

Nosso pedido foi o clássico que custa R$ 26 e adicionamos o queijo da casa por R$ 4 e o bacon por R$ 5. A combinação é a que nos remete ao tempo que conhecemos os burgers da Lanchonete da Cidade.

Clássico com bombom - Lanchonete da Cidade em nova fase

Essa é nossa receita favorita, pão com casca crocante, hambúrguer no ponto certo, queijo derretido, molho de tomate e o bacon da casa.

Clássicom com bacon - Lanchonete da Cidade em nova fase

E vem embrulhado como um bombom.

Clássico - Lanchonete da Cidade em nova fase

Para acompanhar, pedimos uma nova versão de batatas rústicas, cortadas em rodelas, macias por dentro e crocantes por fora. Agora, em versão com páprica por R$ 19 e serve facilmente duas a três pessoas.

Rústicas na versão spicy - Lanchonete da Cidade em nova fase

Provamos também o antigo Black Power e agora nomeado de Black, ganhou um extra de bacon caramel e gorgonzola dinamarquesa por R$ 27 na versão smash ou R$ 37 com 180g.

Black com bacon caramel e gorgonzola dinamarquesa - Lanchonete da Cidade em nova fase

E pedimos no ponto que mais gostamos, ao ponto para mal passado, onde o hambúrguer tem o ápice da suculência. Mas se você não gostar, não se preocupe, eles preparam do jeito que você preferir.

Super suculência - Lanchonete da Cidade em nova fase

A porção que combinamos com o Black foram as novíssimas batatas doces. Mas não é batata industrializada não, é a nossa batata nacional bem caramelizada por fora e super, super macia por dentro por R$ 19.

Batata doce - Lanchonete da Cidade em nova fase

E se você tem um amigo que não come carne vermelha ou até é vegetariano, a Lanchonete da Cidade tem opções vegetarianas de falafel e tem o hambúrguer de salmão para dar aquela variada.

Tokyo - Lanchonete da Cidade em nova fase

A combinação é inspirada nas receitas orientais e leva hambúrguer de salmão fresco, pepino agridoce, molho tarê, maionese de wasabi, crispy de salmão e rúcula selvagem por R$ 42.

Tokyo - Lanchonete da Cidade em nova fase

A Lanchonete da Cidade prova que as hamburguerias podem evoluir sim e acompanhar o mercado de hambúgueres atual, por mais que já estejam estabelecidas no mercado. Nós estamos vivendo uma verdadeira revolução do hambúrguer no Brasil e as casas que não acompanharem vão ficar para trás.

Outro ponto fortíssimo da marca é que tudo é preparado lá artesanalmente. Não é porque a casa entrega alto volume que precisa comprar os insumos todos semi-prontos, esquecer da qualidade e só focar no lucro e no giro. Reforçaram há um certo tempo a equipe com a figura forte e conhecida do chef Benny Novak, apostaram na qualidade e inovação. Veremos que as hamburguerias preocupadas com inovação e qulidade vão permanecer e terão vida longa.

Lanchonete da Cidade

Al. Tietê, 110 – Jardim Paulista – SP
São Paulo, SP
Telefone (11) 3086-3399
delivery sim

Underdog – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

O Underdog não é uma hamburgueria. Aliás, eles não gostam de ser chamados de hamburgueria, a ideia lá é ser uma casa de parrilla e carnes assadas na lenha.

Como eles mesmo dizem, hambúrguer também é carne e por mais que relutem sobre rankings ou qualquer tipo de classificação e crítica, nós fomos para avaliar, custe o que custar.

Por outro lado, sabemos que todo mundo que trabalha em uma cozinha fica feliz por ter seu trabalho reconhecido e no Underdog não seria diferente. Cozinhar é um ato de fazer o outro feliz.

Muito famoso pelas polêmicas nas redes sociais e pelas placas “mal educadas”, o parrilleiro Santi Roig começou com uma casa minúscula, pouquíssimos lugares no balcão. Foi assim que visitamos a primeira vez, veja nossa avaliação anterior.

Balcão Underdog original - Underdog

Agora, a casa ampliou, tem um salão espaçoso na casa ao lado e até um espaço externo onde tem uma segunda parrilla. Lugar agrádavel e descolado, sem muitas formalidades.

Ampliação na casa ao lado - Underdog

O ambiente interno é meio sombrio e bem diferente, gostamos disso – é personalidade.

Ambiente - Underdog

Nas paredes rola até uma cabeça de veado, então não é um bom lugar para levar pessoas que se impressionam por pouco.

Ambiente - Underdog

Formalidades não são o ponto forte da casa. Já na entrada eles exibem uma destas placas cheias de regra, mas que nós levamos para o lado do humor.

Avisos e regras da casa - Underdog

Fomos até o fundo para fotografar a segunda parrilla. É de lá que saem todas as carnes, exceto os hambúrgueres que são feitso exclusivamente na parrilla que fica na casa ao lado.

Parrilleiros trabalhando, só escutam o fogo - Underdog

Muito prazer, esse é Santi Roig, parece que ele não gostou das fotos:

Cara de mau, só a cara mesmo- Underdog

A real é que o Underdog é uma boa pedida para quem procura uma comida autoral e um ambiente descontraído. É por isso que o cliente não escolhe o ponto da carne, nem mesmo do hambúrguer. Se você é do time #tacru, melhor nem aparecer por lá ou pedir uns cogumelos.

Os pratos são servidos conforme desenvolvidos e não são apenas para agradar todos os paladares. Isso é legítimo, agradar a todos é o segredo para o fracasso, porque no fim das contas, não agrada ninguém.

Isso faz toda a diferença, assim a casa recebe os clientes que estão interessados no Underdog com sua própria personalidade.

Assim como todos os clientes, esperamos aproximadamente 1h na fila, correndo o risco de não conseguirmos entrar antes da cozinha fechar. Deu tudo certo.

Antes de entrar no cardápio, divirta-se com algumas das polêmicas das redes sociais, eles fazem questão de imprimir no verso do cardápio:

Curiosidades - Underdog

O cardápio em si ;e muito simples e ocupa uma página. É fácil escolher, para entradas pedimos uma porção de fritas por R$ 16. Precisa ser avaliada. E também o mix de cogumelos por R$ 42, que já provamos antes.

Cardápio - Underdog

Fomos avisados que as fritas demorariam, por volta de 30 minutos e os burgers poderiam chegar antes. Topamos.

Primeiro mesmo chegou o mix de cogumelos. Servido em um prato branco de louça, cogumelos no centro do prato rodeados de fatias de pão francês.

Mix de cogumelos assados na parrilla - Underdog

A apresentação não é o forte, mas o sabor, esse sim é demais. Cogumelos com gosto de churrasco e temperados com molho chimichanga da casa. Vale cada centavo.

Não sobrou nada daqui - Underdog

As fritas chegaram antes dos burgers. Porção serve 2 pessoas. Só de bater o olho, percebemos que estavam oleosas. Experimentamos e estavam super quentes. Mas não estavam legais. Apesar de terem gosto de batatas e parecessem ser artesanais, não foram bem executadas.

Fritas da casa - Underdog

A maionese que vem à parte estava gostosa e cremosa. Tinha um toque de alho na medida, sem sobrecarregar o sabor.

Fritas de perto - Underdog

Um tempo depois, chegaram os burgers. Servidos em uma tábua de madeira, logo que você pede, não há o direito de escolha do ponto. Isso é importante frisar, os burgers são servidos ponto do parrilleiro, traduzindo “ao ponto para mal passado”.

Hambúrgueres na tábua - Underdog

Vamos começar com algumas explicações. Já sentamos no balcão em frente à parrilla e observamos como o parrilleiro de hambúrguer trabalha. Todos os burgers do Underdog são congelados, pois é isso mesmo que vocês estão lendo. O que eles alegam é que a alta temperatura da parrilla poderia “queimar” o hambúrguer e por isso colocam os burgers na parte mais fria da parrilla, mais longe do calor e depois levam o disco de carne à parte mais quente.

Teoricamente seria o procedimento mais errado possível, mas que no fim das contas dá certo por lá. Um dia testaremos nas mesmas condições e contamos o resultado a vocês. E o que importa numa avaliação é o resultado.

O hambúrguer é alto, pedimos um cheese bacon que saiu por R$ 29 e outro com queijo prato, sour cream e picles que ficou R$ 32. Ambos estavam no mesmo padrão, tanto de ponto como de montagem.

Hambúrguer, queijo prato, sour cream e picles- Underdog

Usam o pão de hambúrguer tradicional e já mandam maionese à parte. Desde a primeira mordida já sentimos o sabor de churrasco, evidente e delicioso.

Cheesebacon - Underdog

O ponto estava perfeito, bem vermelho, selado por fora e bem suculento por dentro. Experimentamos a carne separadamente, só sentimos falta de um pouco de sal, o que não aconteceu dentro do hambúrguer porque o bacon completava.

Cheesebacon pronto para ser devorado - Underdog

A textura da carne pareceu um pouco mais compacta do que deveria, mas sinceramente, não atrapalhou e provavelmente é devido ao congelamento.

O pão estava macio e gostoso, suportou bem o hambúrguer suculento até o final. E estava levemente selado.

Um ponto que chama a atenção é a temperatura do hambúrguer, vem super quente e isso é um ponto muito positivo. O hambúrguer, apesar de estar vermelho dentro, vem totalmente quente, a gordura do blend derreteu e se misturou à carne. Fazendo um hambúrguer muito suculento.

Ponto da carne - Underdog

O Underdog é menos under do que a pessoas imaginam. Desta vez, o atendimento foi super solicito e educado. Fomos muito bem tratados, nÃo tivemos do que reclamar.

O fato é que a casa é lotada de placas e “regras” do parrilleiro, mas nada demais. No fundo no fundo, o Santiago é um puta cara legal e com personalidade – essa é a nossa opinião. Dificilmente uma pessoa que cozinha tão bem e tem prazer no que faz pode ser uma má pessoa.

E se você curte um churrasco e um hambúrguer autoral, não pode perder a oportunidade de conhecer o Underdog. Ah, o “hostess” da casa é o Jão do Ratos de Porão – sócio da casa.

Avaliação do Guia do Hambúrguer

    • hambúrguer3 estrelas
    • maionese2 estrelas
    • porção2 estrelas
    • atendimento3 estrelas
    • espera mais de 1h
    • cheese burgerR$ 24,00
    • preçoacima de R$ 50,00 (acima de R$ 50,00 por pessoa)

As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Underdog

R. João Moura, 541 – Pinheiros
São Paulo, SP
Telefone não tem
delivery não

Z Deli Sandwiches – Pinheiros, São Paulo – SP

oferecimento

O Z Deli Sandwiches quase dispensa apresentações. É a casa que serve hambúrguer mais premiada que conhecemos. Já ganhou 1° lugar em nosso RANKING GUIA DO HAMBÚRGUER duas vezes e em 2017 ficou em segundo lugar (veja a avaliação anterior).

Fachada - Z Deli Sandwiches

É sagrado avaliarmos anualmente o Z Deli Sandwiches pelaa importância que a casa tem no cenário do hambúrguer no Brasil.

O chef Julio Raw, quando abriu a pequena casa de sanduíches, anexa ao restaurante que pertence a sua vó e que leva o mesmo nome “Z Deli” e serve comida típica judaica, não imaginou em que o hambúrguer representaria na vida dele.

Não é à toa que o Z Deli Sandwiches tem filas de espera inacabáveis. Não foi diferente na tarde do feriado que visitamos e aguardamos 45 minutos para sentar.

Balcão - Z Deli Sandwiches

Nosso lugar preferido na casa é o balcão, para o observarmos os mínimos detalhes do funcionamento e preparação da cozinha. Além de tudo, o cheiro de defumado do pastrami invade o ambiente e da ainda mais fome.

Chapas com hambúrgueres e pães separadas - Z Deli Sandwiches

O cardápio não sofreu quase mudanças desde nossa última visita. A porção ZFC de frango empanado com maionese de cominho por R$ 25 é uma novidade, já provamos e aprovamos.

Cardápio - Z Deli Sandwiches

Neste dia, pedimos as tradicionais Pastrami Fries, batatas fritas artesanais, pastrami, queijo fundido, sour cream e cebolinha por R$ 22. Lembrando que são batatas feitas na casa artesanalmente, assim como todos os ingredientes que a compõe.

Cardápio - Z Deli Sandwiches

O preço também é um dos fatores que faz com que tanta gente escolha o Z Deli. Um produto de primeira linha por preços honestos, os burgers custam R$ 28, exceto o Chilli Burger que custa R$ 35.

As porções, começam em R$ 16 que são as Z Deli Fries e vão até R$ 39, um Steak tratar de cordeiro.

Sem demoras nossa batata chegou, padrão e apresentação excelentes. Na primeira mordida já sentimos a batata super crocante por fora e cremosa por dentro. É a prova que as batatas artesanais são viáveis e sempre a melhor opção.

Pastrami Fries - Z Deli Sandwiches

O molho de queijo cheddar harmoniza com o sour cream azedinho. E o pastrami dá o toque principal, defumado e saboroso. Sem dúvida, uma das melhores batatas que já comemos.

Entre os hambúrgueres, escolhemos o Deluxe, o cheese salada da casa que combina hambúrguer, cheddar, bacon bovino, picles, alface, tomate, cebola e maionese por R$ 28. Pedimos para tirar o bacon bovino, é possível substituir pelo maple bacon por +R$ 3.

O outro hambúrguer é um dos que mais gostamos na casa, o Louis Lunch, receita clássica americana que leva um hambúrguer, cebola tostada, queijo fundido em um pão de forma cortado em fatias grossas por R$ 28.

Vinte longos minutos depois chegaram nossos burgers. Nitidamente o tamanho da carne diminuiu, antes era um burger super alto, desta vez testemunhamos um hambúrguer médio – em conversa com o chef Julio Raw (proprietário da casa), posteriormente à avaliação, ele nos explicou que a carne não diminuiu, permanecem os 180g de carne desde a inauguração.

Deluxe, o cheese salada da casa - Z Deli Sandwiches

A montagem do Deluxe também não estava das mais caprichadas, e não foi um erro pontual, demos uma olhada nas mesas ao redor e o padrão estava o mesmo. Diferente de outros pratos da casa que são montados à perfeição.

Deluxe, podia estar mais bem montado - Z Deli Sandwiches

O pão é muito bonito e feito na casa, ultra leve, do tamanho da carne e sustentou tudo do inicio ao fim.

Assim ele tá parecendo um hambúrguer enorme - Z Deli Sandwiches

A salada estava fresquinha e fez seu papel no conjunto – refrescar. O hambúrguer estava ao ponto assim como nos avisaram no momento do pedido, bem vermelho por dentro. É assim que gostamos.

Ponto do Deluxe - Z Deli Sandwiches

A carne estava com pouquíssimo sal, tivemos que pedir sal para completar. Mas, neste caso, estava com muito pouco sal mesmo, por isso levaremos em conta na nota final.

O Louis Lunch estava mais bem montado, os dois pães de forma bem tostados na medida certa e ainda sim bem macios por dentro, hambúrguer no mesmo diâmetro do pão, tomate fresquinho e cebola tostada.

Louis Lunch - Z Deli Sandwiches

O queijo fundido é uma delicia, o mesmo usado nas pastrami fries, cremoso e saboroso.

A carne estava bem selada por fora, mas percebemos que o ponto não era o mesmo do Deluxe, um erro nítido. Estava levemente rosada no meio, caminhando para o ponto para o bem passado.

Louis Lunch - Z Deli Sandwiches

Ainda estava suculenta e muito saborosa. É inquestionável a qualidade da carne que o Z Deli usa, mas um erro operacional acabou prejudicando o resultado final. Que infelizmente não é perdoável. Desta vez, não comemos o hambúrguer que esperávamos e nem que estamos acostumados por lá, ainda mais em um dia de avaliação.

Louis Lunch - Z Deli Sandwiches

O Z Deli é um mito em se tratando de hambúrguer, mas desta vez não tivemos uma boa experiência ao nível da casa. É óbvio que, mesmo com os erros, a casa foi muito bem em todos os quesitos, mas um pouquinho mais longe da perfeição que buscamos.

O atendimento também foi um ponto negativo que gostaríamos de comentar, desde a espera, não notamos a atenção e disponibilidade dos funcionários. Sempre demoram para atender ou estão ocupados fazendo outra coisa – a prioridade não ;e o cliente. Entendemos que a fila e o movimento consomem muito deles, mas poderia ser melhor. O mesmo comportamento permanece depois de sentarmos e às vezes temos a sensação que não estão com muita vontade de nos atender.

Independente disso, se você ainda não conhece o Z Deli e é um apaixonado por hambúrguer, precisa conhecer a casa. Nós esperamos muito que tenhamos uma melhor experiência em nossa próxima visita. Como sempre tivemos.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer4 estrelas
  • maionese4 estrelas
  • porção4 estrelas
  • atendimento1 estrela
  • espera 45 minutos
  • cheese burgerR$ 20,00
  • preçode R$ 40,00 a R$ 50,00 (de R$ 40,00 a R$ 50,00 por pessoa)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Z Deli Sandwiches – Pinheiros

Rua Francisco Leitão, 16 – Pinheiros
São Paulo, SP
Telefone (11) 3044.2757
delivery não

Mano Sanduíches – Pinheiros, São Paulo

oferecimento

Não é a primeira visita que fizemos ao Mano Sanduíches que fica em Pinheiros. Quando conhecemos, gostamos muito do conceito, dos hambúrgueres e das porções.

Fachada e sacada - Mano Sanduíches

Fomos em um domingo à noite, próximo às 20h. A casa estava um pouco vazia, chegamos e fomos direto ao caixa escolher nosso pedido. O serviço é assim: pede no caixa e aguarda ficar pronto. Depois escolhe onde vai sentar.

Ambiente - Mano Sanduíches

Há três ambientes: varanda logo na entrada, com uma mesa maior compartilhada. Dentro do Mano Sanduíches tem dois balcões encostados nas paredes e, no fundo, mais duas mesas com 4 lugares cada.

Ambiente externo no fundo - Mano Sanduíches

O ambiente principal é simples e moderninho, uma lousa com alguns destaques do cardápio e uma iluminação quente, o que deixa o aconchegante.

Lousa com o cardápio - Mano Sanduíches

Além dos burgers, o Mano Sanduíches oferece alguns sanduíches – lógico, como o de rosbife por R$ 20,00.

Os hambúrgueres custam R$ 17,00 com cheddar ou queijo prato e R$ 19,00 com queijo de cabra. Os acompanhamentos são bacon por mais R$ 3,00, salada (alface e tomate) R$ 3,00 e cebola crocante por R$ 3,00.

Cadápio - Mano Sanduíches

As porções custam R$ 8,00 e você escolhe entre fritas, cebola crocante ou bolinho de arroz.

Nossa escolha foi um cheese salada com cheddar ao ponto, um cheese bacon ao ponto para mal passado e duas porções: uma de cebola crocante e outra de bolinho de arroz.

Em menos de dez minutos tudo ficou pronto. Pegamos nossas bebidas, chá mate artesanal com limão e fomos à nossa mesa.

Assim que experimentamos os chás, estavam extremamente amargos. Sim, não eram adoçados, mas mesmo com uns 4 pacotinhos de açúcar o amargo persistia, lógico, não era falta de doce e sim um amargo anormal.

Pedimos dois refrigerantes e avisamos o rapaz do balcão, que não deu a mínima atenção e até sorriu com a situação. Deixamos pra lá.

Partimos para os burgers. Que vêm em uma cestinha, embrulhados e acompanhados das porções de cebola e bolinho de arroz.

Porção + hambúrguer - Mano Sanduíches

A quantidade das porções são individuais, mas se não quiser comer muito, dá para dividir.

As bolinhas do bolinho de arroz estavam super quentes e crocantes. Muito gostosas e úmidas por dentro. Ótima pedida.

Bolinho de arroz - Mano Sanduíches

A cebola, apesar de estar com um sabor ótimo, não estavam nada crocante e ainda um pouco oleosas.

Cebolas crocantes que não estavam crocantes - Mano Sanduíches

Partimos para os burgers, que à primeira vista, são pequenos. Carne de 130g e um pão prensadinho.

Cheese salada - Mano Sanduíches

A alface usada é a lisa e o tomate caqui, aquele maior, quase do diâmetro do hambúrger.

O ponto veio correto, rosado por dentro.

Ponto do cheese salada - Mano Sanduíches

O cheese bacon vem com duas generosas fatias de bacon, que é preparado na casa desde a defumação. Mas não é um bacon crocante e estava um pouco salgado.

Cheese bacon - Mano Sanduíches

Junto com os burgers, o Mano Sanduíches oferece maionese artesanal, ketchup e mostarda feitos na casa à vontade. A maionese é a melhor dos três, bem temperada e leve, tempera bem as porções e o hambúrguer.

O ketchup artesanal também é muito bom, mas não gostamos muito da mostarda, é muito forte, chega a parecer wasabi, bem ardida.

De volta ao cheese bacon, o queijo estava muito bem derretido em quantidade equilibrada e o pão quentinho e prensado. A carne estava ao ponto, não chegou a ser ao ponto para mal passada. Talvez pelo hambúrguer ser fininho.

Ponto do cheese bacon - Mano Sanduíches

O sabor estava bom, mas faltou um pouco de sal na carne, que foi compensado pelo sal do queijo e do bacon. A textura estava correta e era um hambúrguer macio de comer. Logo acabou.

Partimos para o segundo round, agora com a prova final, um cheese burger mal passado com queijo prato.

Abordamos mais uma vez o rapaz do caixa e pedimos para ele experimentar o amargo do chá, com apenas um gole ele perebeu que tinha algo errado, mas manteve os outros chás na geladeira. Trocamos o nosso por um cookie e um desconto de R$ 2,00 no cheese burger.

Novamente o cheese burger ficou pronto bem rápido.

Estava nos mesmos padrões, desembrulhamos e partimos pro ataque. A quantidade de queijo estava tímida, quase não dava para ver.

Cheese burger - Mano Sanduíches

O ponto da carne estava perfeito. Bem vermelho por dentro e mais suculento. Encontramos o ponto ideal para pedir no Mano Sanduíches, se gostar de hambúrguer bem vermelho, não tenha medo de pedir mal passado.

Cheese burger mal passado - Mano Sanduíches

Dessa vez, tivemos certeza que falta um pouco de sal e de sabor na carne, ponto que deveria ser melhorado.

O Mano Sanduíches não é uma hamburgueria, mas tem como carro-chefe o hambúrguer. Prepara tudo na casa artesanalmente, o que dá muita moral à casa.

O hambúrguer é gostoso, mas ainda pode ser melhorado para ficar ideal. Não se espante se precisar comer dois burgers para matar sua fome. A alternativa é pedir um duplo que sai por R$ 24,00 – bem mais barato.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer1 estrela
  • maionese3 estrelas
  • porção1 estrela
  • atendimento2 estrelas
  • espera nenhuma
  • cheese burgerR$ 17,00
  • preçode R$ 30,00 a R$ 40,00 (de R$ 30,00 a R$ 40,00 por pessoa)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Mano Sanduíches

R. Ferreira de Araújo, 381 – Pinheiros
São Paulo, SP
Telefone (11) 3816-1725
delivery não