Bullguer – Vila Nova Conceição, São Paulo

O ano de 2015 foi o campeão em inaugurações de novas hamburguerias. Algumas boas, outras não tão boas assim. O Bullguer foi uma das que abriram as portas no início do ano e inovaram – isso é muito bom.

Logo - Bullguer

A maioria das hamburguerias estavam seguindo a linha do hambúrguer alto, com aproximadamente 180g – os hambúrgueres que insistem em chamar de “hambúrguer gourmet”. Este é o termo mega infeliz que, na nossa opinião, tenta apenas justificar os preços absurdamente caros.

O Bullguer entrou na contramão e abriu uma casa bem perto do Parque do Ibirapuera, com carnes menores e os preços compatíveis. Lá, o hambúrguer mais barato custa R$ 16,00.

Já havíamos visitado a casa algumas vezes desde a inauguração. E sempre gostamos do que comemos. Passado esse tempo, a casa já está bem estabilizada e com um padrão bem definido.

Fachada - Bullguer

 

 

 

 

Era um domingo por volta de 14h30. Hamburgueria cheia, almoço de domingo costuma ir até mais tarde. A previsão de espera era de 25 minutos, aguardamos e eles acertaram em cheio no tempo.

Ambiente - Bullguer

Fomos chamados e sentamos no espaço interno da casa. Eles também possuem mesas em uma espécie de sacada, boa para os dias mais quentes, não era o caso.

Ambiente - Bullguer

A decoração é bem despojada, moderna, azulejos brancos, lâmpadas amarelas, todos aqueles elementos que as novas hamburguerias amam usar para criar um clima elegante, sem formalidades e um ar gringo – nós gostamos.

Ambiente - Bullguer

Antes de falar do cardápio, vamos ao conceito da casa. A ideia é servir um hambúrguer rápido, gostoso e com preço justo. Atualmente os preços variam entre R$ 16,00 e R$ 18,00 (para os burgers bovinos). Entenderam por que a casa vive cheia?

Uma das marcas registradas do Bullguer é a forma como eles preparam cada burger.

Hambúrgueres na chapa - Bullguer

Na maioria das vezes, as hamburguerias deixam seus burgers pré-moldados e levam à chapa na hora de preparar.

Dando forma aos burgers - Bullguer

No Bullguer, os burgers ficam em formato de bola, uma fase antes de moldá-los e quando vão à chapa, usa-se a espátula para dar o formato final.

Dando forma aos burgers - Bullguer

É o chamado “smash burger“, ensinaremos como se faz em outra matéria. 😉

Burgers prontos - Bullguer

O cardápio é o reflexo da casa, 5 tipos de burgers, uma das opções leva apenas queijo e outra é feita com peixe. Aos que não são fãs de hambúrguer, podem ficar com os hot dogs, mas essa não é nossa praia. Deixamos pra lá…

Cardápio - Bullguer

O acompanhamento oficial são as batatas fritas onduladas, chamadas de crinkle fries e custam R$ 9,00 a porção individual.

Pedimos um Stencil, pão, carne, queijo, cebola roxa, tomate, alface e molho por R$ 18,00. Um Lumberjack, pão, carne, queijo, bacon, picles e molho por R$ 18,00. O Lumberjack quisemos duplo, então veio com duas carnes e dois queijos por mais R$ 6,00 – qualquer dos burgers bovinos podem ser pedidos desta maneira. Acompanhando nossos burgers pedimos a porção de fritas.

Cardápio - Bullguer

É surpreendentemente rápido, menos de 5 minutos do pedido chegaram as batatas e as bebidas. Ah, pedimos a berry lemonade, um tipo de limonada com frutas vermelhas frescas que custa R$ 9,00 e é bem gostosa, feita com as frutas de verdade.

Crinkle fries - Bullguer

As crinkle fries são acompanhadas de uma porçãozinha de maionese. Estavam muito crocantes e temperadas. As batatas são temperadas com tempero em pó, normalmente páprica, pimenta do reino e outros. Dão um sabor a mais na porção.

A maionese é bem gostosa, boa consistência e ótimo tempero. Super gostosa.

Maionese fries - Bullguer

Os burgers não demoraram nada a chegar. São nitidamente pequenos. Então, se estiverem com muita fome, prepare-se para comer dois burgers mais as fritas.

O Stencil exibe a alface, o picles e a cebola.

Stencil burger - Bullguer

Outra marca registrada do Bullguer é o pão de hambúrguer marcado com o logo da hamburgueria. Isso deixa a parte de cima do pão bem diferente. Não altera o sabor, mas a apresentação é parte da experiência gastronômica.

Stencil burger - Bullguer

O Lumberjack é um pouco maior, com suas duas carnes e duplo queijo, acaba impondo mais respeito. Mas dentro do saquinho não chama muito atenção.

Lumberjack - Bullguer

Agora sim, melhorou?

Lumberjack - Bullguer

A carne veio exatamente no ponto que pedimos. O garçom avisou que eles trabalham com três tipos de ponto: mal passado, ao ponto e bem passado. O primeiro vem vermelho, o segundo rosado e o último nem vamos comentar.

Lumberjack - Bullguer

A carne estava suculenta, boa quantidade de gordura e bem saborosa. A textura estava boa, pegamos alguns pedacinhos inconvenientes na mistura, aqueles mais durinhos. Ponto negativo.

O molho que acompanha o Lumberjack é avermelhado, provavelmente uma maionese temperada com os mesmos ingredientes que temperam a batata. Dá um toque exclusivo no sabor.

O bacon não estava crocante, era um pouco difícil de morder sem trazer todo pra fora do hambúrguer. O sabor estava muito gostoso.

É perceptível que o conjunto foi muito bem pensado e combinado, os ingredientes são harmonizados entre si e é clara a identidade do sabor, o que consideramos muito importante e incomum.

O pão estava realmente muito gostoso e leve, sabor amanteigado, macio e adocicado. Vem chapeado e foi feito sob medida para o hambúrguer da casa.

Conclusão, repetimos. A receita escolhida foi a mais simples e que deixasse ainda mais evidente o pão, a carne e o queijo.

A única opção era o Bullguer, pão, carne, queijo, picles e molho. Desta vez ao ponto.

Por incrível que pareça, demorou bem mais, uns 15 minutos pro hambúrguer chegar. Mesmo assim, ainda está dentro de um tempo bem aceitável.

O padrão foi exatamente o mesmo, a diferença era podermos ver bem o queijo por cima da carne, deu água na boca.

Bullguer - Bullguer

O ponto não veio rosado como o prometido. Mas em questão de sabor, estava mais nítido que o ponto ideal da carne do Bullguer é esse e não o mal passado. Continuava muito suculento e ainda mais saboroso, a carne estava com aquela casquinha no lado de fora.

A textura ficou até melhor. O que percebemos é que o hambúrguer é mais fininho, quando pedimos mal passado, o hambúrguer não fica tempo suficiente na chapa para selar direito e dar o ponto ao mesmo tempo. Então preferimos o hambúrguer ao ponto.

Apesar de ter sobremesa, não foi o dia de pedir, já estávamos mais do que satisfeitos.

Quando for ao Bullguer saiba que a casa oferece burgers fininhos e suculentos a preços bem convidativos. Mas será difícil se contentar com um só. O conceito é uma mistura de fast-food que usa copos e bandejas descartáveis, mas que o garçom leva seu pedido na mesa. É clara a inspiração na hamburgueria Shake Shack dos Estados Unidos, mas com suas características próprias.

Não ache que vai ficar satisfeito com um hambúrguer de R$ 16,00 e uma bebida. Apesar dos preços serem reduzidos, é bem comum comermos dois burgers e batatas fritas. Ou mesmo um hambúrguer duplo que custará entre R$ 22,00 e R$ 24,00, mais as fritas e a bebida. A melhor parte é o sabor, realmente muito gostoso.

    Avaliação do Guia do Hambúrguer

  • hambúrguer3,5 estrelas
  • maionese4 estrelas
  • porção3,5 estrelas
  • atendimento2,5 estrelas
  • espera25 minutos
  • cheese burgerR$ 16,00
  • preçode R$ 30,00 a R$ 40,00 (de R$ 30,00 a R$ 40,00)
  • As avaliações do Guia do Hambúrguer são feitas sem aviso e sem conhecimento do estabelecimento, pagamos nossa conta e assim podemos falar a verdade.

Bullguer – Vila Nova Conceição

Rua Diogo Jácome, 606 – Vila Nova Conceição

São Paulo, SP
Telefone (11) 3044-2757
delivery não